Breaking News
Home / Biologia / Agnatos

Agnatos

PUBLICIDADE

O que são

Uma classe de cordados em forma de enguia com um esqueleto cartilaginoso sem mandíbulas, balanças e barbatanas pélvicas. Entre elas estão as lampreias e mixinas. Existem algumas formas extintas.

Agnatha – superclasse de cordados em forma de enguia que faltam mandíbulas e nadadeiras pélvicas: lampreias, Mixinas, algumas formas extintas.

O termo Agnatos (Agnatha ou um grego, e sem gnathos, mandíbula), ou cyclostome (ou Cyclostoma que significa boca em um círculo) significa que todos os crânios são sem mandíbula.

A maioria dos Agnatos tem um esqueleto feito de cartilagem e sete ou mais bolsões branquiais emparelhados. Eles têm um olho pineal sensível à luz. Um olho pineal é um terceiro olho na frente da glândula pineal.

A fertilização dos ovos ocorre fora do corpo.

O fato de que inclui animais como peixes-bruxa (não vertebrados) e lampreias (vertebrados basais) faz um grupo polifilético, que, portanto, não pode ser considerado uma Taxonomia no sentido filogenética.

De acordo com a definição dada a ele, essas organizações são ou não considerados peixe.

A lampreia parece uma enguia, mas tem uma boca sugadora sem mandíbula que se fixa a um peixe. É um parasita e suga tecidos e fluidos dos peixes aos quais está ligado.

A boca da lampreia tem um anel de cartilagem que a sustenta e fileiras de dentes córneos que usa para se agarrar a um peixe.

Características da classe Agnatha

Filo: Chordata
Subfilo: Vertebrata
Sistema digestivo: não tem estômago identificável
Corpo: mandíbulas ausentes, nadadeiras emparelhadas geralmente ausentes. Lampreias e peixes-bruxa têm cauda e barbatana caudal. Ambos têm pele viscosa sem escamas ou placas. Alguns agnathans extintos tinham grossas placas corporais. Eles têm uma boca dentada ciclostômica (circular) (Figura 8), o que os ajuda a perfurar a lateral de um peixe e sugar o sangue de sua vítima
Esqueleto: o esqueleto interno do Agnatha não é ósseo, mas cartilaginoso. O notocórdio embrionário persiste no adulto.
Sistema respiratório: sete ou mais bolsas de guelras emparelhadas estão presentes
Reprodução: unissexual (lampreia) e hermafrodita.

Agnatos
Os agnatos são vertebrados primitivos desprovidos de mandíbula

Peixes agnatos

Myxini ou Myxinoidea: Feiticeiras

Agnatos

Corpo alongado (formato de enguias)
Sem escamas
Coloração rosácea a púrpura
Adultos geralmente ultrapassam 1m
Inteiramente marinhos (Profundidades 25-300m)
Distribuição praticamente mundial – antitrópica
Associados a substratos “lamacentos”
Alimentam-se de invertebrados bênticos ou vertebrados moribundos
Constroem galerias
Vivem em colônias
Razão sexual de até 100 fêmeas para cada macho.

Agnatos

Agnatos

Agnatos

SINAPOMORFIAS:

Boca circular c/ “língua” cartilaginosa protrusível
Duas fileiras de dentes córneos presentes na “língua”
Três a quatro pares de tentáculos ao redor da boca e ducto nasofaríngeo
Série ventro-lateral de glândulas produtoras de muco

Agnatos

OUTRAS CARACTERÍSTICAS:

Olhos pouco desenvolvidos e um par de canais semicirculares
Coração com seio venoso, átrio e ventrículo, (corações acessórios)
Ausência de inervação cardíaca (modulados por hormônios)
Fluidos perfazendomais que 10% do corpo
Células sanguíneas c/ pouca afinidade por oxigênio
Ausência de neuromastos na linha-lateral (embora apresentem fibras nervosas laterais)
Rins plesiomórficos (sem ductos coletores)
Tecidosmineralizados ausentes (ossos, dentina e esmalte)

DIVERSIDADE:

1 fam., 2 gêns., 60 spp.

