Breaking News
Home / Biologia / Filogenia

Filogenia

PUBLICIDADE

Filogenia – O que é

Por Filogenia se compreende um conceito que faz parte da biologia.

filogenia tem como objetivo estudar a evolução das espécies de maneira global e, desta forma, se destaca como um ramo da ciência.

Uma filogenia é uma relação hipotética entre grupos de organismos que estão sendo comparados.

FilogeniaFilogenia

Quando falamos em evolução de espécies, estamos lidando com a concepção de que as espécies evoluem por conta de mutações no DNA (ácido desoxirribonucleico) e, caso estas mutações favoreçam a adaptação dos indivíduos ao ambiente, elas são passadas de geração em geração, podendo se tornar uma mudança para o conjunto da espécie em questão.

Desta forma, a filogenia surge com o papel de estudar as semelhanças entre os diferentes membros de uma espécie, levando em consideração a morfologia, anatomia, embriologia, entre outras ferramentas da biologia.

A filogenia é similar a uma árvore genealógica (aquela utilizada para ver a linhagem familiar das pessoas). A raiz desta árvore pode ser considerada como a linhagem ancestral, ou seja, aquele organismo que deu origem aos descendentes da árvore filogenética.

A partir da “raiz”, ou seja, do ancestral comum, podem surgir diversos “galhos” desta árvore, que vão se bifurcando. Cada bifurcação é um descendente do ancestral, com suas próprias características, que as separa dos demais membros da árvore filogenética.

Quando isso acontece, ou seja, quando uma linhagem se divide, significa que ocorreu uma especiação. Assim, com a especiação, uma única linhagem ancestral dá origem a uma ou mais linhagens filhas – as quais, por sua vez, partilham uma história única.

Importante: no passado, biólogos partilhavam a ideia errônea de que os seres vivos poderiam ser separados em escadas: de organismos inferiores até os superiores.

Essa concepção se baseava numa ideia aristotélica: a cadeia do ser.

No caso da espécie humana, é errôneo dizer que o homem evoluiu dos chipanzés.

Pelo contrário: seres humanos e chipanzés são primos evolutivos, que tem um ancestral comum.

Este ancestral comum não era humano e nem chipanzé.

Ademais: humanos não são “mais evoluídos” quando comparados aos macacos. Apenas temos traços únicos que nos distinguem dos nossos primos evolutivos.

Filogenia – Biologia

A definição de filogenia em biologia se refere à história evolutiva ou ao desenvolvimento de um grupo de organismos, como uma tribo ou grupo racial.

O significado de filogenia é um pouco semelhante ao termo filogênese e, como tal, às vezes são usados indistintamente. No entanto, em um sentido mais estrito, a filogênese se refere ao processo biológico pelo qual um determinado táxon existe. Filogenética é outro termo relacionado. Refere-se ao estudo científico da filogenia.

Ele aplica métodos moleculares e analíticos na compreensão da história evolutiva e dos processos envolvidos durante o desenvolvimento de uma espécie ou de um táxon.

A filogenia é o resultado dos estudos e análises das ocorrências evolutivas dos organismos vivos e é representada por um diagrama de árvore denominado árvore filogenética.

A filogenética tenta explicar a relação evolutiva entre vários grupos de organismos por meio de dados de sequenciamento molecular e matrizes de dados morfológicos.

Filogenia – Taxonomia

Embora a filogenia se preocupe com a relação evolutiva e a história dos organismos, ela não se preocupa com a identificação desses organismos. Em vez disso, é a principal preocupação da taxonomia.

Para ser mais preciso, a taxonomia é o ramo da ciência que se preocupa principalmente em identificar, nomear e classificar os organismos. Ele coloca os organismos em classificações taxonômicas, por ex. domínio, reino, filo ou divisão, classe, gênero, espécie.

No entanto, a classificação é baseada na morfologia e filogenia dos organismos e a filogenética fornece informações para uso durante a identificação e classificação dos organismos.

Portanto, enquanto a taxonomia se preocupa principalmente com a identificação e classificação de organismos, a filogenia fornece dados para esse propósito e uma classificação filogenética seria aquela que se baseia amplamente em dados de filogenia molecular.

O que é filogenética?

Filogenética é a área de pesquisa que se preocupa em encontrar as conexões genéticas e as relações entre as espécies. A ideia básica é comparar caracteres específicos (características) das espécies, partindo do pressuposto natural de que espécies semelhantes (ou seja, espécies com caracteres semelhantes) são geneticamente próximas.

O termo filogenia se refere a essas relações, geralmente apresentadas como uma árvore filogenética.

filogenética clássica lidou principalmente com características físicas ou morfológicas – tamanho, cor, número de pernas, etc. A filogenia moderna usa informações extraídas de material genético – principalmente sequências de DNA e proteínas. Os caracteres usados são geralmente os sítios de DNA ou proteína (um sítio significa uma única posição na sequência) após o alinhamento de várias dessas sequências, e usando apenas blocos que foram conservados em todas as espécies examinadas.

Um exemplo interessante é um projeto de pesquisa que utilizou a filogenética para rastrear as origens da população humana na Terra. Os pesquisadores investigaram o DNA mitocondrial de 182 pessoas em toda a Terra (o DNA mitocondrial é especialmente bom para a pesquisa filogenética, pois é copiado completamente da mãe para o filho, sem se recombinar com o DNA do pai).

análise filogenética forneceu evidências de que todos os humanos têm um ancestral feminino comum que viveu na África (“Eva Africana”).

Ao estudar a filogenia usando genes nucleares, encontramos um problema sério. Durante a evolução, é muito comum que um gene seja duplicado. As cópias continuam a evoluir separadamente, resultando em duas (ou mais) instâncias semelhantes do mesmo gene ao longo do genoma de uma espécie. Portanto, ao discutir genes de correspondência em espécies diferentes, diferenciamos entre correspondências ortólogas – o que significa que ambos os genes são “o mesmo” gene no sentido forte – eles estão conectados diretamente, e não por meio de uma duplicação, correspondências parálogas – que são os resultado de alguma duplicação ao longo da linha evolutiva e xenólogos (transferências horizontais) que são genes que são transferidos entre organismos de outras maneiras (por exemplo, por vírus).

Fonte: Juliano Schiavo

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.