Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home  Pintassílgo  Voltar

Pintassílgo



 

Construtor de ninhos retardatários

Nome comum: Pintassilgo
Nome em inglês: Siskin
Nome em japonês: MAHIWA
Nome científico: Carduelis spinus
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Frigillidae
Comprimento: 13 cm
Vôo ondulante
Gregário - é freqüente encontrar-se muitos indivíduos juntos.

No início da primavera, os pintassilgos voltam a seu lugar de origem para construir os ninhos e apresentam um belo espetáculo. O macho é um lindo passarinho, com o peito coberto por um colete de amarelo-limão. As asas e a cauda são pretas, marcadas de branco.

Pintassílgo

A cabeça tem um "chapéu" bem preto. A fêmea não é tão bonita: tem coloração amarelo - pálida embaixo e as partes de cima são amarelo- oliva, com riscas marrons. Os pintassilgos começam a fazer seus ninhos muito tarde e a construção pode avançar até o verão. Os ninhos são feitos de grama, casca de árvores e talos e forrados com penugem, em geral são construídos perto do chão, numa forquilha de arbusto ou árvore.

Os ovos são de cor azul- pálida. Durante o verão, os pássaros gostam de áreas arborizadas, onde se alimentam de ervas, sementes de coníferas e alguns insetos. Sementes parcialmente digeridas servem de comida para os filhotes. No Brasil, os pintassilgos encontram-se distribuídos da Bahia para o Sul.

Fonte: www.felipex.com.br

Pintassilgo

Pintassilgo macho

Pintassílgo

Pintassilgo fêmea

Pintassílgo

No que diz respeito à alimentação esta ave pode apresentar alguns problemas para o criador menos experiente ou menos habituado a espécies indígenas. Ainda assim, já surgem no mercado algumas misturas de sementes concebidas propositadamente para esta espécie, o que facilita e muito a vida a quem se aventura na sua criação. Caso não consiga encontrar este tipo de misturas na sua zona, posso dizer aproximadamente a composição de uma boa mistura de sementes para pintassilgos. Ora vejamos, em termos percentuais, a mistura deve consistir em: 40% de alpista; 20% de níger; 17% de nabo; 8% de linhaça; 6% de cânhamo; 5% de aveia descascada; 3% de sementes selvagens e 1% de sementes de relva.

Estas aves também são grandes apreciadoras de sementes de cardo, que pode dar-lhes com toda a segurança. Também devemos dar, quase diariamente, verdura e fruta (alface, espinafre, laranja, maçã, etc.) e uma boa papa de ovo. Outro truque muito útil neste tipo de aves consiste em adicionar algumas gotas de sumo de limão espremido puro à água do bebedouro, uma a duas vezes por semana, durante todo o verão. O grit e o osso de choco devem se encontrar sempre presentes na gaiola durante todo o ano, não só para esta como para todas as outras espécies de aves em geral, para que os pássaros possam satisfazer as suas necessidades a vários níveis.

Pode criar pintassilgos num aviário ao ar livre, com alguma vegetação, ou mesmo numa gaiola de interior. Geralmente obtêm-se melhores resultados quando se opta por colocar um casal isolado numa gaiola de criação, sem a presença de outras aves que o possam perturbar. As medidas ideais para uma gaiola deste tipo seriam de 100 cm de frente, 60 cm de profundidade e 40 cm de altura. Para que as aves se sintam seguras no seu novo lar, devemos decorar a gaiola com alguns ramos naturais (cedro, pinheiro ou eucalipto) ou mesmo de plástico.

O ninho a utilizar pode ser um cesto em corda, similar ao dos canários, e devemos pôr à disposição das aves bastante sisal ou lã de ovelha para a concepção do mesmo, note-se que os pintassilgos dão preferência aos materiais de cores claras. Para além disto, o ninho deve sempre ser colocado num ponto alto da gaiola, camuflado por alguma folhagem. Estas aves têm uma postura média de 3 a 6 ovos.

Estes têm uma cor azul clara com manchas castanhas e são chocados exclusivamente pela fêmea durante 13 a 15 dias.

