Breaking News
Home / Biologia / Húmus

Húmus

PUBLICIDADE

Húmus – O que é

húmus é o mais completo adubo orgânico existente. Produzido pelas minhocas, é inodoro, acéptico (não contém sementes de ervas daninhas), rico em matéria orgânica, fósforo, potássio, nitratos, cálcio, magnésio, minerais, nitrogênio e microelementos assimiláveis pelas raízes das plantas. Não é tóxico para as plantas, animais e seres humanos.

O adubo químico, empregado constantemente, provoca a salinização da terra tornando-a, com o tempo, estéril e improdutiva.

húmus de minhocas regenera a terra, tornando-a apropriada para as mais diversas culturas. Mesmo não sendo o ideal, pode ser utilizado juntamente com adubo químico, pois desta forma melhora a qualidade da terra quanto à sua acidez, ao mesmo tempo em que aumenta substancialmente a resistência das plantas às pragas dando-lhes imunidade natural e ao mesmo tempo corrigindo a salinização provocada pelo emprego do adubo químico.

Comparado ao adubo químico, o húmus possui maior quantidade de nutrientes, vitaminas e microorganismos que melhoram o estado físico e nutricional das plantas.

De fácil aplicação, proporciona mais vigor às plantas, flores, frutas e verduras. Deve ser usado na agricultura orgânica principalmente na cultura de ervas, canteiros de hortaliças, sementeiras, viveiros, floricultura e fruticultura. É usado para recuperação de jardins, gramados, jardineiras, evitando o aparecimento de pragas e doenças acelerando a produtividade.

Usando o húmus de minhocas da Fazenda Ninho da Cambaxirra, produto 100% natural, você enriquece o solo, produz flores mais bonitas, frutos mais saborosos, legumes e verduras mais saudáveis e alimentos livres de agrotóxicos e outros elementos químicos indesejáveis e prejudiciais à saúde do homem.

húmus de minhocas é produzido a partir do esterco bovino curtido que, através do processo de curtimento natural, mantém todos os seus nutrientes.

Húmus – Matéria Orgânica

Húmus é a matéria orgânica vegetal ou animal, escura, resultante da ação dos microorganismos do solo (fungos e bactérias) que promovem a reciclagem da matéria.

húmus constitui uma fonte contínua de minerais indispensáveis para o crescimento das plantas.

À medida que ocorre a decomposição da matéria vegetal e dos animais mortos, os nutrientes retidos na matéria vegetal ou animal são liberados para o solo. Este resultado final da decomposição é conhecido como húmus. Esse húmus representa até 1 a 5% do peso seco do solo. Por ser rico em nutrientes, o húmus pode ser extremamente valioso para a planta. É também uma “pia” para reter a umidade.

Por outro lado, se houver muito húmus presente no solo, o solo pode reter muita água, criando condições prejudiciais à saúde. A decomposição do húmus é realizada por bactérias, fungos e outros organismos como as minhocas. Por exemplo, as minhocas excretam nitrogênio ao consumir húmus. Para criar húmus rico ou matéria orgânica, alguns agricultores ou produtores criam um composto, proporcionando um solo fértil para o crescimento das plantas.

HúmusAs minhocas, organismos que aumentam a fertilidade do solo,
auxiliando na ciclagem da matéria

Algum húmus nunca é degradado porque está ligado aos agregados do solo ou fortemente ligado a partículas de argila carregadas. O húmus restante é eventualmente decomposto.

Húmus – Formação

Húmus

A formação de húmus é um processo biológico.

Somente solos com ótima inclinação estrutural têm um conteúdo de húmus de 8 a 10 por cento. Solos intocados em florestas primitivas podem chegar, no máximo, a 20%.

Uma selva tropical não pode usar todos os seus resíduos orgânicos, então pode armazenar húmus. Todas as florestas acumulam húmus, mas os verdadeiros estoques de húmus só surgem ao longo dos milênios.

Quase todas as comunidades de plantas (exceto plantas leguminosas e florestas intocadas) usam mais húmus do que podem produzir. A rigor, cada colheita e cada crescimento das plantas cultivadas são acompanhados por uma perda de húmus. O húmus perdido não pode ser substituído por nenhum tipo de fertilizante mineral.

Tanto as madeiras decíduas quanto as florestas mistas podem fornecer seu próprio húmus porque são capazes de fazer uso de suas próprias folhas descartadas. Mesmo na natureza, sem influência humana, o húmus só é produzido em florestas decíduas e em terras não perturbadas.

Em volume á a principal excreção das minhocas. E um produto de coloração escura, uniforme, inodoro, leve, solto, cuja granulometria lembra vagamente o pó de café e que apresenta propriedades físicas,químicas e biológicas completamente diferente da matéria-prima original.

