Breaking News
Home / Biologia / Homozigoto e Heterozigoto

Homozigoto e Heterozigoto

PUBLICIDADE

Homozigoto significa duas cópias do mesmo alelo, como dois alelos dominantes.

Heterozigoto significa um de cada tipo de alelo, um dominante e um recessivo.

Considerando os alelos de um gene presente em um organismo e os resultados físicos, leva-nos aos termos genótipo, fenótipo e característica.

O genótipo de um organismo é sua combinação específica de alelos para um determinado gene. Assim, por exemplo, nas plantas de ervilha acima, os possíveis genótipos para o gene da cor da flor eram vermelho-vermelho, vermelho-branco e branco-branco.

O fenótipo é a manifestação física da combinação alélica de um organismo (genótipo). Para as plantas de ervilha, se o alelo vermelho for dominante e o alelo branco for recessivo, apenas dois fenótipos serão possíveis.

Ambas as plantas com genótipos vermelho-vermelho e vermelho-branco terão o fenótipo vermelho, enquanto as plantas com o genótipo branco-branco terão o fenótipo branco.

Uma característica é o aspecto geral da fisiologia sendo mostrado no fenótipo. Assim, por exemplo, a característica citada é a cor da flor da ervilha.

O que é homozigoto?

Em genética, homozigoto é um termo usado para se referir a um organismo que herdou duas cópias idênticas de um gene. Por exemplo, se uma planta é homozigótica para flores vermelhas, significa que herdou duas cópias do gene que dizem para produzir flores vermelhas. Para as pessoas que reproduzem animais ou que criam plantas, é importante reconhecer um animal homozigoto, pois permitirá que os criadores realizem características desejáveis com uma criação cuidadosa.

Os organismos se tornam homozigotos para uma característica quando são diplóides, o que significa que eles herdam dois conjuntos de cromossomos, um de cada pai. Organismos que se reproduzem sexualmente, como os humanos, são diplóides. Quando os dois conjuntos de cromossomos se reúnem, cada cromossomo em cada conjunto possui um cromossomo complementar no outro conjunto.

Diz-se que um par de cromossomos é homólogo e cada par homólogo contém informações genéticas correspondentes, embora o conteúdo de cada cromossomo seja diferente porque provém de um pai diferente.

Cada característica genética pode estar localizada em um local ou locus específico de um cromossomo e, em um par de cromossomos homólogos, haverá duas cópias dos alelos que codificam uma característica específica.

Em animais homozigotos, esses alelos são idênticos.

Os animais heterozigotos têm dois alelos diferentes, caso em que apenas um dos alelos será expresso. Os animais hemizigóticos herdaram apenas uma cópia de um alelo, com informações genéticas ausentes no cromossomo correspondente.

A herança genética é complicada e raramente é tão simples quanto dois alelos em um par de cromossomos homólogos, embora os estudantes de genética iniciantes geralmente sejam introduzidos no conceito dessa maneira.

Quando um animal é homozigoto para uma característica, a característica pode ser expressa de maneiras diferentes, como resultado de outros alelos que influenciam o desenvolvimento.

Quando um animal é recessivo homólogo, significa que ele herdou duas cópias de um gene recessivo.

Pessoas de olhos azuis são um exemplo de recessivo homólogo. Uma pessoa de olhos azuis transmitirá o gene, mas seu filho não terá necessariamente olhos azuis, a menos que a criança também herda o gene de olhos azuis do outro pai.

Por outro lado, alguém que é homozigoto dominante para uma característica como olhos castanhos terá filhos de olhos castanhos porque apenas uma cópia de uma característica dominante é necessária para que a característica seja expressa.

O que é Homozigoto Dominante?

Homozigoto Dominante é um termo usado em genética para descrever o genótipo de um organismo.

O genótipo é a combinação de genes que causam fenótipo, que é a aparência ou o funcionamento de um organismo.

Existem três tipos diferentes de genótipos, que são homozigotos dominantes, homozigotos recessivos e heterozigotos.

Todas as células, exceto as células reprodutoras ou sexuais, contêm duas cópias de cada gene. As cópias do gene, ou alelos, são encontradas no mesmo local em um par de cromossomos.

Uma cópia é do pai do sexo masculino e outra do pai do sexo feminino. Os alelos determinam a mesma característica – por exemplo, cor do cabelo ou dos olhos – mas podem causar resultados diferentes.