Myllokunmingia e Haikouichthys

Agnatos
Myllokunmingia é um peixe agnatha primitivo que viveu no que hoje é a China durante o Cambriano inferior, a 530 milhões de anos atrás, era um vertebrado e considera-se como o mais antigo que se conhece.

Petromyzontoidea: Lampréias

Agnatos

Lampréias

Lampréias

Lampréias

Corpo alongado (formato de enguias)
Sem escamas
Coloração cinza-prateado (adultos)
13 ? 100cm
1 ?2 nadadeiras dorsais
7 pares de fendas branquiais
Hematoparasitas de outros peixes; algumas espécies não se alimentam e reproduzemse logo após a metamorfose
Anádromos (algumas espécies inteiramente dulcícolas)
Águas costeiras e rasas
Regiões temperadas ? exceto África
Larvas c/ baixa tolerância para águas quentes

OUTRAS CARACTERÍSTICAS:

Olhos rudimentares, relativamente grandes
2 canais semicirculares em cada lado da cabeça
Neuromastos na linha-lateral
Nadadeiras suportadas por elementos radiais c/ musculatura presente
Coração inervado por ramificação do vago
Cérebro c/ cerebelo pouco desenvolvido
Lobos ópticos desenvolvidos
Sem esqueleto mineralizado
Placas e barras cartilaginosas no crânio
Cérebro envolvido por neurocrânio cartilaginoso
Cesto faríngeo suportado por cartilagens

DIVERSIDADE:

Entre 40 e 50 spp., distribuídas em 2 genrs.

SINAPOMORFIAS:

?Ventosa oral? suportada por cartilagem anelar
Dentículos córneos no funil e na língua protrusível
Glândula anticoagulante
Ducto naso-hipofisário

Agnatos

Conodonta

Cambriano médio (540ma) ? Triássico (230ma)
Olhos
Forma do corpo
Estrutura da cauda
Corpo alongado
Musculatura em ?V?
Notocorda
Olhos grandes, pareados
Dentículos em forma de pente ou garras
Fosfato de cálcio (=ossos e dentes de Vertebrata)
Referidos como partes de anelídeos, artrópodes, moluscos, chaetognatos, peixes e até plantas.
Três ou quatro tipos de dentículos mineralizados
Coroa superficial de esmalte
Matriz de dentina/osso (substância branca)
Corpo basal (cartilagem calcificada globular)
Agarrar (S e M)
Triturar (P)

Ostracodermes: Arandaspida

Agnatos

Arandaspida

Ordoviciano (480-440ma) – Austrália, Bolívia e Argentina
Carapaça cefálica c/ escudos médio-dorsal e ventral
Olhos frontais, localizados em uma cavidade do escudo dorsal
Série de plaquetas (20+/-) separando os escudos dorsal e ventral
Aberturas branquiais diminutas (15 ou mais), entre as plaquetas
Fendas naso-hipofisárias (narinas) entre os olhos
Ossos dérmicos de aspidina, sem dentina
Linha lateral em canais entre os tubérculos
Ordoviciano médio (450ma) ? América do Norte
1 gênero (Astraspis), 2 espécies (A. desiderata e A. splendens)
Carapaça cefálica c/ escudos dorsal e ventral grandes
10 aberturas branquiais pares na margem do escudo dorsal
Escudo dorsal dotado de cristas longitudinais, olhos laterais
Cauda coberta por escamas grandes, em forma de diamantes

Ostracodermes: Heterostraci

AgnatosHeterostraci

Cerca de 300 espécies
Marinhos (lagunas ou deltas)
América do Norte, Europa e Sibéria
Natação pouco eficiente, associados ao substrato, ?Filtradores de fundo?
Maioria entre 15-30 cm ? (Psammosteidae alcançava 1,5m)
1 abertura branquial em cada lado da cabeça
Várias placas separadas além da dorsal, ventral e mediana
Órgão olfatório par 1 fenda nasofaringia

