Breaking News
Home / Biologia / Colecistocinina

Colecistocinina

PUBLICIDADE

Definição

Colecistocinina costumava ser conhecido como pancreosimina devido às suas ações no pâncreas, mas agora é comumente abreviado para CCK.

Colecistocinina desempenha um papel fundamental na facilitação da digestão no intestino delgado.

É secretado pelas células epiteliais da mucosa no primeiro segmento do intestino delgado (duodeno), e estimula a entrega no intestino delgado de enzimas digestivas do pâncreas e da bile da vesícula biliar.

Colecistocinina também é produzida por neurônios no sistema nervoso entérico e é amplamente distribuída no cérebro.

Colecistocinina – Hormônio

Colecistocinina (CCK), antigamente chamada de pancreozimina, um hormônio digestivo liberado com secretina quando a comida proveniente do estômago atinge a primeira parte do intestino delgado (duodeno).

Colecistocinina e pancreozimina já foram considerados dois hormônios separados porque duas ações distintas foram descritas: a liberação de enzimas do pâncreas, uma ação atribuída à pancreozimina; e a contração da vesícula biliar, que força a bile no duodeno, uma ação atribuída à Colecistocinina.

No entanto, hoje essas duas ações são reconhecidas como pertencentes a uma enzima, agora conhecida apenas como Colecistocinina.

Colecistocinina é secretada pelas células do intestino delgado superior.

Sua secreção é estimulada pela introdução de ácido clorídrico, aminoácidos ou ácidos graxos no estômago ou no duodeno.

Colecistocinina estimula a vesícula biliar a contrair e liberar bile armazenada no intestino.

Também estimula a secreção de suco pancreático e pode induzir a saciedade.

Existem várias hipóteses sobre a capacidade da Colecistocinina em induzir a saciedade.

Uma hipótese é que a secreção de Colecistocinina induzida pela refeição ativa o centro de saciedade do hipotálamo no cérebro para que a pessoa se sinta cheia e pare de comer.

Uma segunda hipótese é que, como a Colecistocinina inibe o esvaziamento do estômago, a sensação de saciedade pode ser o resultado da distensão do estômago.

O que é Colecistocinina?

Colecistocinina ou CCK é um hormônio produzido pelo trato digestivo, principalmente no intestino delgado.

Ele desempenha um papel na digestão de proteínas e gorduras, e também tem um efeito sobre o cérebro e nervo vago, gerando sentimentos de saciedade que são projetados para desligar o apetite, uma vez que alguém tenha comido o suficiente.

Além de ser produzido naturalmente pelo organismo, esse hormônio é às vezes injetado para fins de testes diagnósticos.

Uma das principais ações desse hormônio é a vesícula biliar.

Na verdade, o nome “cholecystokinin” significa “mover a vesícula biliar”, referindo-se ao fato de que esse hormônio faz com que a vesícula biliar se contraia, estimulando-o a liberar a bile no trato digestivo.

Colecistocinina também estimula o corpo a produzir mais bílis, juntamente com enzimas digestivas. O trato digestivo produz os hormônios quando as gorduras são detectadas.

Estudos parecem sugerir que a Colecistocinina pode desempenhar um papel no desenvolvimento da dependência e tolerância a drogas, além de atuar no cérebro para produzir sentimentos de ansiedade e náusea. Como muitos hormônios, a colecistocinina é muito complicada, e age de várias maneiras para produzir o efeito desejado, que é a digestão de certas moléculas e a supressão do apetite para evitar excessos.

Colecistocinina
A Colecistocinina é um hormônio produzido principalmente no intestino delgado

Colecistocinina
A Colecistocinina desempenha um papel na digestão de gorduras e proteínas

Como outros hormônios relacionados a sentimentos de saciedade, a Colecistocinina pode levar algum tempo para atuar no corpo. Esta é uma das razões pelas quais as pessoas são encorajadas a comer devagar e a esperar 10-20 minutos se ainda sentirem fome depois de uma refeição. Muitas vezes, a sensação de fome desaparece quando os hormônios do corpo começam a agir no cérebro.

Por outro lado, consumidores competitivos tentam comer o máximo possível o mais rápido possível, para que possam ganhar competições antes que as substâncias químicas que induzem a saciedade comecem a agir em seus cérebros, dificultando ou impossibilitando a ingestão de mais alimentos.

Em testes de diagnóstico que são projetados para avaliar se a vesícula biliar está ou não funcionando adequadamente, o médico pode injetar Colecistocinina em um paciente e monitorar sua resposta.

Esta introdução controlada de Colecistocinina no corpo permite que um médico veja se a vesícula biliar e o trato digestivo estão funcionando como deveriam.

Se a vesícula biliar não responder, isso pode indicar que o paciente tem um problema e que outros testes diagnósticos podem ser necessários. Antes de realizar este teste, o médico realizará uma entrevista com o paciente para se certificar de que será seguro e adequado.

Fonte: www.yourhormones.info/www.wisegeek.org/www.britannica.com/www.vivo.colostate.edu/www.dictionary.com/en.oxforddictionaries.com

Veja também

Algas Dinophytas

Algas Dinophytas

PUBLICIDADE O que são algas dinophytas? As algas dinófitas, pertencem ao Filo Dinophyta e a …

Endoderma

PUBLICIDADE Definição de endoderma Endoderma ou Endoderme é a mais interna das três camadas germinativas, …

Alelos Múltiplos

PUBLICIDADE O que são alelos múltiplos? Os alelos múltiplos ou polialelia são casos em que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.