Breaking News
Home / Biologia / Animais Dispersores

Animais Dispersores

PUBLICIDADE

O que são animais dispersores?

Por animais dispersores (ou disseminadores) de sementes se compreendem aqueles seres vivos, que ao terem contato com determinada planta, auxiliam no processo de transporte das sementes destas.

O transporte tanto pode ser quando o ser vivo se alimenta dos frutos, eliminando pelas fezes as sementes das plantas sem danificá-las e, com isso, auxiliando que estas germinem em outros lugares. Como também pode ser por meio da fixação destas sementes em partes do corpo do animal, sendo carregadas para outros lugares.

Por exemplo: uma ave se alimenta de um fruto e, ao ingerir o alimento, as sementes contidas ali passam pelo seu trato intestinal e não são digeridas. Ao defecar em outros lugares, essas sementes presentas nas fezes da ave podem germinar e, com isso, dar origem a uma nova planta – longe da planta inicial, da qual a ave se alimentou.

O processo de dispersão de sementes por seres vivos, também chamado de zoocoria, é uma das formas mais eficientes da movimentação destas sementes. Entre os animais que mais são dispersores, pode-se destacar as aves, as quais voam para outras regiões distantes das plantas parentais, onde defecam as sementes. Mas também encontramos mamíferos, como cotias, antas e morcegos, que auxiliam na dispersão das sementes.

Esse processo pode ser considerado uma relação mutualística, em que ambos os seres envolvidos se beneficiam. A ave se alimenta do fruto e a planta tem sua semente levada para outros lugares, longe dela, de forma a atingir outras áreas.

Animais Dispersores

Também existem relações em que apenas as plantas se beneficiam. As sementes contam com estruturas fixadoras, que se prendem na pelagem ou penas dos animais e são transportadas. Um exemplo de planta é o carrapicho (Triumphetta sp.), que conta com estruturas no seu fruto que fixam-no nos pelos ou penas dos animais. Estes, por sua vez, os transportam de “carona”.

Logo, é importante destacar que essa interação ser vivo / planta é essencial, pois determinadas plantas dependem de determinados animais para poder ter suas sementes dispersas. A dispersão de sementes é, portanto, um fator necessário, inclusive, para a colonização de novos habitats e também na constituição de populações de plantas.

Juliano Schiavo
Escritor, jornalista, biólogo e mestre em Agricultura e Ambiente

Referências Bibliográficas

BARBOSA, Karina Cavalheiro. A importância da interação animal-planta na recuperação de áreas degradadas. MANUAL PARA RECUPERAÇÃO DE ÁREAS DEGRADADAS DO ESTADO DE SÃO PAULO, 2006, 42.

LANA, Tate Correa, et al. A Zoocoria como promovedora de nucleação. IR Leal, WR Almeida, AV Aguiar, MV Meiado e JA Siqueira-Filho Orgs.). Ecologia da Caatinga: Curso de Campo, 2011, 2010: 52-57.

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Neurobiologia

Neurobiologia

PUBLICIDADE Definição Neurobiologia é o estudo de células do sistema nervoso e a organização dessas …

Esporos

PUBLICIDADE Definição Os esporos são a unidade reprodutiva unicelular de plantas não-florescentes, bactérias, fungos e …

Evolução Convergente

Evolução Convergente

PUBLICIDADE Definição de Evolução Convergente Evolução convergente é o processo no qual organismos que não estão …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.