Breaking News
Home / Biologia / Biogeografia

Biogeografia

Biogeografia – Definição

Biogeografia é definida como o estudo da distribuição de animais e plantas no espaço e no tempo e é amplamente utilizada para caracterizar os diferentes biomas da Terra.

Biogeografia é o estudo da distribuição geográfica de plantas, animais e outras formas de vida. Preocupa-se não apenas com os padrões de habitação, mas também com os fatores responsáveis pelas variações na distribuição. A rigor, a biogeografia é um ramo da biologia, mas os geógrafos físicos deram contribuições importantes, principalmente no estudo da flora.

biogeografia é freqüentemente estudada no contexto de fatores ecológicos e históricos que moldaram a distribuição geográfica dos organismos ao longo do tempo. Especificamente, as espécies variam geograficamente com base na latitude, habitat, segregação (por exemplo, ilhas) e elevação. As subdisciplinas da biogeografia incluem zoogeografia e fitogeografia, que envolvem a distribuição de animais e plantas, respectivamente.

Biogeografia – Oque é

A diversidade de seres não é a mesma em todos os lugares, algumas espécies são restritas a uma determinada área enquanto outras apresentam ampla distribuição.

Para compreender os padrões e as relações que existem entre os seres e as áreas, surgiu a Biogeografia: ciência que estuda a distribuição dos seres vivos no planeta, disciplina que relaciona informações de diversas outras ciências tais como a Geografia, Ecologia, Evolução e Geologia.

Respondendo a partir dessa relação em diferentes escalas de análise desde a global como continentes a de uma pequena região. O estudo abrange distribuição espacial (área geográfica de ocorrência dos organismos), através do tempo (eventos históricos que influenciaram os padrões atuais), e forma (diversidade e/ou grupos de organismos) com o objetivo de entender os processos e padrões de organização.

Exemplos dos estudos:

Biogeografia fenotípica: área de distribuição individual.
Biogeografia de dispersão ou filogenética:
 composição e relação das regiões. Origem e história de dispersão.
Biogeografia Vicariante e Panbiogeografia:
 área de distribuição de organismo de filogenia distinta (história evolutiva).

A Biogeografia se divide em:

Biogeografia ecológica: estudo dos processos ecológicos que atuam na interação entre organismos e meio ambiente em um curto espaço de tempo. Analisa variação de comportamento e fisiologia de espécies vivas esuas adaptações ás condições atuais do meio.
Biogeografia histórica: 
atuam em uma escala de tempo maior, estudam as influências que ocorreram nas mudanças das regiões,buscando reconstruir a origem, dispersão e extinção de táxons e biotas (conjunto de seres vivos de um ecossistema). Explica a distribuição dos organismos através de fatores históricos e, avaliam as causas das variações e sua evolução ao longo do tempo geológico.

PUBLICIDADE

Biogeografia
Mapa ilustrando as duas hipóteses sobre a origem dos grupos de mamíferos na América do Sul.

Importante para se compreender a forma como as espécies estão distribuídas pelas diferentes regiões, e as relações que existem entre os seres vivos e os componentes do meio como: clima, relevo, solo, hidrografia, entre outros.

Os estudos biogeográficos estão comprometidos com o entendimento da relação sociedade/natureza visando fornecer elementos para um uso racional dos bens naturais, contribuindo no entendimento dos processos de degradação. A partir dessa compreensão que se dá condições de contribuir para a manutenção dos diversos ecossistemas ameaçados.

Tipos de biogeografia

Existem três campos principais da biogeografia:

1) histórica,
2) 
ecológica e
3) 
biogeografia da conservação.

Cada um aborda a distribuição das espécies de uma perspectiva diferente.

biogeografia histórica envolve principalmente distribuições de animais de uma perspectiva evolucionária. Estudos de biogeografia histórica envolvem a investigação de distribuições filogênicas ao longo do tempo.

biogeografia ecológica se refere ao estudo dos fatores que contribuem para a distribuição global de espécies vegetais e animais. Alguns exemplos de fatores ecológicos comumente estudados incluem clima, habitat e produtividade primária (a taxa na qual as plantas em um determinado ecossistema produzem a energia química líquida). Além disso, a biogeografia ecológica difere da biogeografia histórica por envolver a distribuição de curto prazo de vários organismos, em vez das mudanças de longo prazo ao longo dos períodos evolutivos.

biogeografia de conservação busca gerenciar com eficácia o nível atual de biodiversidade em todo o mundo, fornecendo aos formuladores de políticas dados e possíveis preocupações com relação à biologia da conservação.

História da Biogeografia

estudo da biogeografia ganhou popularidade com o trabalho de Alfred Russel Wallace em meados do século XIX. Wallace, originalmente da Inglaterra, foi um naturalista, explorador, geógrafo, antropólogo e biólogo que primeiro estudou extensivamente o Rio Amazonas e depois o Arquipélago Malaio (as ilhas localizadas entre o continente do Sudeste Asiático e a Austrália).

Durante seu tempo no arquipélago malaio, Wallace examinou a flora e a fauna e criou a Linha Wallace – uma linha que divide a distribuição de animais na Indonésia em diferentes regiões de acordo com o clima e as condições dessas regiões e a proximidade de seus habitantes com Vida selvagem asiática e australiana.

Aqueles mais próximos da Ásia eram mais relacionados aos animais asiáticos, enquanto os próximos à Austrália eram mais relacionados aos animais australianos. Por causa de sua extensa pesquisa inicial, Wallace é frequentemente chamado de “Pai da Biogeografia”.

Seguindo Wallace estavam vários outros biogeógrafos que também estudaram a distribuição das espécies, e a maioria desses pesquisadores olhou para a história em busca de explicações, tornando-a assim um campo descritivo. Em 1967, porém, Robert MacArthur e E.O. Wilson publicou “The Theory of Island Biogeography” (A Teoria da Biogeografia da Ilha).

Seu livro mudou a maneira como os biogeógrafos olhavam para as espécies e tornou o estudo das características ambientais daquela época importante para a compreensão de seus padrões espaciais.

Como resultado, a biogeografia de ilhas e a fragmentação de habitats causada por ilhas tornaram-se campos de estudo populares, pois era mais fácil explicar os padrões de plantas e animais nos microcosmos desenvolvidos em ilhas isoladas.

O estudo da fragmentação do habitat em biogeografia levou ao desenvolvimento da biologia da conservação e da ecologia da paisagem.

Fonte: Camila Correia/www.thoughtco.com/www.sciencedirect.com/biologydictionary.net

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.