Breaking News
Home / Biologia / Ciclo da Água

Ciclo da Água

PUBLICIDADE

Ciclo da Água – O que é

ciclo da água é o caminho que toda a água segue enquanto se move ao redor da Terra em diferentes estados.

A água líquida é encontrada em oceanos, rios, lagos – e até mesmo no subsolo.

O gelo sólido é encontrado em geleiras, neve e nos pólos norte e sul.

O vapor de água – um gás – é encontrado na atmosfera da Terra.

O calor do Sol faz com que geleiras e neve derretam em água líquida. Essa água vai para oceanos, lagos e riachos. A água do derretimento da neve e do gelo também vai para o solo. Lá, ele fornece água para as plantas e lençóis freáticos que bebemos.

A neve que cai em uma geleira durante os meses de inverno geralmente substitui qualquer água que derrete no verão. No entanto, devido ao aquecimento geral da Terra, a maioria das geleiras hoje estão perdendo mais gelo do que recuperam, fazendo com que encolham com o tempo.

Como a água entra na atmosfera?

Existem duas maneiras principais de isso acontecer:

O calor do Sol faz com que a água evapore dos oceanos, lagos e riachos. A evaporação ocorre quando a água líquida na superfície da Terra se transforma em vapor de água em nossa atmosfera.
Água de plantas e árvores também entra na atmosfera. Isso é chamado de transpiração.

O vapor de água quente sobe pela atmosfera da Terra. À medida que o vapor d’água sobe cada vez mais, o ar frio da atmosfera faz com que o vapor d’água se transforme novamente em água líquida, criando nuvens.

Este processo é denominado condensação.

Quando uma nuvem fica cheia de água líquida, ela cai do céu como chuva ou neve – também conhecida como precipitação. Chuva e neve enchem lagos e riachos, e o processo começa tudo de novo.

Ciclo da Água – Precipitação

precipitação é um componente vital de como a água se move através do ciclo da água da Terra, conectando o oceano, a terra e a atmosfera.

Saber onde chove, quanto chove e a natureza da chuva, neve ou granizo permite aos cientistas compreender melhor o impacto da precipitação em riachos, rios, escoamento superficial e lençol freático.

Medições frequentes e detalhadas ajudam os cientistas a fazer modelos e determinar as mudanças no ciclo da água da Terra.

ciclo da água descreve como a água evapora da superfície da terra, sobe para a atmosfera, esfria e se condensa em chuva ou neve nas nuvens e cai novamente para a superfície como precipitação.

A água que cai na terra se acumula em rios e lagos, solo e camadas porosas de rocha, e grande parte dela retorna aos oceanos, onde mais uma vez irá evaporar.

O ciclo da água dentro e fora da atmosfera é um aspecto significativo dos padrões climáticos na Terra.

O ciclo da água na Terra

ciclo da água é freqüentemente ensinado como um ciclo circular simples de evaporação, condensação e precipitação. Embora este possa ser um modelo útil, a realidade é muito mais complicada.

Os caminhos e influências da água nos ecossistemas da Terra são extremamente complexos e não completamente compreendidos.

A água é essencial para a vida na Terra.

Em suas três fases (sólida, líquida e gasosa), a água une as principais partes do sistema climático da Terra – ar, nuvens, oceano, lagos, vegetação, neve e conexão externa das geleiras.

ciclo da água mostra o movimento contínuo da água na Terra e na atmosfera. É um sistema complexo que inclui muitos processos diferentes.

A água líquida evapora em vapor d’água, se condensa para formar nuvens e se precipita de volta para a terra na forma de chuva e neve. A água em diferentes fases se move pela atmosfera (transporte).

A água líquida flui através do solo (escoamento), para o solo (infiltração e percolação) e através do solo (lençol freático). A água subterrânea move-se para as plantas (absorção pelas plantas) e evapora das plantas para a atmosfera (transpiração).

O gelo sólido e a neve podem se transformar diretamente em gás (sublimação). O oposto também pode ocorrer quando o vapor de água se torna sólido (deposição).

Ciclo da Água ou Ciclo Hidrológico

A água é um dos principais elementos responsáveis pela vida no planeta Terra. Só para termos noção, mais de 70% do corpo humano é composto por água. E, embora ela seja de extrema importância, ela é um recurso finito, ou seja, tem fim. A mesma água que os dinossauros bebiam, há 65 milhões de anos, é a mesma que bebemos hoje. Vale lembrar que a água está num constante ciclo, chamado de Ciclo da Água.