Húmus
Ecojardinagem e paisagismo ecológico

Propriedades do Húmus

Inoculador natural de minhocas, isto porque, dependendo da malha da peneira que for utilizada na sua apuração pode conter um considerável número de casulos com minhocas.

O surgimento de urna população de minhocas provoca o aumento de até cinco vezes no número e na atividade dos microrganismos; por isso é denominado de adubo ecológico.
Torna melhor a estrutura do solo pela descompactação e desadensamento, facilitando o enraizamento das plantas. Nos solos arenosos, sua ação é de agregador de partículas o que contribui pata evitar erosão.
Tem uma grande capacidade de retenção da umidade, o que resulta em economia de gastos com irrigação.
Ao contrário dos adubos químicos, não é levado pelas, águas.
Com o PH próximo de neutro consegue promover de forma duradoura o equilíbrio tanto em solos ácidos como alcalinos.
Totalmente estabilizado por isso quando aplicado em excesso não prejudica as plantas.
Além dos nutrientes micros e macros ainda contém fitormônios que promovem o desenvolvimento fisiológico das plantas de culturas, destacando se Auxinas, Citocininas, Giberinas e outros tantos ainda desconhecidos.

Tipos de húmus

Húmus puro – Obtido a partir de peneiragem com tela de malha de 4 mm. O produto é granulado. Dependendo da malha, o produto pode ser fino ou extrafino. A passagem por malhas muito finas ocasiona a perda de propriedades em virtude dos baixos níveis de umidade.
Húmus formulado –
 É uma composição com 40% de Húmus puro, 30% de areia lavada, 28% de terra vermelha, 2% de calcário e pó de rocha vulcânica.
Húmus com agregados –
 É o restolho que sobra da peneira contendo fragmentos de substâncias minerais e orgânicas em variados estágios de decomposição, casulos e minhocas recém liberadas.

Aplicação do Húmus

húmus puro é para aplicação onde haja necessidade de matéria orgânica de qualidade. O formulado vem sendo aplicado em implantação e cobertura de gramado a razão de dois e de 1 kg por m2, respectivamente.

Húmus com agregados é mais indicado para a produção de mudas, enchimento de covas e jarros.

Vantagens do Húmus

Não provoca a salinização e esterilização do solo, o que ocorre com o uso constante da adubação química.
Não contém sementes de ervas daninhas.
É regenerador de solos.
Não se dispersa no solo com água, tão facilmente quanto os demais adubos.
Libera substâncias minerais lentamente, garantindo fonte de alimentação para as plantas.
Prolonga a florada e a frutificação, aumentando a produção agrícola.
Proporciona maior vigor às plantas que ficam mais resistentes às pragas e doenças.
Dá maior porosidade ao solo, proporcionando maior aeração.
Retém a umidade do solo por mais tempo.
Por não ser tóxico, se empregado em excesso, não prejudica a plantação.
Quanto mais húmus for colocado na terra, mais produtiva e fértil ela será.

Componentes do Húmus

Húmus

Matéria orgânica

30 a 55%
Nitrogênio 1,0 a 3,0%
Fósforo 1,5 a 5,0%
Potássio 0,5 a 2,0%
Carbono 1,5 a 3,0%
Cálcio 2,0 a 5,5%
Microelementos 1,0%
Umidade 40 a 50%
pH 5,0 a 7,0%

Quais as características do húmus de minhoca?

húmus, podemos dizer que é o esterco da minhoca. É o material orgânico bem decomposto transformado biologicamente.

húmus é neutro ou levemente alcalino.

Principais nutrientes encontrados e suas funções:

Nitrogênio (N) : desenvolve as folhas e dá a cor verde-escura, própria dos vegetais.
Fósforo (P) : 
auxilia a fixação da planta no solo. Fortalece as raízes e contribui para formação dos frutos.
Potássio K) :
 contribui para o fortalecimento geral da planta, tornando-a mais resistente às doenças.

As características do húmus de Minhoca há muito são conhecidas e sua aplicação em jardins, vasos e hortas é algo comum. Porém, a sua aplicação como fertilizante de substratos para aquários é algo um tanto mais recente, seguindo um processo ligeiramente diferente da aplicação comum em solos. Essa diferença, aliada à falta de um padrão na produção do húmus de Minhoca, talvez seja o principal motivo de problemas na aplicação em aquários, pois os processos (aquário e solo) possuem modos distintos.

Fonte: www.soloevida.com.br/www.acquaverde.com/www.humuseminhocas.com.br/www.holganix.com/www.ecofarmingdaily.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.