Breaking News
Home / Biologia / Inseminação Artificial

Inseminação Artificial

PUBLICIDADE

Hoje, a inseminação artificial em humanos é considerada uma forma de tecnologia reprodutiva assistida.

O procedimento pode ser usado para muitos tipos de problemas de fertilidade, tanto do homem, quanto da mulher e pode ajudar alguns casais que não conseguem engravidar.

Na inseminação artificial, um médico insere espermatozoides diretamente no colo do útero da mulher, nas trompas de Falópio ou no útero.

O método mais comum é chamado de “inseminação intra-uterina”, quando um médico coloca o espermatozoide no útero, o que torna a viagem mais curta para o esperma e evita obstruções.

Um procedimento em que um cateter fino (tubo) é inserido através do colo do útero para o útero para depositar diretamente uma amostra de esperma.

O objetivo deste procedimento relativamente simples é conseguir a fertilização e a gravidez. Também conhecida como inseminação intrauterina.

A inseminação artificial pode beneficiar casais ou indivíduos com uma variedade de necessidades.

Inseminação Artificial – O que é

inseminação artificial é um processo médico usado para ajudar uma mulher a engravidar. O esperma, coletado do parceiro da mulher ou de um doador predeterminado, é colocado no colo do útero ou no útero.

Os procedimentos de inseminação artificial que envolvem a colocação de espermatozoides no colo do útero são chamados de inseminação intracervical. Quando o esperma é colocado no útero da mulher, o procedimento é denominado inseminação intrauterina.

Sistema reprodutivo de uma mulher adulta

inseminação artificial é geralmente o primeiro procedimento recomendado quando uma mulher está tendo problemas para engravidar. É mais barato e menos invasivo do que a fertilização in vitro.

Casais com problemas de fertilidade inexplicáveis do ponto de vista médico descobriram que a inseminação artificial é significativamente mais eficaz do que simplesmente sincronizar a relação sexual para coincidir com a ovulação. No entanto, é importante estar ciente de que muitas apólices de seguro não cobrem o custo da inseminação artificial, independentemente do motivo pelo qual ela é necessária.

Entre aqueles sem experiência pessoal na área de reprodução assistida, acredita-se comumente que a inseminação artificial aumenta muito a chance de nascimentos múltiplos. No entanto, nem inseminação intracervical nem inseminação intrauterina aumentam o risco de uma mulher ter gêmeos ou trigêmeos, a menos que a mulher tenha recebido medicamentos especiais para estimular os ovários antes de concluir o procedimento.

Inseminação Artificial

Em todos os outros aspectos, uma gravidez resultante de inseminação artificial não difere daquela que resulta de uma relação sexual.

A inseminação artificial tem sido tradicionalmente usada quando se pensa que existe um problema com a fertilidade do parceiro ou quando ele é portador de uma doença genética que o casal não deseja transmitir a um filho. Nos últimos anos, no entanto, a inseminação artificial tem sido usada por casais de lésbicas que desejam ter um filho com uma relação biológica com um dos parceiros.

O procedimento também pode ser usado por mulheres solteiras que se sentem prontas para criar um filho, apesar da falta de um parceiro.

Uma mulher que está usando a inseminação artificial como meio de engravidar pode se perguntar sobre as taxas de sucesso do procedimento. Infelizmente, pode ser muito difícil encontrar estatísticas precisas sobre este tópico.

Para a inseminação intrauterina, o método mais comum de inseminação artificial, é comumente afirmado que entre 60 e 70 por cento dos pacientes são capazes de conceber em seis ciclos. No entanto, as taxas de sucesso dependem da idade e do estado geral de saúde da mulher, bem como das razões específicas pelas quais o procedimento de inseminação artificial é necessário.

Inseminação Artificial em Animais

Inseminação Artificial
Inseminação Artificial

Inseminação artificial é comumente usada em vez de acasalamento natural em muitas espécies de animais por causa dos muitos benefícios, tais como: maior segurança dos animais e do produtor, maior eficiência de produção e melhor genética.

inseminação artificial também aumenta a eficiência. A maioria dos machos geralmente produz esperma suficiente para ser diluído e estendido o suficiente para criar mais de cem doses. Para algumas espécies, o sêmen diluído é então empacotado em “canudos” e congelado. Essas palhetas de sêmen congelado são normalmente armazenadas em um tanque de nitrogênio, onde duram anos e podem ser usadas conforme necessário.

inseminação artificial pode melhorar drasticamente a genética do animal.

Com a mesma se tornando cada vez mais popular muitos produtores coletam sêmen de seus touros de rebanho e disponibilizam para outros produtores para compra.

Isso dá a eles a oportunidade de selecionar o que querem em seus animais.

Fonte: Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.