Ostracodermes: Anaspida

Agnatos

Siluriano (430-410ma) ? Noruega e Escócia
Ambientes marinhos costeiros
Esqueleto dérmico não forma escudos, composto por escamas pequenas e placas ósseas grandes
Aberturas branquiais (8-15 pares) estendendose em uma linha após os olhos
Abertura no topo da cabeça (naso-hipofisária
Nadadeira caudal hipocerca, nadadeira dorsal, orificio retal e nadeiras pares
Exoesqueleto formado por aspidina, sem dentina
Endoesqueleto cartilaginoso, raramente preservado
Estrutura circular ao redor da boca (cartilagem anelar)

Ostracodermes: Thelodonti

Siluriano inferior ? Devoniano superior (430-370ma)
Não possuem ?armadura óssea?
Corpo coberto por escamas diminutas dotadas de cavidade da polpa (escamas placóides ? tubarões)

Grupo monofilético:

Escamas c/ base alargada e estruturas p/ ancoragem na derme

Grupo parafilético:

Relacionados c/ Pteraspidomorphi, Anaspida, Galeaspida, Osteostraci ou Gnathostomata
Cabeça achatada dorso-ventralmente com estabilizadores laterais (nadadeiras pares), olhos pequenos e 8 pares de aberturas branquiais ventrais.
Uma nadadeira dorsal, 1 orifico retal e 1 caudal hipocerca sustentada por elementos radiais

Outras formas possuem:

Corpo profundo, achatado lateralmente, olhos grandes, aberturas branquiais laterais, caudal em forma de foice
Dentículos e estômago (semelhantes a Gnathostoma)

Ostracodermes: Galeaspida

Agnatos

Galeaspida

Siluriano – Devoniano (430-370ma) ? China e Vietnam
Marinhos de águas rasas (lagunas e deltas)
A cabeça é representada por um escudo exo e endoesquelético em forma de ferradura ou oval
Pode apresentar grandes processos rostrais e laterais
Boca e aberturas branquiais em posição ventral
Filtradores de fundo
Até 45 aberturas branquiais
Escamas diminutas no corpo
Apenas 1 nadadeira ? caudal ligeiramente hipocerca
Grande abertura dorsal média
Comunica-se c/ faringe e câmara branquial (similar ao ducto nasofaringiano)

Ostracodermes: Pituriaspida

Agnatos
Pituriaspida

Agnatos
Pituriaspida

Devoniano inferior a médio (390ma) ? Austrália
Marinhos de águas rasas (deltas)
Escudo cefálico c/ 1 processo rostral anterior e 2 cornuais laterais, que dariam suporte p/ as nadadeiras pares
Estendia-se posteriormente até a região do orifico retal
Câmara oralobranquial ventral ? abertura nasohipofisária ventral, anterior à boca

Ostracodermes: Osteostraci

Agnatos
Osteostraci

Siluriano inferior ao Devoniano superior (430-370ma) ? América do Norte, Europa, Sibéria, Ásia Central
Ambientes marinhos costeiros, alguns em água-doce
Maioria 20-40cm (4-100cm)
Desempenharam um importante papel para a paleontologia: 
1º grupo fóssil de Agnatha c/ anatomia interna descrita
Duas depressões laterais e 1 mediana na porção endoesquelética do escudo cefálico (Campos cefálicos)
Nadadeira horizontal em forma de folha junto à caudal (orificio relta modificado)
Boca e aberturas branquiais (8-10) em posição ventral, olhos e aberturas naso-hipofisária e pineal dorsais
Encéfalo apresentando cavidade cerebral, cerebelo, órbitas, labirinto c/ 2 canais semicirculares, nervos cranianos e vasos sanguíneos
Escamas diminutas no corpo, 2 nadadeiras dorsais e caudal heterocerca.

Fonte: helder.zooufpb.bio.br/programaacordar.ulbra.br/www.broadlearnings.com/fsc.fernbank.edu/nhpbs.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Estrogênio

PUBLICIDADE Estrogênio – Definição O estrogênio é um dos dois principais hormônios sexuais das mulheres. O outro …

Axônio

PUBLICIDADE Definição de Axônio Um axônio é uma fibra longa de uma célula nervosa (um neurônio) que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.