Breaking News
Home / Biologia / Célula

Célula

PUBLICIDADE

Célula – Definição

As células são a unidade básica da vida. No mundo moderno, eles são o menor mundo conhecido que executa todas as funções da vida.

Todos os organismos vivos são células únicas ou multicelulares compostos de muitas células trabalhando juntas.

Alguns organismos, como as bactérias, são unicelulares – consistindo em uma única célula.

Outros organismos, como os humanos, são multicelulares ou têm muitas células – uma estimativa de 100.000.000.000.000 de células.

Cada célula é um mundo incrível em si mesma: ela pode absorver nutrientes, convertê-los em energia, realizar funções especializadas e se reproduzir conforme necessário.

Ainda mais surpreendente é que cada célula armazena seu próprio conjunto de instruções para realizar cada uma dessas atividades.

Todas as células podem ser classificadas em um de dois grupos: eucariotos e procariontes. Um eucarioto tem um núcleo e organelas ligadas à membrana, enquanto um procarioto não.

As plantas e animais são feitos de várias células eucarióticas, enquanto muitos micróbios, como as bactérias, consistem em células únicas.

O que é uma célula?

Uma célula é a unidade mais fundamental da vida biológica.

Todas as formas de vida conhecidas, exceto vírus, são feitas de células.

As células também são a menor unidade metabolicamente funcional da vida, ou seja, a menor unidade que pode absorver nutrientes da corrente sanguínea, convertê-los em energia, desempenhar funções úteis e excretar resíduos.

Existem dois tipos principais de células no reino da vida – células procarióticas, células bacterianas menores sem núcleo, e células eucarióticas, células maiores de plantas e animais com núcleo verdadeiro.

Uma célula animal

CélulaCélula procariótica

As células eucarióticas podem ser encontradas em seres unicelulares e pluricelulares. São células complexas que se encontram nos animais, plantas e fungos.

Célula

Célula eucariótica animal

Uma agregação de células é conhecida como organismo multicelular, sendo os humanos um exemplo. Essas células são tão pequenas e numerosas, e funcionam juntas de maneira tão suave e uniforme que demorou até 1839 para descobrirmos que toda a vida é feita de células.

Essa “teoria celular” é atribuída a Matthias Jakob Schleiden e Theodor Schwann, botânicos alemães que observaram células ao microscópio.

Logo depois, Robert Hooke, o cientista inglês, batizou essas pequenas estruturas de células, em homenagem à celula latina, que significa uma pequena sala.

A membrana plasmática mantém a célula intacta

Outra diferença entre células procarióticas e eucarióticas é a presença de maquinaria intracelular, ou organelas.

As organelas procarióticas são mínimas, com uma membrana plasmática (bicamada fosfolipídica) que faz a maior parte do trabalho feito por organelas especializadas em eucariotos, como servir como a central energética da célula e empacotar macromoléculas sintetizadas pelos ribossomos. Além dos ribossomos, do citoplasma (fluido celular) e da membrana plasmática, as células procarióticas podem ter outra organela adicional chamada de mesossomos, mas pesquisas recentes sugerem que estes podem ser meramente artefatos formados durante o processo de fixação química para microscopia eletrônica e, portanto, não até natural.

Célula – Biologia

Célula, em biologia, a unidade básica delimitada por uma membrana que contém as moléculas fundamentais da vida e da qual todas as coisas vivas são compostas.

As células são os blocos básicos de construção de todas as coisas vivas. O corpo humano é composto por trilhões de células. Eles fornecem estrutura para o corpo, absorvem nutrientes dos alimentos, convertem esses nutrientes em energia e realizam funções especializadas. As células também contêm material hereditário do corpo e podem fazer cópias de si mesmas.

As células têm muitas partes, cada uma com uma função diferente. Algumas dessas partes, chamadas organelas, são estruturas especializadas que realizam certas tarefas dentro da célula.

As células humanas contêm as seguintes partes principais, listadas em ordem alfabética:

Citoplasma: Dentro das células, o citoplasma é composto de um fluido gelatinoso (chamado citosol) e outras estruturas que circundam o núcleo.