Durante o período de criação deve prestar muita atenção à alimentação que está a proporcionar aos seus pássaros, não se esqueça que vêm aí mais bicos para alimentar. Neste período complicado deverá germinar algumas sementes, às quais adicionará uma papa de ovo seca (já existem papas específicas para espécies indígenas no mercado), formando uma espécie de alimento empapado, extremamente nutritivo e muito rico em inúmeras vitaminas e sais minerais, fundamentais para o bom desenvolvimento das crias.

A mistura de sementes para germinar deve consistir em: 20% de sementes de saúde; 20% de alpista; 20% de sementes selvagens; 10% de uma sub-mistura composta por níger, nabo, colza e cânhamo; 10% de milho alvo (japonês, branco e vermelho); 10% de soja e finalmente os restantes 10% de cártamo (*). Para além do que foi dito e, tratando-se de facto de aves silvestres, há certas guloseimas, que nem sempre são de fácil acesso para a maioria de nós que residem em cidades, mas que são muito do agrado deste tipo de aves. Como sejam: sementes de ervas do jardim; relva; chicória; dente-de-leão; bolsa-de-pastor; morrião-dos-passarinhos; nabo; couve em sementes verdes, ainda dentro da vagem e insectos em diversos estágios de desenvolvimento (larva, ovo, ninfa).

Cria de Pintassilgo no ninho

Pintassílgo

Este regime alimentar para os pintassilgos é aquele seguido por grande parte dos criadores nacionais, e foi-me aconselhado por um amigo meu que se dedica a esta espécie já há algum tempo, sempre com bons resultados. Claro que, cabe agora a cada criador adoptar aquele sistema alimentar que mais lhe convier sob todos os aspectos.

É ainda de salientar a necessidade de ter que se juntar o casal de pintassilgos com alguma antecedência, no máximo até meio do mês de Fevereiro. Senão corremos o risco do casal não se entender, o que resultaria num rotundo fracasso ao nível da criação.

Nota: O pintassilgo é uma espécie protegida. Existem requisitos e restrições legais relativamente à criação e comércio destas aves.

Fonte: clientes.netvisao.pt

Pintassilgo

Nome vulgar

Pintassilgo.

Nome científico

Carduelis carduelis parva (Tschusi, 1901)

Família

Fringillidae

Distribuição e Habitat

Ocorre no arquipélago da Madeira, nas Ilhas da Madeira e do Porto Santo. Pode ser observada nos mais variados habitates, fundamentalmente em áreas de cultivo, de vegetação rasteira e de gramíneas.

Descrição

Apresenta padrão vermelho, branco e preto na cabeça. É a ave mais colorida da avifauna do arquipélago.

Estatuto de Conservação e Ameaças

Subespécie de menor preocupação. População com cerca de 10.000 indivíduos e que apresenta uma área de ocorrência ampla.

Fonte: www.madeiranature.com

Pintassilgo

Carduelis spinus

Construtor de ninhos retardatários

No início da primavera, os pintassilgos voltam a seu lugar de origem para construir os ninhos e apresentam um belo espetáculo. O macho é um lindo passarinho, com o peito coberto por um colete de amarelo-limão. As asas e a cauda são pretas, marcadas de branco. A cabeça tem um "chapéu" bem preto. A fêmea não é tão bonita: tem coloração amarelo-pálida embaixo e as partes de cima são amarelo-oliva, com riscas marrons.

Os pintassilgos começam a fazer seus ninhos muito tarde e a construção pode avançar até o verão. Os ninhos são feitos de grama, casca de árvores e talos e forrados com penugem. Em geral são construídos perto do chão, numa forquilha de um arbusto ou árvore. Os ovos são de cor azul-pálida.

Durante o verão, os pássaros gostam de áreas arborizadas abertas, onde se alimentam de ervas, sementes de coníferas e alguns insetos. Sementes parcialmente digeridas servem de comida para os filhotes. No Brasil, os pintassilgos encontram-se distribuídos da Bahia para o sul.

Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Passeriformes
Família: Fringillidae

Características

Comprimento: 13 cm
Vôo ondulante
Gregário -
é freqüente encontrar-se muitos indivíduos juntos.

Fonte: www.achetudoeregiao.com.br

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal