Breaking News
Home / Biologia / Anelídeos

Anelídeos

PUBLICIDADE

O que são anelídeos?

Os anelídeos, membros do filo Annelida, são um grupo de vermes com cerca de 18.000 espécies, incluindo a conhecida minhoca.

Os anelídeos têm um registro fóssil que remonta ao Cambriano e se distinguem de outros organismos chamados “vermes” pela presença de uma cavidade corporal (celoma) e segmentação verdadeira, os quais lhes dão uma vantagem evolutiva.

Os anelídeos são os organismos mais complexos, capazes de regeneração completa se forem cortados ao meio e, de fato, são capazes de se reproduzir assexuadamente, liberando uma ponta de sua cauda, que subsequentemente se transforma em um organismo completo. Os anelídeos também podem se reproduzir sexualmente.

Existem quatro classes de anelídeos: vermes poliquetas, anelídeos marinhos que constituem a maioria de todas as espécies (mais de 10.000), clitelados, um grande grupo que inclui sanguessugas e minhocas, vermes marinhos simples e mizostomídeos, pequenos parasitas do mar lírios.

Os poliquetas são caracterizados por protuberâncias laterais chamadas parapódias, que são cobertas por cerdas quitinosas chamadas chaetae, dando-lhes seu nome.

Os parapódios são usados para respiração, locomoção, escavações e para criar uma corrente de alimentação.

Anelídeos
Minhocas são anelídeos

Em terra, os anelídeos desempenham um papel crítico na quebra da matéria orgânica para criar um solo rico.

Como tal, as minhocas são altamente valorizadas pelos agricultores e existem até fazendas industriais de minhocas usadas para decompor a matéria orgânica em massa. Única entre os organismos, as minhocas têm uma boca que se conecta diretamente ao ânus, sem um estômago intermediário. Isso permite que eles comam e excretem resíduos continuamente à medida que vão escavando o solo. Como tal, eles podem ser considerados alimentadores de filtros terrestres.

Embora as minhocas sejam mais familiares para nós entre os anelídeos, alguns dos membros mais impressionantes do grupo são poliquetas, encontrados no oceano.

Um poliqueta, o verme de Pompeia (Alvinella pompejana) vive em fontes hidrotermais no oceano Pacífico, onde é exposto a temperaturas de até 80 °C. Como tal, o verme de Pompeia é o organismo macroscópico mais tolerante ao calor conhecido. É, no entanto, difícil de estudar, porque o organismo vive em tais profundidades e é tão frágil que não sobrevive à descompressão de ser trazido à superfície.

Outro poliqueta interessante é Hesiocaeca methanicola, o único animal conhecido que pode habitar clatratos de metano, extensos depósitos de metano bloqueados no gelo em certas partes do fundo do oceano.

Pensa-se que esses vermes consomem bactérias que se alimentam do metano.

Anelídeos – Filo Annelida

Os anelídeos são seres invertebrados que pertencem ao filo Annelida.

Filo Annelida é um filo muito amplo pertencente ao reino Animalia. Os anelídeos são encontrados em ambientes aquáticos e terrestres. Estes são organismos invertebrados bilateralmente simétricos.

Seu corpo segmentado os distingue de qualquer outro organismo.

Divide-se em três classes: Oligochaeta (minhocas), Polychaeta (nereis ou minhoca d´água), Hirudinea (sanguessugas).

Reino: Animalia

Filo: Annelida

Características gerais

As características dos organismos presentes no Filo Annelida são as seguintes:

Simetria bilateral;
Corpo anelado: segmentado/metamerizado;
Triblásticos: três folhetos embrionários (ectoderme, endoderme e mesoderme);
Celomados;
Protostômios;
Habitat terrestre, marinho e alguns vivem em pântanos ou brejos;
Sistema digestivo completo (papo e moela). Papo onde armazena o alimento e a moela tritura o mesmo, que é encaminhado ao intestino;
Sistema circulatório fechado: o sangue circula dentro de vasos;
Sistema respiratório: cutâneo (minhocas e sanguessugas) ou branquial (poliquetas);
Excreção: nefrídeos (pequenos vasos que filtram as impurezas e as encaminham para a nefróstoma);
Sistema nervoso: ganglionar ventral como a maioria dos invertebrados;
Esqueleto hidrostático: acumula água no celoma e auxilia na movimentação.

São classificados de acordo com a quantidade de cerdas. Estas servem para auxiliar na locomoção e na fixação ao ambiente.

Oligoquetas: com poucas cerdas (minhocas). Possuem um anel denominado clitelo, onde são encontrados os órgãos sexuais.

A maioria são monoicas (hermafroditas), porém a reprodução é cruzada, ou seja, trocam gametas entre um indivíduo e outro.

Possuem a pele coberta por uma fina película e produz um muco viscoso, que diminui o atrito com o solo, protege a pele do contato com possíveis substâncias tóxicas e mantém a umidade, que é fundamental para a respiração cutânea.

Anelídeos
Minhocas

Desempenham um papel importante na fertilidade do solo, aumentando a aeração e a circulação da água. Além disso, as suas fezes contêm, substâncias nutritivas que se misturam com a terra e agem como adubo, fertilizando o solo.

Poliquetas: muitas cerdas (nereis). A maioria é encontrada em meio aquático. Respiração branquial, as cerdas auxiliam nas brânquias externas.

Anelídeos
Polychaeta ou poliqueta

Hirudíneos: sem cerdas (sanguessugas). São encontrados no mar, na água doce e em meio terrestre úmido. Possuem uma enzima na saliva denominada hirudida ou hirudade anticoagulante, que possibilita sua alimentação através do sangue, sendo ectoparasita.

Anelídeos
Hirudíneos – Sanguessugas

Anelídeos – Resumo

Os anelídeos incluem minhocas, vermes poliquetas e sanguessugas. Todos os membros do grupo são em certa medida segmentados, ou seja, formados por segmentos que são formados por subdivisões que cortam parcialmente a cavidade corporal. A segmentação também é chamada de metamerismo.

Cada segmento contém elementos de sistemas corporais como os tratos circulatório, nervoso e excretor.

O metamerismo aumenta a eficiência do movimento corporal ao permitir que o efeito da contração muscular seja extremamente localizado e possibilita o desenvolvimento de uma maior complexidade na organização geral do corpo.

Além de ser segmentada, a parede corporal dos anelídeos é caracterizada por ser composta por fibras musculares circulares e longitudinais circundadas por uma cutícula acelular úmida, secretada por um epitélio epidérmico. Todos os anelídeos, exceto as sanguessugas, também têm estruturas semelhantes a pêlos quitonosas, chamadas cerdas, projetando-se de sua cutícula. Às vezes, as cerdas estão localizadas em apêndices semelhantes a remos chamados parapódios.

Os anelídeos são esquizocelulares e com um celoma verdadeiro grande e bem desenvolvido (isto é, um que é revestido com mesoderme). Exceto em sanguessugas, o celoma é parcialmente subdividido por septos.

A pressão hidrostática é mantida entre os segmentos e ajuda a manter a rigidez do corpo, permitindo que as contrações musculares dobrem o corpo sem colapsá-lo.

Os órgãos internos dos anelídeos são bem desenvolvidos. Eles incluem um sistema circulatório fechado, organizado por segmentos. O sistema digestivo é um tubo completo com boca e ânus.

Os gases são trocados através da pele, ou às vezes através de brânquias especializadas ou parapódios modificados. Cada segmento normalmente contém um par de nefrídios.

O sistema nervoso inclui um par de gânglios cefálicos ligados a cordões nervosos duplos que percorrem o comprimento do animal ao longo da parede corporal ventral, com gânglios e ramos em cada segmento.

Os anelídeos têm alguma combinação de órgãos táteis, quimiorreceptores, receptores de equilíbrio e fotorreceptores; algumas formas têm olhos bastante desenvolvidos, incluindo lentes.

Os anelídeos podem ser monóicos ou dióicos. A larva pode ou não estar presente; se presentes, são do tipo trocóforo. Algumas formas também se reproduzem assexuadamente. Eles são protostômios, com clivagem em espiral.

Os membros do Filo Annelida podem ser encontrados em todo o mundo, em ambientes marinhos, de água doce e terrestres. Ecologicamente, eles variam de filtradores passivos a predadores vorazes e ativos.

Fonte: Camila Correia/www.hakaimagazine.com/www.ck12.org/byjus.com/animaldiversity.org/idfg.idaho.gov

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.