Breaking News
Home / Biologia / Vitamina B3 – Niacina

Vitamina B3 – Niacina

PUBLICIDADE

Vitamina B3 – O que é

vitamina B-3, também conhecida como niacina, é uma das oito vitaminas B. Ele desempenha um papel na conversão dos alimentos que comemos em energia.

Ajuda o corpo a usar proteínas e gorduras e mantém a pele, o cabelo e o sistema nervoso saudáveis.

Outros possíveis benefícios da vitamina B-3 derivam de suas propriedades, antioxidantes e antiinflamatórias potencialmente redutoras do colesterol.

Outros nomes para a vitamina B-3 incluem nicotinamida, ácido nicotínico e vitamina PP, porque previne a pelagra.

O corpo excreta qualquer niacina de que não precisa na urina. O corpo não armazena niacina, por isso as pessoas devem consumi-la na alimentação todos os dias.

vitamina B3 ou niacina é importante para a formação de dois coenzimas que participam na produção de energia nas células. A forma mais grave de carência é a pelagra.

vitamina B3 (ou niacina ou ácido nicotínico) é uma das vitaminas do chamado complexo B.

Este grupo de vitaminas tem em comum (excepto a vitamina B12 e o ácido fólico), o fato de a sua função estar relacionada com a libertação de energia contida nos alimentos. Também, à excepção da vitamina B12, têm a característica de serem solúveis em água, o que impede o seu armazenamento no corpo.

Pode ser formada a partir de um aminoácido, o triptofano, em presença da vitamina B6.

Niacina – Vitamina B3

Vitamina B3

niacina, ou vitamina B3, é uma vitamina B solúvel em água encontrada naturalmente em alguns alimentos, adicionada aos alimentos e vendida como suplemento.

As duas formas mais comuns de niacina em alimentos e suplementos são o ácido nicotínico e a nicotinamida.

O corpo também pode converter triptofano – um aminoácido – em nicotinamida. A niacina é solúvel em água, de modo que as quantidades em excesso de que o corpo não precisa são excretadas na urina.

niacina atua no corpo como uma coenzima, com mais de 400 enzimas dependentes dela para várias reações.

niacina ajuda a converter nutrientes em energia, criar colesterol e gorduras, criar e reparar DNA e exercer efeitos antioxidantes.

Vitamina B3 (niacina)

Vitamina B3

vitamina B3 é uma das 8 vitaminas B. Também é conhecido como niacina (ácido nicotínico) e possui 2 outras formas, niacinamida (nicotinamida) e hexanicotinato de inositol, que têm efeitos diferentes da niacina.

Todas as vitaminas B ajudam o corpo a converter alimentos (carboidratos) em combustível (glicose), que o corpo usa para produzir energia. Essas vitaminas B, geralmente chamadas de vitaminas do complexo B, também ajudam o corpo a usar gorduras e proteínas. As vitaminas do complexo B são necessárias para um fígado, pele, cabelo e olhos saudáveis e para ajudar o sistema nervoso a funcionar adequadamente.

niacina também ajuda o corpo a produzir vários hormônios sexuais e relacionados ao estresse nas glândulas supra-renais e em outras partes do corpo.

A niacina ajuda a melhorar a circulação e demonstrou suprimir a inflamação.

Todas as vitaminas B são solúveis em água, o que significa que o corpo não as armazena.

Você pode atender a todas as necessidades de B3 do seu corpo por meio da dieta. É raro que alguém no mundo desenvolvido tenha uma deficiência de B3.

Os sintomas de deficiência leve de B3 incluem:

Indigestão
Fadiga
Aftas
Vômito
Circulação pobre
Depressão

A deficiência grave pode causar uma doença conhecida como pelagra.

A pelagra é caracterizada por pele rachada e escamosa, demência e diarreia. Geralmente é tratada com uma dieta nutricionalmente balanceada e suplementos de niacina.

deficiência de niacina também causa queimação na boca e uma língua vermelha brilhante e inchada.

Para que se utiliza

vitamina B3 é utilizada na formação de dois coenzimas que participam na produção de energia nas células.

É necessária para a formação de neurotransmissores e contribui para manter a pele e o aparelho digestivo saudáveis.

Em que situações deve ser utilizado

A vitamina B3 é utilizada na formação de dois coenzimas que participam na produção de energia nas células.

É necessária para a formação de neurotransmissores e contribui para manter a pele e o aparelho digestivo saudáveis.

Como se utiliza

vitamina B3 encontra-se em maior quantidade na carne magra e aves (frango, peru), peixe, fígado, leguminosas, batatas, frutos secos, cereais integrais.

O leite, o queijo e os ovos, apesar de serem pobres em niacina, ajudam a evitar a deficiência desta vitamina, devido ao seu elevado conteúdo em triptofano.

Que precauções deve ter

vitamina B3 encontra-se em maior quantidade na carne magra e aves (frango, peru), peixe, fígado, leguminosas, batatas, frutos secos, cereais integrais.

O leite, o queijo e os ovos, apesar de serem pobres em niacina, ajudam a evitar a deficiência desta vitamina, devido ao seu elevado conteúdo em triptofano.

Quando não deve ser utilizado

A vitamina B3 encontra-se em maior quantidade na carne magra e aves (frango, peru), peixe, fígado, leguminosas, batatas, frutos secos, cereais integrais.

O leite, o queijo e os ovos, apesar de serem pobres em niacina, ajudam a evitar a deficiência desta vitamina, devido ao seu elevado conteúdo em triptofano.

O excesso de vitamina B3 através de suplementos de ácido nicotínico pode causar rubor da pele e lesão hepática.

Principais funções: influencia a formação de colágeno e a pigmentação da pele provocada pela radiação ultravioleta. No cérebro, a niacina age na formação de substâncias mensageiras, como a adrenalina, influenciando a atividade nervosa.

Principais fontes: carnes e cereais. Origina-se do metabolismo do triptofano: 60 mg de triptofano produzem 1 mg de Niacina. As pessoas que se alimentam principalmente à base de milho são propensas a manifestações de carência de Niacina por ser o milho muito pobre em triptofano.

Manifestações de carência: a doença dos 3 “D”, composta por Diarréia, Demência e Dermatite. A língua pode apresentar cor avermelhada, ulcerações e edema. Pode haver salivação excessiva e aumento das glândulas salivares. Podem aparecer dermatites parecidas com queimaduras de pele, diarréia, esteatorréia, náuseas e vômitos. No sistema nervoso, aparecem manifestações como cefaléia, tonturas, insônia, depressão, perda de memória e, nos casos mais severos, alucinações, demência e alterações motoras e alterações neurológicas com períodos de ausência e sensações nervosas alteradas.

Manifestações de excesso: Niacina não costuma ser tóxica, mesmo em altas doses, mas pode provocar coceira, ondas de calor, hepatotoxicidade, distúrbios digestivos e ativação de úlceras pépticas.

Vitamina B3 – Niacina – História

Pelle agra é o termo em italiano para pele áspera, doença conhecida há séculos na Itália, onde comia-se principalmente milho.

Em 1914, Funk postulou que a pelagra era uma doença carencial.

Pouco tempo depois Goldberg demonstrou que se podia curar a pelagra com carne fresca, ovos e leite. Goldberg também observou que se dava a dieta carente dos humanos aos cães, causando a doença da língua preta.

Depois verificaram ser também um componente hidrossolúvel, termo estável que acompanhava o complexo B.

Em 1935, Warburg e outros isolaram o ácido nicotínico do sangue de cavalos.

Fonte: www.hsph.harvard.edu/www.roche.pt/www.medicalnewstoday.com/www.mountsinai.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.