Embora muitas vezes pensemos na água como líquida, ela está no ambiente em forma de vapor e também, nos polos, em forma sólida (gelo). E tudo está relacionado num sistema, em que os fatores climáticos mantém um dinâmico processo de evaporação e condensação deste líquido fundamental para a existência da vida.

Ciclo da Água – Processo

ciclo da água basicamente pode ser resumido num processo em que a água, pelo auxílio da energia solar, passa pelo processo de evaporação e se transforma em nuvens.

Quando estas nuvens estão em áreas mais frias, as gotículas de água, que estavam dispersas em forma de vapor, passam pelo processo de condensação e voltam a ser líquidas, caindo na forma de chuva.

Quando as nuvens estão em áreas muito frias (temperatura abaixo dos -80°C) o processo pode ser tão rápido que dá origem ao granizo. O mesmo processo acontece com a neve.

É um ciclo constante de evaporação e condensação, que é fortemente influenciado pelas condições, como vegetação, relevo, temperatura etc.


Ciclo da Água

Rios voadores

Você sabia que existem “rios voadores”?

Estes são formados por massas de ar carregadas por vapor d’água, as quais são levadas pelas correntes de ar.

A floresta amazônica, por exemplo, pode ser considerada uma espécie de “bomba d’água”: a umidade evaporada pelo oceano Atlântico, trazida pelos ventos alísios, faz com que ocorram chuvas na floresta.

Essa água, então, ao ser absorvida pelos vegetais, passa pelo processo de evapotranspiração (as plantas também transpiram) e, assim, devolvem o vapor de água para a atmosfera.

E esse vapor segue pelas correntes de ar rumo ao oeste. Por isso, conforme avança o desmatamento da floresta amazônica, o regime de chuvas é afetado em diversas regiões que dependem destes rios voadores.

Água, sociedade e ecologia

A água influencia a intensidade da variabilidade e mudança climática. É a parte principal de eventos extremos, como secas e inundações.

Sua abundância e entrega pontual são essenciais para atender às necessidades da sociedade e dos ecossistemas.

Os humanos usam água para beber, aplicações industriais, agricultura de irrigação, energia hidrelétrica, eliminação de resíduos e recreação.

É importante que as fontes de água sejam protegidas tanto para uso humano quanto para a saúde do ecossistema. Em muitas áreas, o abastecimento de água está se esgotando devido ao crescimento populacional, poluição e desenvolvimento. Essas tensões foram agravadas pelas variações e mudanças climáticas que afetam o ciclo hidrológico.

Ciclo da Água – Resumo

A água é um dos principais ingredientes da vida na Terra. Cerca de 75 por cento do nosso planeta é coberto por água ou gelo. O ciclo da água é o processo infinito que conecta toda essa água.

Ele se junta aos oceanos, à terra e à atmosfera da Terra.

ciclo da água da Terra começou cerca de 3,8 bilhões de anos atrás, quando a chuva caiu em uma Terra fria, formando os oceanos.

A chuva veio do vapor de água que escapou do magma do núcleo derretido da Terra para a atmosfera.

A energia do sol ajudou a impulsionar o ciclo da água e a gravidade da Terra impediu que a água na atmosfera saísse do planeta.

Os oceanos retêm cerca de 97% da água da Terra. Cerca de 1,7 por cento da água da Terra é armazenada em calotas polares e geleiras. Rios, lagos e solo detêm aproximadamente 1,7 por cento. Uma pequena fração – apenas 0,001 por cento – existe na atmosfera da Terra como vapor de água.

Quando as moléculas de vapor d’água retornam à forma líquida ou sólida, elas criam gotículas de nuvem que podem cair de volta para a Terra como chuva ou neve – um processo chamado condensação.

A maior parte da precipitação cai nos oceanos. A precipitação que cai na terra flui para rios, riachos e lagos. Parte dela penetra no solo, onde é mantida no subsolo como água subterrânea.

Quando aquecida pelo sol, a água da superfície dos oceanos e dos corpos de água doce evapora, formando um vapor. O vapor d’água sobe para a atmosfera, onde se condensa, formando nuvens. Em seguida, cai de volta ao solo como precipitação. A umidade também pode entrar na atmosfera diretamente do gelo ou da neve. Em um processo chamado sublimação, a água sólida, como gelo ou neve, pode se transformar diretamente em vapor de água sem antes se tornar um líquido.

Fonte: Juliano Schiavo/climatekids.nasa.gov/gpm.nasa.gov/www.noaa.gov/www.nationalgeographic.org/www.natgeokids.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.