Citoesqueleto: O citoesqueleto é uma rede de fibras longas que constituem a estrutura estrutural da célula. O citoesqueleto tem várias funções críticas, incluindo determinar a forma celular, participar da divisão celular e permitir que as células se movam. Ele também fornece um sistema semelhante a uma trilha que direciona o movimento de organelas e outras substâncias dentro das células.

Retículo endoplasmático: esta organela ajuda a processar moléculas criadas pela célula. O retículo endoplasmático também transporta essas moléculas para seus destinos específicos, dentro ou fora da célula.

Aparelho de Golgi: O aparelho de Golgi empacota moléculas processadas pelo retículo endoplasmático para serem transportadas para fora da célula.

Lisossomos e peroxissomos: Essas organelas são o centro de reciclagem da célula. Eles digerem bactérias estranhas que invadem a célula, livram a célula de substâncias tóxicas e reciclam componentes celulares desgastados.

Mitocôndria: As mitocôndrias são organelas complexas que convertem a energia dos alimentos em uma forma que a célula pode usar. Eles têm seu próprio material genético, separado do DNA do núcleo, e podem fazer cópias de si mesmos.

Núcleo: O núcleo serve como o centro de comando da célula, enviando instruções para a célula crescer, amadurecer, se dividir ou morrer. Ele também abriga DNA (ácido desoxirribonucléico), o material hereditário da célula. O núcleo é circundado por uma membrana chamada de envelope nuclear, que protege o DNA e separa o núcleo do resto da célula.

Membrana de plasma: A membrana plasmática é o revestimento externo da célula. Ele separa a célula de seu ambiente e permite que materiais entrem e saiam da célula.

Ribossomos: Ribossomos são organelas que processam as instruções genéticas da célula para criar proteínas. Essas organelas podem flutuar livremente no citoplasma ou estar conectadas ao retículo endoplasmático.

Célula – DNA

Há cerca de 3,5 bilhões de anos, a formação de moléculas capazes de servir de molde, com capacidade enzimática para efetuar cópias fiéis de si mesmas, possibilitou a origem dos organismos. O ácido ribonucléico (RNA) é uma delas.

O DNA possui uma estrutura mais estável, em dupla fita, capaz de servir de molde para sua duplicação, mas sem capacidade enzimática. A função enzimática necessária para duplicação, transcrição e reparo é exercida por proteínas.

A vida e a reprodução dependem da manutenção desses processos e da disponibilidade de energia e dos componentes necessários para isso. Em condições ambientais variáveis, a manutenção de microambientes relativamente constantes para permitir estes processos só foi possível através de membranas biológicas.

As membranas têm composição fosfolipídicas e possuem proteínas associadas, cujas particularidades irão determinar o transporte seletivo de materiais.

Algumas bactérias desenvolveram mecanismos de geração de energia associados à membrana celular. Cloroplastos e mitocôndrias são organelas provavelmente derivadas dessas bactérias.

A divergência entre procariontes e eucariontes deve ter ocorrido após estabelecidos os mecanismos de replicação e transcrição do DNA, a tradução, o sistema de códons e o metabolismo energético e biossintético.

Para os eucariontes, a compartimentalização de atividades celulares em organelas envolvidas por membranas fosfolipídicas foi importante. Mas do ponto de vista fisiológico, biossintético e reprodutivo, a célula é uma unidade funcional, mantida pela relação entre seus componentes.

célula é a unidade fundamental da vida, mas, mais que isso, seu estudo revela que a vida é um processo de auto-manutenção, onde a estrutura pode ser modificada, componentes podem ser substituídos, desde que sua organização seja mantida. Uma célula só sabe fazer-se a si mesma e, acoplada estruturalmente ao seu meio, pode sobreviver e se dividir e se diferenciar.

Apesar da importância do genoma para a produção de proteínas estruturais e funcionais, vários componentes celulares são herdados a partir do citoplasma do óvulo, por exemplo, as mitocôndrias e a própria maquinaria enzimática para a transcrição e tradução. A organização das membranas também é herdada de forma não genética.

Fonte: ghr.nlm.nih.gov/www.ufv.br/www.yourgenome.org/www.bbc.co.uk/www.genome.gov/www.wisegeek.org/biologydictionary.net/www.cyto.purdue.edu/medlineplus.gov

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.