Breaking News
Home / Biologia / Bipedalismo

Bipedalismo

PUBLICIDADE

Você já ouviu falar em bidepalismo?

Em zoologia, é uma forma de locomoção terrestre, em que o ser vivo conta com a capacidade de se deslocar sobre dois membros posteriores ou pernas. Um desses seres vivos capazes de se locomover sobre dois pés é o ser humano, considerado, portanto, um ser bípede, que significa “dois pés”. A palavra bípede tem origem no latim, sendo bi, com significado de “dois” e ped, “pés”.

O movimento bípede, portanto, permite ao ser humano caminhar, correr, pular e, inclusive, favorece a manipulação de objetos com as mãos. Isso ocorre, pois ao se equilibrar sobre os dois membros, o ser humano consegue utilizar ferramentas.

Segundo algumas teorias, como a apresentada pelo professor de Ciências Biológicas e Antropologia na University of Southern Californ, Craig Stanford, o fato dos ancestrais comuns ao ser humano terem apresentado como característica o fato de serem bípedes, fez com que as relações dos hominídeos com o ambiente fossem alteradas.

Como o corpo humano, quando comparado a outros animais, é muito frágil (não temos pelos para nos proteger do frio, nem dentes afiados, garras, etc.), além de termos um potencial sensorial inferior aos demais animais (nosso olfato ou audição, por exemplo, nem se compara ao de um cachorro), uma das características que auxiliou na conquista terrestre foi a posição ereta, o que nos tornou bípedes, e favoreceu o uso de ferramentas.

Bipedalismo

Outra hipótese defendida por Stanford é que a fala foi beneficiada ao se assumir o bipedalismo. Ao contrário de animais quadrúpedes, que respiram em sincronia com os passos, em animais bípedes isso não ocorre, uma vez que seria possível aos pulmões modular uma respiração de forma sutil – o que pode ter contribuído para a evolução da fala.

Vale ressaltar que, com o desenvolvimento do cérebro ao longo da evolução humana, somado a capacidade de ficar sobre dois pés e deixar os membros superiores livres para a manipulação de objetos e ferramentas, esses elementos foram de fundamental importância para que o ser humano conseguisse sobreviver no ambiente, pois dessa forma foi possível manipular o espaço e objetos para conseguir criar condições para a sobrevivência. Por isso, o bipedalismo é tão importante para a espécie humana.

Juliano Schiavo
Escritor, jornalista, biólogo e mestre em Agricultura e Ambiente

Referências Bibliográficas

MARCHIORETO, Fábio. A importância do bipedalismo para a vida humana. Revista Trama Interdisciplinar, v. 5, n. 1, 2014.

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Esporos

PUBLICIDADE Definição Os esporos são a unidade reprodutiva unicelular de plantas não-florescentes, bactérias, fungos e …

Evolução Convergente

Evolução Convergente

PUBLICIDADE Definição de Evolução Convergente Evolução convergente é o processo no qual organismos que não estão …

Hominídeos

PUBLICIDADE As definições recentes mais usadas são: Hominídeo – o grupo que consiste em todos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.