Breaking News
Home / Biologia / Celoma

Celoma

PUBLICIDADE

O que é Celoma?

A grande maioria dos animais apresentam folhetos germinativos que são camadas celulares que se formam durante o processo de desenvolvimento embrionário, estes darão origem a todos os tecidos e órgãos do animal.

Para um melhor entendimento os animais são classificados de acordo com o número de folhetos, sendo: triblásticos ou diblásticos.

Animais triblásticos ou triploblásticospossuem três folhetos germinativos: mesoderme, endoderme e ectoderme. Exemplo: filo dos cordados (vertebrados), moluscos (lula), anelídeos (minhoca) e equinodermos (estrela-do-mar).

Animais diblásticos ou diploblásticos: possuem apenas dois folhetos germinativos:ectoderme e endoderme.Exemplo: cnidários (água-viva).

celoma é uma cavidade localizada no interior da mesoderme (folheto germinativo que se localiza entre os folhetos endoderme e ectoderme), surge no desenvolvimento embrionário e, é formado por camadas de tecidos e preenchido pelo líquido celômico.

A função do celoma varia de acordo a diferença entre os grupos de animais que o possuem, entre elas: espaço para órgãos internos, maior flexibilidade corporal servindo como um esqueleto hidrostático,proteção de impactos para os órgãos, processar os produtos de excreção, transporte de gases e substâncias nutritivas.

Celoma

O celoma é classificado em celoma esquizocélico e celoma enterocélico.

Esta diferenciação ocorre devida á sua formação, como representada abaixo:

Celoma

Podemos classificar os animais triblásticos como: celomados, acelomados e pseudocelomados. Vale ressaltar que os animais diblásticos não possuem tais classificações.

Celomados: são os animais que possuem também o chamado celoma verdadeiro, que é todo revestido pela mesoderme. Exemplo: anelídeos (minhoca).

Acelomados: são animais que possuem mesoderme, porém não apresentam celoma. Exemplo: platelmintos (planarias).

Pseudocelomados: são os animais que possuem celoma, porém o mesmo não é considerado verdadeiro, pois esta classificação só dá-se quando o celoma é totalmente revestido pela mesordeme, no caso dos pseudocelomados, o celoma é revestido em uma parte pela mesoderme e outra pela endoderme. Exemplo: nematelminto (lombriga).

Tipos de Celoma

Celoma – Cavidade corporal

celoma é uma cavidade corporal encontrada nos metazoários (animais que se desenvolvem a partir de um embrião com três camadas de tecido: ectoderme, mesoderme e endoderme).

As células em cada camada de tecido se diferenciam durante o desenvolvimento, tornando-se diferentes tecidos, órgãos e um trato digestivo. Derivado do mesoderma, o celoma é encontrado entre o canal intestinal e a parede corporal, revestido por epitélio mesodérmico. O tecido mesodérmico também passa a formar sangue, ossos, trato digestivo, gônadas, rins e outros órgãos.

Os organismos que possuem um celoma verdadeiro são chamados de celomados (verdadeiros).

Os verdadeiros celomados são frequentemente agrupados em duas categorias: protostômios e deuterostômios. Essa distinção é baseada em padrões de divisão celular, formação de celoma e o destino do blastóporo.

Nos protostômios, o blastóporo se torna a boca.

Em deuterostômios, o blastóporo se torna a abertura exterior do tubo digestivo.

Os organismos que possuem uma cavidade corporal que não está totalmente revestida com epitélio mesodérmico são chamados de pseudocelomados, enquanto os organismos que não possuem uma cavidade corporal são chamados de acelomados.

Esqueleto Hidrostático

Em animais de corpo mole, como minhocas e muitos outros invertebrados, o celoma cheio de fluido pode atuar como um esqueleto hidrostático.

Um esqueleto hidrostático é um tipo de estrutura que funciona como um esqueleto, mas é suportado por pressão de fluido em vez de ossos. Isso permite o movimento em animais de corpo mole.

Suporte para sistema imunológico

Os celomócitos desempenham um papel fundamental no sistema imunológico da maioria dos invertebrados.

São células semelhantes a macrófagos que estão envolvidas em funções importantes, como fagocitose, inflamação e secreção de fatores humorais que conferem imunidade humoral.

Sistema circulatório

O fluido celômico também facilita o transporte de gases, nutrientes e produtos residuais entre diferentes partes do corpo.

Os nutrientes absorvidos no fluido celômico são distribuídos por todas as partes do corpo de maneira semelhante à de um sistema circular, e quaisquer substâncias desnecessárias deixadas após o processamento metabólico são excretadas pelo fluido celômico.

Na verdade, o surgimento do celoma em organismos permitiu a evolução de corpos maiores devido a esse transporte facilitado de materiais.

Evolução e Desenvolvimento do Celoma

A história evolutiva do celoma é incerta.

Existem duas teorias conflitantes sobre o surgimento do celoma: a teoria do acelomato e a teoria do enterocelo.

O acelomato postula que o celoma evoluiu de um ancestral acelomato, enquanto a teoria do enterocelo postula que o celoma evoluiu de bolsas gástricas de um ancestral cnidário. Embora nenhum dos dois seja falso, há mais pesquisas que apóiam a teoria do enteroceol.

O desenvolvimento do celoma começa no estágio de gástrula e pode ser formado por um de dois processos: esquizocele ou enterocele.

Na esquizocelia, uma bolsa cega chamada arquêntero se forma à medida que o tubo digestivo do embrião começa a se desenvolver. O mesoderma se divide em duas camadas, uma ligada ao ectoderma (que se torna a camada parietal) e a outra ao redor do endoderma (que se torna a camada visceral). O espaço entre essas duas camadas torna-se o celoma do organismo.

No celoma enterocélico, o mesoderma brota das paredes do arquêntero e então se torna oco para formar a cavidade celômica.

Exemplos de celomados: Moluscos, anelídeos e alguns artrópodes

Amêijoas, caracóis, lesmas, polvos, minhocas e são celomatos protostômicos, o que significa que são formados da cabeça aos pés (ou da boca aos pés). A boca se desenvolve primeiro a partir do blastóporo, que é a primeira abertura de desenvolvimento. Os protostômios sofrem clivagem espiral e determinada nos estágios embrionários iniciais, e o celoma é formado por meio do processo de esquizocelia.

Equinodermos e acordes

Estrelas do mar, ouriços-do-mar, peixes e humanos são deuterostômios celomados, o que significa que são formados do ânus à cabeça. O blastóporo torna-se o ânus e a boca é formada posteriormente.

Deuterostômios sofrem clivagem radical e indeterminada nos estágios embrionários iniciais; o celoma é formado por meio do processo de enterocelo.

Fonte: Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Estrogênio

PUBLICIDADE Estrogênio – Definição O estrogênio é um dos dois principais hormônios sexuais das mulheres. O outro …

Axônio

PUBLICIDADE Definição de Axônio Um axônio é uma fibra longa de uma célula nervosa (um neurônio) que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.