Breaking News
Home / Biologia / Hematologia

Hematologia

PUBLICIDADE

O que é hematologia?

hematologia é a especialidade médica que se preocupa com o sangue e com a geração de sangue na medula óssea.

hematologia estuda os glóbulos vermelhos e brancos, suas proporções relativas e a saúde geral das células, e as doenças causadas por desequilíbrios entre eles, notadamente leucemia e anemia.

Os glóbulos vermelhos transportam oxigênio dos pulmões para as várias partes do corpo e os glóbulos brancos combatem as infecções. Ambos são necessários, mas devem estar no corpo nas proporções corretas ou os sistemas entrarão em colapso.

A anemia é a falta de glóbulos vermelhos, uma condição que pode ser causada por vários fatores diferentes.

As mulheres em idade fértil têm maior probabilidade de ficar anêmicas do que qualquer outra pessoa porque perdem glóbulos vermelhos mensalmente durante a menstruação.

A anemia causada pela falta de ferro na dieta é facilmente tratada com suplementos de ferro. Outros tipos de anemia com causas menos fáceis de remediar podem ser mais difíceis de tratar e colocar a vida em risco.

A hematologia diagnostica essas condições e prescreve tratamentos apropriados para elas.

A leucemia é uma condição em que a medula óssea produz muitos glóbulos brancos. Normalmente, são glóbulos brancos anormais e seu número absoluto exclui os glóbulos vermelhos, causando anemia e outros sintomas perigosos. A hematologia reconhece vários tipos diferentes de leucemia, com diferentes causas e protocolos de tratamento.

A leucemia aguda precisa de tratamento imediato, uma vez que apresenta risco imediato de vida, mas algumas formas de leucemia crônica podem ser observadas sem tratamento até que os sintomas apareçam.

A quimioterapia pode fazer muito por quem sofre de leucemia e atualmente é uma das principais ferramentas na caixa de ferramentas de um médico para a leucemia. Os transplantes de medula óssea, que são consideravelmente mais invasivos, são outra.

Os sintomas de doenças que se enquadram na hematologia são amplamente variados e facilmente confundidos com outras doenças. No entanto, um rápido exame de sangue para contagem de células pode dizer rapidamente ao hematologista se o paciente tem ou não um distúrbio no sangue.

Hematologia – Exame

Os exames hematológicos estão entre os exames mais práticos, econômicos e de grande utilidade para a medicina veterinária. Através deles podemos concluir ou excluir diagnósticos, avaliar ou fazer prognósticos e avaliar a eficácia da terapêutica.

O exame de sangue nada mais é do que uma biópsia de todo o organismo animal. Alterações patológicas em qualquer sistema causam alterações tanto quantitativas quanto qualitativas das diferentes linhagens sanguíneas.

A palavra HEMATOLOGIA vem do latim e é derivada da palavra HAIMA, que significa sangue. Então hematologia é o estudo do sangue.

Composição do sangue

O sangue é constituído de uma parte sólida e outra líquida.

Parte líquida: É o plasma, que é o soro mais o fibrinogênio.

Parte sólida

É representada pelos elementos figurados, que são as plaquetas ou trombócitos, os glóbulos vermelhos ou eritrócitos ou ainda hemácias e os glóbulos brancos ou leucócitos.

Existem duas de glóbulos brancos, os granulócitos e os agranulócitos. Os agranulócitos são os linfócitos e os monócitos. Os granulócitos são os basófilos, neutrófios e eosinófilos.

Os neutrófilos podem ser mielócitos, metamielócitos, bastões ou segmentados. O mesmo ocorre com eosinófilos e basófilos, pois essas células têm mesma origem embrionária.

Funções do sangue

3.1. Transporte de gases ? O sangue transporta oxigênio para os tecidos e gás carbônico para o exterior.
3.2. Manutenção da temperatura corporal ?
 O sangue transporta calor para todo o organismo.
3.3. Transporte de substâncias ? 
O sangue transporta hormônio para os órgãos alvos.
3.4. Defesa ?
 O sangue transporta anticorpos e células de defesa para todo o organismo.
3.5. 
Manutenção do teor líquido do organismo
3.6. 
Eliminação dos produtos resultantes do metabolismo

Avaliação do sangue

Para se avaliar o sangue há a necessidade de se fazer o exame deste, que é o hemograma.

O hemograma é feito utilizando-se o sangue total, ou seja, sangue mais anticoagulante.

O hemograma tem duas partes, o eritrograma e o leucograma.

No eritrograma é feita a contagem global de hemácias, determinação da taxa de hemoglobina e determinação do volume globular, também conhecido como hematócrito.

No hematócrito é avaliada também a concentração de proteína plasmática total e concentração de fibrinogênio.

No leucograma é feita a contagem global de leucócitos e contagem diferencial. Na contagem, diferencial verifica-se também a presença de parasitos, inclusões e avalia-se a morfologia de hemácias, leucócitos e plaquetas.

Por que o tipo sanguíneo é importante?

Quando questionados, muitas pessoas não sabem seu tipo sanguíneo, mas é muito importante em uma emergência médica que possa exigir uma transfusão de sangue ou um transplante de órgão. O estudo do sangue é uma especialidade da medicina conhecida como hematologia.

Existem 29 sistemas de grupos sanguíneos diferentes, cada um representado por elementos específicos encontrados na superfície das células vermelhas do sangue.

Os sistemas de grupo sanguíneo mais comuns são ABO e Rhesus.

Glóbulos vermelhos

O tipo de sangue de uma pessoa se torna uma questão crucial quando uma transfusão de sangue é necessária. Se um indivíduo recebe uma transfusão do tipo errado de sangue, pode ocorrer uma reação que compromete gravemente o sistema imunológico. Existem diferentes níveis em que uma transfusão incompatível pode ocorrer, de incompatibilidade menor a maior.

Fatores menores podem levar a problemas muito pequenos, mas uma grande incompatibilidade de tipo de sangue durante uma transfusão pode ser séria.

O tipo de sangue é tão importante durante uma transfusão que os doadores que dão sangue a um banco de sangue devem atender a certos requisitos. Uma transfusão de sangue é monitorada de perto, geralmente por um hematologista, e o pedido de produtos sangüíneos nos Estados Unidos é regulamentado pela Food and Drug Administration (Administração de Alimentos e Medicamentos).

No caso de transplantes de órgãos, o tecido do órgão do doador deve corresponder ao tipo de sangue do receptor. Uma incompatibilidade pode causar rejeição e, portanto, sem uma correspondência positiva, o transplante não será realizado. Indivíduos colocados em uma lista de espera para transplante têm seu tipo sanguíneo exaustivamente testado antes de serem incluídos na lista.

Saber o tipo de sangue de uma pessoa também é importante para uma mulher grávida e seu feto. O tipo de sangue de uma mulher geralmente é determinado durante exames de sangue de rotina no início da gravidez.

Nos casos em que o tipo da mãe não corresponde ao do bebê, que são frequentes, é possível que o corpo da mãe desenvolva anticorpos para se defender contra os glóbulos vermelhos do feto.

Se esses anticorpos passarem pela placenta, eles podem fazer com que o bebê desenvolva um distúrbio do sangue ou doença. Embora a maioria das complicações dessa situação varie de leve a moderada, podem ocorrer reações graves ou até fatais.

Hematologia é praticada por especialistas na área que lidam com o diagnóstico, tratamento e gestão global de pessoas com doenças do sangue que vão desde anemia de sangue câncer.

Algumas das doenças tratadas por hematologistas incluem:

A deficiência de ferro anemia e outros tipos de anemia, como a anemia falciforme ou anemia relacionada com trauma-
Policitemia ou excesso de produção de células vermelhas do sangue
A mielofibrose
Leucemia
Distúrbios plaquetários e sangramento, como hemofilia, púrpura trombocitopênica idiopática e doença de Von Willebrand
As síndromes mielodisplásicas
Hemoglobinopatias tais como talassemia e anemia falciforme
O mieloma múltiplo
Linfomas malignos
Transfusão de sangue
A medula óssea em células estaminais transplante

Hematologia – Hematologista

Para tornar-se um hematologista é necessário, primeiramente, cursar Medicina, Biomedicina ou Farmácia; e posteriormente, especializar-se em Hematologia.

Durante a especialização, o profissional tem a possibilidade de capacitar-se e de ampliar seus conhecimentos em diagnósticos clínicos de doenças relacionadas com o sangue.

Este profissional pode atuar não só na área clínica e ambulatorial, mas também em laboratórios de análise e hemocentros.

O hematologista também pode trabalhar em hospitais e participar de cirurgias de transplante de medula óssea, caso possua especialização para tal.

Para quem não sabe direito a Hematologia é o ramo Médico que tem como função o estudo do sangue, seus distúrbios e doenças.

Estuda seus elementos figurados como os glóbulos vermelhos (hemácias), glóbulos brancos (leucócitos) e plaquetas, além de estudar os órgão onde são produzidos, como a medula óssea o linfonodo e o baço.

Os Profissionais que se especializam nesta área e fazem exames de sangue são chamados hematologistas. Eles tratam de pessoas que tem doenças no sangue ou distúrbios nos tecidos ou órgãos que produzem o sangue.

Ao contrário de várias outras especialidades da área médica a hematologia não tem um nome condizente com a sua função, como sempre a medicina aliada à ciência biológica ou Biomedicina, estuda as propriedades sanguíneas e todas as doenças e problemas ocorrentes no sangue.

hematologista é um cientista responsável pelos exames e estudos sobre o sangue, ele não examina pacientes como os médicos fazem, eles apenas realizam pesquisas, o serviço na área da hematologia se concentra basicamente dentro de laboratórios, a medicina só entra nessa especialidade quando um médico percebe algo de diferente no paciente e o encaminha para exames de sangue, aí o hematologista descobre o que há de errado com a corrente sanguínea do paciente e encaminha os resultados para o médico e esse sim é quem vai indicar o melhor tratamento para essas doenças hematológicas, são diversos os tipos de doenças provenientes do sangue, as mais comuns são as anemias, as hemorragias e leucemias.

Os melhores tratamentos são com remédios ou com transfusão de sangue e de medula por isso a necessidade de doação de sangue, milhões de pessoas sofrem com doenças hematológicas por ano, por ser um tipo de doença que pode levar à morte e o tipo de tratamento ser restrito é que há tantas campanhas para a doação de sangue. A hematologia em parceria com a medicina salva vidas constantemente, porém não é necessário apenas o trabalho da ciência e da medicina, é necessária também a consciência do ser humano para ajudar o próximo, por isso doe sangue e salve vidas.

Hematologia – Imagem

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Hematologia
Glóbulos vermelhos

Fonte: www.members.tripod.com/www.geocities.com/www.wisegeek.com/www.lookfordiagnosis.com/www.biomedicinacentral.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.