Breaking News
Home / Biologia / Corpo Lúteo

Corpo Lúteo

PUBLICIDADE

O que é corpo lúteo?

Durante a fase folicular, sob a influência do hormônio FSH (hormônio foliculotrófico ou folículo-estimulante) vários folículos se desenvolvem. No interior de cada folículo há um óvulo imaturo. Durante um ciclo típico, apenas um folículo se tornará um folículo dominante, ou seja, maduro o suficiente para a ovulação, sendo o óvulo expelido por este folículo dominante.

corpo lúteo é o que resta do folículo após a ovulação, são elementos residuais de um folículo rompido, que em seu processo de regressão se torna o corpo lúteo, uma glândula endócrina provisória.

corpo lúteo, corpo secretoras de hormônio amarelo no sistema reprodutor feminino. É formado em um ovário no local de um folículo, ou saco, que amadureceu e liberou o óvulo, ou ovo, no processo conhecido como ovulação.

corpo lúteo é composto por células de luteína (do latim luteus, que significa amarelo-açafrão), que se desenvolvem imediatamente após a ovulação, quando o pigmento amarelo e os lipídios se acumulam nas células da granulosa que revestem o folículo.

Um corpo lúteo é uma massa de células que se forma em um ovário e é responsável pela produção do hormônio progesterona durante o início da gravidez.

Com o óvulo maduro é, o momento da ovulação. Para isso, é necessária a liberação do hormônio LH (hormônio luteinizante) que é responsável pelo processo final de maturação do folículo e liberação do óvulo.

Corpo Lúteo

O nível de estrogênio no corpo aumenta e, causa um rápido crescimento do hormônio luteinizante, o LH, que age no processo final da foliculogênese (processo de formação, crescimento e maturação folicular) e, faz o folículo dominante romper e liberar o óvulo maduro que entrará na tuba uterina, processo que recebe o nome de ovulação.

Logo depois este folículo vazio se transforma em corpo lúteo, que antes abrigava o óvulo, passa a possuir papel importante na secreção da progesterona e, inibe a síntese de FSH e LH (hormônio luteinizante) que já tiveram sua função no desenvolvimento folicular.

A fase lútea é a segunda metade do ciclo menstrual, começa após a ovulação e se estende até o dia anterior a menstruação.

corpo lúteo torna o revestimento do útero espesso para a implantação do óvulo, pois produz progesterona. Se o óvulo não é fecundado, o corpo lúteo não recebe estímulo hormonal e, entra em degeneração se tornando um corpo albicans, que é um tecido cicatricial de um antigo corpo lúteo formado no ovário, e a produção de progesterona cessa. Quando os níveis de progesterona caem, o revestimento do útero não consegue se manter e surge o processo da menstruação.

Corpo Lúteo – Ovulação

Durante a ovulação, um óvulo é liberado de um folículo dominante. Após a liberação do óvulo e a fertilização subsequente, o folículo se fecha e forma o que é conhecido como corpo lúteo.

Essa massa de células ajuda a produzir o hormônio progesterona durante o início da gravidez.

O corpo lúteo continuará a produzir progesterona até que o feto esteja produzindo níveis adequados para sustentar a gravidez, o que geralmente ocorre entre 7 e 9 semanas de gravidez.

A progesterona é essencial durante o início da gravidez porque:

Permite que o útero cresça sem ter contrações
Apoia o crescimento do revestimento do útero
Melhora o fluxo sanguíneo e o suprimento de oxigênio

O corpo lúteo é sustentado e mantido pelo hormônio da gravidez gonadotrofina coriônica humana ou HCG. O corpo lúteo começa a diminuir de tamanho por volta das 10 semanas de gravidez.

Quando a fertilização ou implantação não ocorre, o corpo lúteo começa a quebrar. Isso causa um declínio nos níveis de estrogênio e progesterona, levando ao início de outro período menstrual.

Corpo Lúteo – Estrutura

O corpo lúteo é uma estrutura endócrina temporária envolvida na ovulação e no início da gravidez.

Durante a ovulação, o folículo primário forma o folículo secundário e, subsequentemente, o folículo vesicular maduro.

Na ovulação, o folículo se rompe expelindo o óvulo para a trompa de Falópio. Os remanescentes do folículo após a ovulação são chamados de corpo lúteo e variam de 2 a 5 cm de diâmetro, mas involuem à medida que amadurecem.

O corpo lúteo produz estrogênio e progesterona, mantendo as condições ideais para implantação se o óvulo for fertilizado:

Fertilizado: o corpo lúteo continua a produzir esses hormônios e maximiza a chance de implantação no endométrio; atinge um tamanho máximo em ~ 10 semanas e finalmente se resolve em cerca de 16-20 semanas
Não fertilizado: o corpo lúteo involui e se transforma em um corpo albicans por cerca de 2 semanas

Em alguns casos (especialmente em gestações gemelares), pode haver mais de um corpo lúteo – (por exemplo, dois corpos lúteos)

Fonte: Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.