Breaking News
Home / Biologia / Pinocitose

Pinocitose

PUBLICIDADE

Pinocitose – O que é

As células, tanto animais, quanto vegetais, contam com processos de endocitose.

Por endocitose entende-se um mecanismo em que a célula consegue absorver um material externo, sendo que este material pode ser constituído por moléculas sólidas ou líquidas ou, ainda, outras células ou pedaços de detritos.

endocitose pode, portanto, ser dividida em três tipos, sendo que cada um tem suas características.

São eles: fagocitose, pinocitose e endocitose mediada por um receptor.

Neste texto, o processo a ser analisado é a Pinocitose. Mas a título de curiosidade e esclarecimento, vamos explicar os outros dois processos rapidamente. No caso da fagocitose, as células conseguem englobar macromoléculas relativamente de grande tamanho. Assim, a célula cria pseudópodes, que nada mais são do que prolongamentos da membrana plasmática, os quais “abraçam” a molécula externa e a trazem para dentro da célula. Já na endocitose mediada por receptor, um receptor de membrana funciona como um agente seletivo para o englobamento de determinados tipos de partículas.

Pois bem, esclarecido os outros dois processos, vamos focar agora na pinocitose. A pinocitose, ao contrário da fagocitose, está relacionada ao englobamento de gotículas líquidas ou partículas pequenas, ocorrendo em regiões especializadas da membrana.

processo da pinocitose envolve a formação de vesículas (com cerca de 15 nm de diâmetro) a partir de invaginações da membrana plasmática.

Ou seja: na pinocitose não ocorre a formação de pseudópodes (como na fagocitose), mas sim o surgimento de uma “cavidade” na membrana, que engloba a molécula.

Este processo também envolve o gasto energético, portanto, o transporte das substâncias, por meio do processo de pinocitose, é ativo.

PinocitosePinocitose

Vale ressaltar que a pinocitose pode ocorrer de duas formas: o processo pode ser não-seletivo, ou seja, engloba fluidos sem que os mesmos sejam “selecionados” para tal; e também pode ser um processo seletivo, no qual há um receptor na membrana plasmática da célula que medeia a interação com o fluído e, por meio do processo de pinocitose, o engloba.

Pinocitose – Processo

Pinocitose

pinocitose é um processo pelo qual as células incorporam pequenas partículas em si mesmas. Geralmente são substâncias dissolvidas em fluidos e encontradas imediatamente ao redor da célula. Uma célula é cercada por uma barreira conhecida como membrana e, durante a pinocitose, forma uma cavidade chamada invaginação. A invaginação se aprofunda e se fecha em torno das substâncias externas.

Isso significa que as substâncias dentro da invaginação são trazidas para dentro da célula.

Quando as células consomem substâncias e as trazem para dentro da célula, isso é conhecido como endocitose.

Existem dois tipos principais de endocitose, conhecidos como: fagocitose e pinocitose.

fagocitose se refere a um processo que é mais parecido com comer, onde grandes partículas são levadas para dentro da célula. Podem ser outras células mortas ou micróbios.

Eles estão contidos em uma pequena bolha de membrana celular conhecida como vesícula, que é relativamente grande no caso de fagocitose.

Ao contrário da fagocitose, a pinocitose envolve o consumo de pequenas partículas dissolvidas e líquido, e uma vesícula pinocitótica é tipicamente menor do que uma fagocitótica.

Enquanto a maioria das células humanas usa pinocitose continuamente para absorver substâncias dissolvidas em fluido, a fagocitose tende a ser usada apenas por células especializadas. Além de pequenas, as vesículas pinocitóticas são geralmente de tamanho uniforme, ao contrário das vesículas fagocitóticas, que devem aumentar até poderem incorporar um micróbio ou célula.

Como a pinocitose ocorre continuamente e envolve a introdução de partes da membrana celular na célula, a membrana deve ser substituída para que a célula permaneça intacta. Isso é obtido por um processo conhecido como exocitose, que é o reverso da endocitose e pelo qual as substâncias são removidas das células.

Existem vários mecanismos diferentes para a pinocitose. Certas seções da membrana celular formam regiões especializadas chamadas de caroços revestidos de clatrina. Quase assim que se formam, essas fossetas se invaginam para criar vesículas contendo fluido de fora da célula. As membranas celulares também contêm pequenas cavidades conhecidas como caveolae, que provavelmente coletam proteínas dentro delas quando invaginam. As vesículas que são criadas transportam substâncias para compartimentos dentro da célula ou para a membrana do outro lado.

Microrganismos prejudiciais são capazes de usar a pinocitose para seus próprios fins. Às vezes, os vírus conseguem entrar nas células dentro das vesículas de caveola.

Eles são então capazes de liberar suas próprias informações genéticas na célula, assumindo seu metabolismo e direcionando-o para a fabricação de mais partículas virais.

Fonte: Juliano Schiavo (Biólogo e mestre em Agricultura e Ambiente)

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.