Breaking News
Home / Animais / Inhambuguaçu

Inhambuguaçu


Crypturellus obsoletus

Características

PUBLICIDADE

Mede 29 cm de comprimento. Possui colorido muito peculiar, castanho-chocolate-escuro com o manto (parte bem abaixo do bico) e garganta cinzentos, alto da cabeça cinzento-escuro e pernas esverdeadas. O peito é castanho escuro, a barriga amarelada com largas faixas pretas na parte posterior.

Habitat

Sub-bosque fechado quer de matas altas ou baixas.

Ocorrência

Do Espírito Santo e Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, Paraguai e Argentina; populações isoladas ao sul do Amazonas, no sul do Pará e no baixo Tapajós. Também na Venezuela ao Equador e Bolívia. Tem notável adaptação a climas tão diversos como aqueles de montanhas e de baixadas.

Hábitos

Desconfiados, imobilizam-se instantaneamente de pescoço ereto, parte posterior do corpo levantada ou deitam-se.

Indivíduos assustados por um tiro às vezes fingem-se de mortos.

Alçam vôo apenas como último recurso, sendo o mesmo pesado e retilíneo. São quase incapazes de evitar obstáculos, mas pilotam relativamente bem quando planam para aterrissar.

Alimentação

Comem não só bagas, frutas caídas (ex. merindibas, tangerinas e coquinhos de palmito) como folhas e sementes duras.

Procuram pequenos artrópodes e moluscos que se escondem no tapete de folhagem apodrecida. Viram folhas e paus podres com o bico à procura do alimento, jamais esgravatando o solo com os pés como fazem os galináceos. Pulam, às vezes, para pegar um inseto. Bebem regularmente sempre que houver água. Engolem pedrinhas. Os filhotes dependem de alimento animal.
Reprodução – a cor do ovo é chocolate. O macho se incumbe da tarefa de chocar e criar filhotes, sistema de reprodução que envolve a poligamia. Não se empoleiram enquanto se dedicam a essa tarefa.

Predadores naturais

Gatos-do-mato, raposas, guaxinins, furões, iraras, gambás, gaviões e corujas. Os ninhos podem ser saqueados por cobras, macacos, gambás e até mesmo pelo tamanduá-bandeira.

Ameaças

Caça e destruição do habitat

Fonte: www.vivaterra.org.br

Inhambuguaçu

Crypturellus obsoletus

Família: Tinamidae

Caracterização

Mede 29 cm. Colorido muito peculiar: castanho-chocolate-escuro com o mento (parte bem abaixo do bico) e garganta cinzentos, alto da cabeça cinzento-escuro; pernas esverdeadas.

Hábitat

Habita o sub-bosque fechado quer de matas altas ou baixas.

Distribuição

Ocorre do Espírito Santo e Minas Gerais até o Rio Grande do Sul, Paraguai e Argentina; populações isoladas ao sul do Amazonas, no sul do Pará e no baixo Tapajós; também na Venezuela ao Equador e Bolívia.

Tem notável adaptação a climas tão diversos como aqueles de montanhas e de baixa das.

Hábitos

Desconfiados, imobilizam-se instantaneamente de pescoço ereto , parte posterior do corpo levantada ou deitam-se; indivíduos assustados por um tiro às vezes fingem-se de mortos.

Alçam vôo apenas como último recurso, sendo o mesmo pesado e retilíneo; são quase incapazes de evitar obstáculos, mas pilotam relativamente bem quando planam para aterrissar.

Alimentação

Comem não só bagas, frutas caídas (ex. merindibas, tangerinas e coquinhos de palmito) como folhas e sementes duras. Procuram pequenos artrópodes e moluscos que se escondem no tapete de folhagem apodrecida; viram folhas e paus podres com o bico à procura do alimento, jamais esgravatando o solo com os pés como fazem os galináceos. Pulam, às vezes, para pegar um inseto.

Bebem regularmente sempre que houver água. Engolem pedrinhas; os filhotes depend em de alimento animal.

Reprodução

Cor do ovo: chocolate. O macho se incube da tarefa de chocar e criar filhotes, sistema de reprodução que envolve a poligamia.

Não se empoleiram enquanto se dedicam a essa tarefa.

Manifestações sonoras

Voz: fortíssimo assobiar de timbre de um silvo de guarda de trânsito: chamada simples vibrante ou estrofe composta, admiravelmente longa, começando pausadamente, depois acelerando à medida que ascende, terminando em um tremular mais grave; a fêmea emite pios mais fortes e séries de piados mais prolongados.

Predadores naturais

Gatos-do-mato, raposas, guaxinins, furões, iraras, gambás, gaviões e corujas.

Os ninhos podem ser saqueados por cobras, macacos, gambás e até mesmo pelo tamanduá-bandeira.

Bibliografia

Helmt Sick, 1988. “Ornitologia Brasileira”.

Fonte: www.faunacps.cnpm.embrapa.br

Inhambuguaçu

O Inhambu-guaçú, é uma ave que habita a mata atlântica no Brasil, ainda é encontrada em nossas matas, principalmente no Parque Jurupará, que é a maior reserva da mata em áreas elevadas ainda existente, caracterizam-se pela importância do macho na incubação e no trato dos filhotes, medem entre 28 e 32 cm., alimenta-se de sementes e pequenos frutos, possui vocalização em escala ascendente fortíssima, sendo a vocalização da fêmea mais longa que a do macho, apresenta camuflagem eficiente, em tons de marrom-acinzentado e, está correndo risco de extinção, pela destruição do habitat.

Fonte: www.ibiuna.sp.gov.br

Veja também

Rinoceronte

Rinoceronte, Reprodução, Características, Espécies, Mamíferos, Hábitos, Fotos, Classificação, Habitat, Tamanho, Animal, Anatomia, Comportamento, Rinoceronte

Rinoceronte Branco

Rinoceronte Branco, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Visão, Rinoceronte Branco

Rinoceronte de Java

Rinoceronte de Java, Características, Tamanho, Alimentação, Habitat, Extinção, Espécie, Hábitos Alimentares, Reprodução, Peso, Rinoceronte de Java

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.