Breaking News
Home / Biologia / Leucócitos

Leucócitos

PUBLICIDADE

Leucócitos – O que são

Os leucócitos, também conhecidos como glóbulos brancos, são um componente importante do sangue e um elemento-chave no sistema imunológico do corpo.

Existem vários tipos diferentes, cada um com funções específicas. Uma elevação em sua contagem no sangue pode indicar a presença de infecção ou doença subjacente, enquanto a leucopenia, na qual essas células são reduzidas em número, também pode ser um indicador de um problema médico.

Essas células podem ser divididas em dois tipos principais: granulócitos e agranulócitos.

Os granulócitos possuem pequenos grânulos de material dentro de suas membranas celulares, que desempenham um papel importante em sua função. Eles podem liberar os grânulos para matar bactérias, fungos e outros invasores. Os agranulócitos não possuem grânulos em suas membranas celulares.

Existem três tipos de granulócitos: eosinófilos, neutrófilos e basófilos.

Os eosinófilos são projetados para atacar parasitas e também desempenham um papel nas reações alérgicas.

Os neutrófilos têm como alvo bactérias e fungos, enquanto os basófilos desempenham um papel na resposta imunológica. Em alguém com níveis normais de leucócitos, cerca de 50% a 60% são neutrófilos, com 1% a 4% são esoinófilos e menos de 2% são basófilos.

Os agranulócitos podem ser divididos em linfócitos, que constituem cerca de 20% a 40% da contagem total de leucócitos e incluem células B, células T e células assassinas naturais e monócitos.

Os monócitos constituem de 2% a 9% da contagem de leucócitos e são projetados para apresentar antígenos aos linfócitos para estimular as respostas imunológicas.

Essas células eventualmente amadurecem em macrófagos, leucócitos especializados que engolfam material estranho para neutralizá-lo.

Os leucócitos também são conhecidos como glóbulos brancos

Alguns leucócitos ficam fixos no lugar, como os mastócitos, um tipo de granulócito envolvido na resposta imune. Todos os glóbulos brancos surgem das mesmas células-tronco pluripotentes geradas na medula óssea, com o corpo determinando qual tipo é necessário e direcionando as células-tronco para amadurecer de acordo. Essas células também são constantemente substituídas, pois muitas têm uma vida útil muito curta no corpo.

Quando um paciente vai a um profissional médico, ele ou ela pode solicitar exames de sangue como parte da investigação do paciente para determinar a condição da pessoa e para ter uma ideia geral de sua saúde.

Parte desse hemograma inclui uma contagem dos glóbulos vermelhos e brancos, com atenção específica para o número de diferentes tipos de células, que podem fornecer pistas sobre a condição de um paciente.

Um baixo nível de células T, por exemplo, pode indicar que um paciente tem HIV.

Leucócitos – Células

Os leucócitos são células do sistema imune que defendem o organismo diariamente contra invasores. O processo pelo qual este sistema protege o corpo, desde a entrada de uma partícula estranha, até que a mesma seja destruída é denominada resposta imune.

São células produzidas na medula óssea vermelha,a partir das linhagens mielóides e linfóides. A linhagem mielóide é responsável por originar os neutrófilos, basófilos, eosinófilos e monócitos.

Já na linhagem linfóide são originados os linfócitos, que são classificados em: linfócitos B, linfócitos T (CD4 e CD8) e Natural Killer.

Os neutrófilos são caracterizados por possuírem três ou mais lóbulos em seu interior e apresentar um citoplasma com muitos grânulos. São os tipos mais comuns de leucócitos representando de 45 a 75% dos leucócitos.

Tem como função combater as bactérias. Altamente especializados eles destroem as mesmas por meio de fagocitose (englobamento e digestão de partículas).

Os eosinófilos são caracterizados por possuírem dois lóbulos conectados e apresentam muitos grânulos em seu citoplasma. Representam de 1 a 5% dos leucócitos.

São responsáveis pelo combate a parasitas e processos alérgicos.

Os basófilos são caracterizados por possuírem um núcleo em formato irregular e apresentar em seu citoplasma vários grânulos grandes. É o tipo menos comum de leucócitos, representando 2% ou menos.

Tem a função de atuarem em processos alérgicos e infecções crônicas.

Os monócitos são os maiores de todos os leucócitos, apresentam um núcleo com formato de U ou de rim. Representam de 3 a 10% de leucócitos. São responsáveis pelo combate de processos virais e bacterianos.

Quando o sistema é invadido os monócitos são ativados e transformam-se em macrófagos que são capazes de fagocitar organismos invasores.

Células Sanguíneas
Células Sanguíneas

Os linfócitos são os menores de todos os leucócitos, seu núcleo ocupa quase toda sua célula. Representam de 15 a 45% dos leucócitos.

O linfócito B vai ao gânglio para produzir anticorpos e, retorna a corrente sanguínea onde libera os anticorpos que são responsáveis por neutralizar os vírus.

Por fim os macrófagos eliminam os mesmos por meio de fagocitose.

O linfócito T é formado na medula vermelha, porém amadurece no Timo (órgão do sistema imune).As CD4 estimulam os linfócitos B a produzirem anticorpos. As CD8 atacam e destroem células tumorais e células infectadas por vírus.

Os macrófagos são importantes na regulação da resposta imune, são os primeiros a detectar e fagocitar microrganismos invasores.

Transmitem as informações aos linfócitos CD4 que é estimulado a ativar outros tipos de linfócitos tais como: os linfócitos B e o CD8.

Os naturais killers (NK) apresentam a mesma função da CD4, que é de atacar células tumorais, podendo atacar diferentes tipos de células, porém não apresentam em sua membrana marcadores de superfícies que ocorrem nos linfócitos B e T.

A concentração de linfócitos no sangue depende da condição física do indivíduo, em casos de imunodeficiência a concentração é baixa (linfopenia), já quando há infecções ou rejeição a transplantes ela aumenta (linfocitose).

Fonte: Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Estrogênio

PUBLICIDADE Estrogênio – Definição O estrogênio é um dos dois principais hormônios sexuais das mulheres. O outro …

Axônio

PUBLICIDADE Definição de Axônio Um axônio é uma fibra longa de uma célula nervosa (um neurônio) que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.