As várias combinações desses alelos são como o genótipo é determinado.

Cada gene tem pelo menos dois alelos diferentes, e como eles se combinam determinará o resultado final para a característica. Se duas formas diferentes do gene são passadas dos pais para a prole, geralmente uma é expressa sobre a outra. Diz-se que o gene que é expresso e controla a característica é dominante em relação ao gene que não é expresso, que é considerado recessivo. Em alguns casos, pode haver uma característica intermediária se o organismo tiver um alelo dominante e um alelo recessivo.

Os termos homozigoto e heterozigoto descrevem se as formas do gene são iguais ou diferentes.

Homozigoto significa que o organismo contém dois genes que são iguais, pois “homo” é grego para “o mesmo”.

Heterozigoto significa que o organismo tem duas formas diferentes do gene. “Hetero” é grego para “outro” ou “diferente”.

Como tal, dominante homozigoto significa que o organismo possui dois alelos dominantes para essa característica genética específica. Se um organismo é homozigoto recessivo, possui dois alelos recessivos.

Quando um organismo homozigótico se reproduz, ele só pode transmitir uma forma do alelo para qualquer descendência, pois contém apenas a forma única.

Como exemplo, a cor dos olhos castanhos é dominante sobre a cor dos olhos azuis. Se uma pessoa é dominante homozigótica para a cor dos olhos, ela terá olhos castanhos. Se uma pessoa é homozigótica recessiva, ela terá olhos azuis. Por fim, alguém heterozigoto terá olhos castanhos. Uma maneira de determinar se uma pessoa é homozigótica dominante ou heterozigótica para olhos castanhos é observar qualquer descendência produzida.

Um pai dominante homozigoto sempre terá filhos de olhos castanhos, independentemente da cor dos olhos do parceiro dessa pessoa.

Isso se deve ao fato de que o progenitor dominante homozigoto apenas possui o gene dominante, que sempre será expresso, independentemente do gene fornecido pelo outro parceiro.

Um pai heterozigoto pode ter filhos de olhos castanhos e olhos azuis, pois essa pessoa possui uma cópia do alelo da cor dos olhos castanhos e uma cópia do alelo da cor dos olhos azuis. Nesse caso, a cor dos olhos do outro pai desempenha um papel importante na determinação da cor dos olhos de qualquer filhote, e as chances de olhos castanhos e azuis variam de acordo com os genótipos de ambos os pais.

O que é um heterozigoto?

Um heterozigoto é um organismo que possui duas formas diferentes do mesmo gene, sendo uma forma dominante e outra forma recessiva.

Os genes são unidades funcionais que transmitem informações hereditárias quando os organismos se reproduzem. Eles ocorrem em pares e têm formas diferentes, uma forma dominante e pelo menos uma forma recessiva, denominada alelos. Os alelos podem emparelhar-se de várias maneiras, como um dominante com um alelo recessivo, dois alelos recessivos juntos ou dois alelos dominantes juntos. Alelos diferentes ocorrem em um heterozigoto, enquanto qualquer um dos dois pares semelhantes pode ocorrer em um homozigoto.

Dominância é a capacidade de um alelo expressar seu fenótipo, ou características observáveis definidas por seu código genético, enquanto o fenótipo de outro alelo não é expresso.

Um exemplo comum disso é a cor dos olhos em humanos. Brown é uma característica dominante, enquanto o azul é recessivo. Se uma pessoa tiver um alelo para a cor marrom dos olhos e outro para azul, os olhos da pessoa serão marrons porque o marrom é dominante. Diz-se que essa pessoa é heterozigótica para a cor dos olhos.

Quando um heterozigoto exibe aptidão evolutiva maior que a dos homozigotos, esse fenômeno é conhecido como uma vantagem do heterozigoto, ou simplesmente superdominância.

Muitos especialistas pensam que as desvantagens evolutivas podem ser preservadas no pool genético por esse fenômeno. Se possuir duas cópias de algum alelo é uma desvantagem evolutiva, normalmente se espera que desapareça do pool genético por meio da seleção natural. No entanto, pode ser preservado se uma cópia emparelhada com outro alelo representar uma vantagem evolutiva.

O exemplo padrão de livro didático é a anemia falciforme. O alelo recessivo de um gene humano específico causa anemia falciforme, o que é desvantajoso para as perspectivas de sobrevivência e reprodução de um organismo.

