Breaking News
Home / Biologia / Origem da Vida

Origem da Vida

PUBLICIDADE

Até hoje não existe uma resposta científica definitiva sobre a origem da vida no planeta Terra.

A primeira idéia foi a de que a vida teria vindo do espaço, fruto de uma “semente” de outro planeta.

Hoje a hipótese mais difundida é a da origem terrestre.

A vida surge há cerca de 3,5 bilhões de anos quando o planeta tem uma composição e atmosfera bem diferentes das atuais.

As primeiras formas surgem em uma espécie de caldo de cultura resultante de complexas reações químicas e de radiação cósmica.

evolução da vida tem sido um grande enigma, apesar dos rápidos avanços nos campos da bioquímica, astrobiologia e astrofísica nos últimos anos.

A resposta a este quebra-cabeça tem sido tão estonteante quanto o enigma relacionado à evolução do próprio Universo.

Apesar do fato de que a panspermia ganhou um apoio considerável como uma explicação viável para a origem da vida na Terra e em outras partes do Universo, a questão permanece longe de ser uma solução tangível.

Evolução abrange uma ampla gama de fenômenos: a partir do surgimento de grandes linhagens, a extinções em massa, para a evolução de bactérias resistentes aos antibióticos nos hospitais hoje. No entanto, dentro do campo da biologia evolutiva, a origem da vida é de especial interesse, pois ele aborda a questão fundamental de onde nós (e todos os seres vivos) viemos.

Muitas linhas de evidência ajudar a iluminar a origem da vida: fósseis antigos, de datação radiométrica, os filogenética e Química de organismos modernos, e até mesmo experiências. No entanto, uma vez que novas evidências está constantemente a ser descobertas, hipóteses sobre como a vida se originou pode mudar ou ser modificado.

É importante ter em mente que as alterações dessas hipóteses são uma parte normal do processo da ciência e que eles não representam uma mudança na base da teoria da evolução.

A primeira teoria criteriosa sobre a origem da vida surge na Grécia Antiga, com Aristóteles, que formula a hipótese de geração espontânea.

Até então, predominavam as explicações religiosas e místicas.

A doutrina de Aristóteles domina os meios científicos por quase 2 mil anos. Só em 1864 que Pasteur prova que a vida surge sempre a partir de outra forma de vida semelhante e não de matéria inorgânica.

Teorias da Origem da Vida

Origem da Vida

origem da vida significa o surgimento da auto-reprodução hereditária e evolutiva. “Origem da Vida” é um assunto muito complexo e frequentemente controverso.

Duas teorias científicas opostas que existiram sobre esse assunto complexo por muito tempo foram o chamado design inteligente e o criacionismo.

A teoria do big bang sobre a origem do Universo deu novas idéias sobre o tema da evolução biológica.

Foi levantada a hipótese de que formas de vida complexas na Terra, incluindo humanos, surgiram ao longo de um período de tempo a partir de células minúsculas semelhantes a bactérias por um processo de auto-organização semelhante à evolução do Universo por auto-organização de estruturas materiais simples (ou seja, partículas fundamentais produzidas pelo big bang) em direção a estruturas cada vez mais complexas. Existem várias teorias sobre a origem da vida.

Geração espontânea

Segundo o princípio da geração espontânea ou abiogênese formulado por Aristóteles, alguns seres vivos se desenvolvem a partir da matéria inorgânica em contato com um princípio vital, ou “princípio ativo”.

A vida surgiria sempre que as condições do meio fossem favoráveis. Mosquitos e sapos, por exemplo, brotariam nos pântanos. De matérias em putrefação, apareceriam larvas.

Eexperiência de Redi

Em 1668 Francesco Redi (1624-1694) começa a testar empiricamente a hipótese da geração espontânea. Coloca pedaços de carne em dois frascos abertos.

Cobre um deles com uma fina camada de gaze. Observa que os dois frascos são rodeados por moscas, mas elas só podem pousar no pedaço de carne descoberto. Depois de alguns dias, os dois pedaços apodrecem, mas surgem larvas apenas no frasco aberto. Redi conclui que as larvas surgem de ovos colocados pelas moscas. Prova assim que a vida não surge espontaneamente em qualquer circunstância.

Apesar da contribuição de Redi, a abiogênese ainda irá prevalecer por mais um século.

Epigênese

Descrita em 1759 pelo embriologista alemão Kaspar Friedrich Wolff (1733-1794).

Ao estudar o desenvolvimento de embriões em ovos de galinha conclui que um novo ser forma-se gradualmente a partir de uma massa de matéria viva, sem estrutura pré-formada.

Biogênese

Em 1864 o químico e biologista francês Louis Pasteur (1822-1895) realiza uma série de experiências com os frascos com “pescoço de cisne” e demonstra que não existe no ar ou nos alimentos qualquer “princípio ativo” capaz de gerar vida espontaneamente. Abre caminho para a biogênese, segundo a qual a vida se origina de outro ser vivo preexistente.

Quimiossíntese

Origem da Vida

É a hipótese de que as primeiras formas de vida na Terra estão condicionadas à existência prévia de compostos orgânicos (proteínas, carboidratos, lipídios e ácidos nucleicos).

A energia necessária para a síntese destes complexos seria fornecida pelas radiações ultravioleta e cósmica.

Em 1936 Alexander Oparin propõe que a partir de gases da atmosfera primitiva formam-se os primeiros compostos orgânicos que evoluem naturalmente até originarem os primeiros seres vivos.

Teoria dos coacervados

Anos depois, Oparin diz que as moléculas proteicas existentes na água se agregam na forma de coacervados (complexos de proteína). Essas estruturas, apesar de não serem vivas, têm propriedades osmóticas e podem se unir, formando outro coacervado mais complexo. Da evolução destes coacervados, surgem as primeiras formas de vida.

Origem da Vida
Origem da Vida

A origem da vida: as condições que deram início à vida na Terra

A origem da vida é um dos grandes mistérios do Universo.

A origem da Terra é uma história complexa. Sua superfície sofreu uma longa evolução, experimentando mudanças extremas ao longo de milhões de anos. Desde sua primeira fase de acréscimo, onde o gás e a poeira começaram a se aglutinar sob a influência da gravidade, ele tem sido um planeta dinâmico.

O bombardeio de asteróides e um núcleo interno quente significava que o ambiente mais antigo na Terra era hostil, rocha nua. Os geólogos se referem a esta época, começando na formação inicial da Terra, 4,6 bilhões de anos atrás, como o éon Hadeano. A palavra Hadean deriva do deus grego Hades, que governava o mundo subterrâneo, e é uma analogia adequada para o ambiente infernal.

Os geólogos há muito estudam os poucos vestígios dessa época registrados nas rochas, na esperança de encontrar pistas sobre as condições da Terra. Os únicos registros entre 4,6 e 4 bilhões de anos atrás que permanecem são encontrados em um mineral cristalino resistente chamado zircão. Porém, é vital que os cientistas aprendam o máximo possível sobre essa época, pois é nessas condições inóspitas e infernais que se deu a origem da vida.

Fonte: arxiv.org/members.tripod.com/www.bio2000.hpg.ig.com.br/www.trabalhoescolar.hpg.ig.com.br/www.npr.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.