Quando acoplado a outro alelo do mesmo gene, no entanto, o par de genes confere resistência ao organismo a uma doença mortal chamada malária.

Essa resistência pode melhorar muito as perspectivas de sobrevivência e reprodução de um indivíduo em áreas do mundo em que a malária é uma preocupação.

Muitos outros exemplos de vantagem de heterozigotos são pensados para existir, mas outras explicações para eles ainda precisam ser descartadas. Certos ratos, por exemplo, exibem uma vantagem da resistência a pesticidas que parece estar relacionada a uma desvantagem da deficiência nos níveis de vitamina K.

Outro exemplo é uma possível vantagem heterozigota em pombas fêmeas com menores taxas de infecção microbiana e maiores taxas de eclosão.

O fenômeno oposto à vantagem do heterozigoto é, obviamente, conhecido como desvantagem do heterozigoto ou subdominância. Foi encontrada uma espécie específica de grama que é um possível exemplo de subdominância.

Verificou-se que membros heterozigotos de uma população natural desta espécie produzem menos sementes viáveis do que homozigotos da mesma espécie.

O que é um organismo heterozigoto?

Um organismo heterozigótico possui dois alelos diferentes para um determinado gene. O oposto de um organismo heterozigoto é um organismo homozigoto que possui dois alelos iguais para esse gene específico.

Os genes podem existir em mais de uma forma e as diferentes formas são chamadas alelos. Os alelos codificam para tipos diferentes da mesma característica.

Os genes são encontrados no DNA ao longo dos cromossomos. No núcleo, a maioria dos seres vivos tem dois cromossomos.

Pares de cromossomos complementares com o gene no mesmo local são chamados cromossomos homólogos. Os genes podem existir de várias formas, mas um organismo não pode ter mais do que dois alelos diferentes do gene.

A estrutura e função das células e o organismo como um todo são determinados pelos genes. As combinações genéticas, ou genótipos, são o que estabelecem a possível aparência ou comportamento da célula, fenótipo.

Como os diferentes alelos do gene interagem é o que determina o fenótipo.

Os alelos podem ser dominantes ou recessivos. Se um alelo é completamente dominante sobre outro, a característica desse alelo é o que será expresso pelo organismo sempre que um alelo dominante estiver presente.

Somente quando você tem dois alelos recessivos presentes, homozigotos recessivos, a característica recessiva será vista.

É impossível dizer se algo é um organismo homozigoto ou heterozigoto para uma característica dominante sem teste genético.

Com domínio completo, um único alelo dominante costuma ser tão eficaz quanto duas cópias na determinação da característica. Um organismo heterozigoto parecerá o mesmo como se fosse dominante homozigoto.

Este é apenas o caso quando um alelo é completamente dominante sobre outras formas. Embora muitas características mostrem esse modelo de herança, também existem muitas que não.

Outros organismos mostram dominância parcial ou incompleta ao herdar características. Nesse modelo, o organismo heterozigoto é diferente das duas formas homozigotas.

Um exemplo de dominância incompleta é mostrado claramente em snapdragons, onde o alelo para o vermelho é dominante e o alelo para o branco. Quando você cruza snapdragons vermelhos com brancos, não apenas você obtém filhotes vermelhos e brancos, como também pode ficar rosa. Os filhotes rosa são os organismos heterozigotos.

Com dominância parcial, a heterozigosidade é mostrada por um fenótipo intermediário entre os dois estados homozigotos. Isso é claramente mostrado no exemplo do snapdragon, em que o rosa é intermediário em vermelho e branco. Este é apenas um exemplo de dominância incompleta, nem todos mostram um estado heterozigótico intermediário tão distinto.

Um pai que é homozigoto dominante para olhos castanhos terá filhos de olhos castanhos

Fonte: hihg.med.miami.edu/thefhfoundation.org/www.expii.com/biodifferences.com/observatorio.fm.usp.br/www.wisegeek.org/royalsocietypublishing.org/elifesciences.org/www.stat.washington.edu

 

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Ecologia dos Insetos

PUBLICIDADE A ecologia de insetos é o estudo científico de como os insetos, individualmente ou …

Esfingomielina

PUBLICIDADE Definição Esfingomielina é qualquer grupo de fosfolipídios que ocorre principalmente no cérebro e medula …

Exoesqueleto

PUBLICIDADE Um exoesqueleto é a estrutura de suporte de um organismo que é a parte …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *