Breaking News
Home / Biologia / Vitamina BC – Beta Caroteno

Vitamina BC – Beta Caroteno

PUBLICIDADE

Betacaroteno – O que é

Betacaroteno é uma substância carotenoide encontrada naturalmente nas plantas que serve como acessório para a fotossíntese. É o principal responsável pelo pigmento em frutas e vegetais de cor laranja, mas também contribui para o pigmento em frutas e vegetais de cor vermelha, amarela e verde.

Embora algumas fontes de alimentos sejam ricas em betacaroteno, incluindo melão, brócolis, espinafre e óleo de palma, as cenouras são o principal fornecedor dessa substância na dieta da maioria das pessoas.

As cenouras são ricas em betacaroteno.
O betacaroteno é o que dá às cenouras sua cor laranja

betacaroteno é uma forma precursora da vitamina A. É convertido em vitamina A no corpo conforme a necessidade.

betacaroteno é aceito como um nutriente humano essencial, especialmente quando há deficiência de vitamina A.

Na verdade, quando há suspeita de deficiência de vitamina A, geralmente são realizados exames de sangue para medir os níveis dessa substância. Acredita-se que o betacaroteno tenha propriedades antioxidantes, além de sua função pró-vitamina A.

Alguns estudos também concluíram que pode ter um impacto positivo no sistema imunológico, bem como efeitos anticarcinogênicos.

A maioria das organizações oficiais de nutrição e saúde, incluindo a National Cancer Society (Sociedade Nacional do Câncer), recomenda o consumo de cinco porções de frutas e vegetais por dia.

Uma quantidade suficiente de betacaroteno seria absorvida seguindo essas diretrizes. No entanto, pesquisas recentes indicaram que essa substância só pode ser benéfica quando consumida em seu estado natural, como frutas e vegetais, em vez de na forma suplementar. Além disso, pode ser prejudicial para certos indivíduos consumir suplementos de betacaroteno.

Os ensaios clínicos demonstraram que os suplementos podem aumentar a taxa de câncer de pulmão em fumantes.

Como a maioria das outras substâncias nutricionais, o betacaroteno pode ser obtido em quantidades adequadas com uma dieta equilibrada e saudável, incluindo frutas e vegetais. No entanto, um médico pode recomendar suplementos para certos pacientes. Os indicadores de deficiência de vitamina A incluem problemas de visão, olhos secos ou inflamados, perda de cabelo inexplicável ou erupção cutânea e infecções recorrentes. Antes de considerar qualquer suplemento nutricional, você deve consultar seu médico.

O que é o betacaroteno natural?

Betacaroteno

beta-caroteno natural é um pigmento vegetal que contribui de forma importante para a vitamina A na dieta humana, e dá à cenoura a cor laranja e às raízes das plantas ou frutos, cores laranja e amarelo em geral.

Está presente em muitos tipos de alimentos, desde batata-doce até melão, abóbora e mamão. Embora o composto possa ser derivado de um processo bioquímico envolvendo a reação do geranil pirofosfato, as fontes mais comuns de betacaroteno natural são frutas e vegetais crus.

Os efeitos do beta-caroteno na saúde estão focados no funcionamento adequado dos sistemas imunológico e reprodutivo e como um composto antioxidante para prevenir danos celulares das moléculas de oxigênio dos radicais livres no corpo.

Um dos principais efeitos do betacaroteno é que ele está entre 50 dos 600 compostos de carotenoides identificados na natureza em 2011, que é conhecido por promover o uso de vitamina A pelo corpo humano.

betacaroteno natural converte a vitamina A em um composto conhecido como retinol, que o corpo pode usar de várias maneiras. O próprio retinol, que é um composto do álcool, pode ser convertido pelo corpo em retinal ou retinaldeído, um elemento importante que promove uma visão saudável. Esta é uma das razões pelas quais as cenouras, que são ricas em betacaroteno natural, receberam a reputação de melhorar e manter uma boa visão.

As fontes de betacaroteno podem ser de alimentos naturais ou de suplementos de betacaroteno. Algumas evidências de 2004 sugeriram que os suplementos de betacaroteno criados sinteticamente a partir do óleo de palma ou de algas representam um risco aumentado de câncer colorretal e de pulmão em pessoas que são fumantes ou que consomem álcool. Por esse motivo, sugere-se que os suplementos naturais de betacaroteno na forma de pílulas sejam a melhor escolha, ou os suplementos orgânicos de betacaroteno derivados diretamente de frutas e vegetais.

Os efeitos do betacaroteno também podem ser adquiridos de alimentos que não são de cor laranja ou amarela. Isso ocorre porque o betacaroteno natural também está presente em alguns vegetais de folhas verdes e escuras, como espinafre e alface ou pimentão verde e brócolis. Embora o composto em si seja bastante difundido na cadeia alimentar, não é um elemento essencial da saúde humana que deve ser ingerido em certas necessidades diárias mínimas, como vitaminas e minerais.

O benefício do betacaroteno natural reside principalmente em sua capacidade de servir como um composto pró-vitamina A para o antioxidante e outros benefícios que essa vitamina fornece.

Betacaroteno – Carotenoide

Betacaroteno

betacaroteno é um tipo de substância chamada carotenoide. Os carotenoides dão a plantas como cenoura, batata-doce e damasco suas cores violeta-avermelhadas.

betacaroteno é uma pró-vitamina. Isso significa que ela é usada pelo corpo para produzir vitamina A. A provitamina A só é encontrada nas plantas. A vitamina A também é encontrada em alimentos de animais.

vitamina A de origem animal é chamada de vitamina A pré-formada. Isso significa que está em uma forma que seu corpo pode usar diretamente. É encontrado em laticínios, óleos de peixe, ovos e carne (especialmente fígado). A vitamina A que seu corpo produz a partir de betacaroteno não se acumula em seu corpo a níveis tóxicos. Mas a vitamina A de origem animal pode.

vitamina A está disponível em multivitaminas e como um suplemento autônomo. Os suplementos de vitamina A podem conter apenas betacaroteno, apenas vitamina A pré-formada ou uma combinação de ambos os tipos de vitamina A.

Se seu corpo não usa todo o betacaroteno que você ingere para produzir vitamina A, o betacaroteno restante circula em seu corpo. O betacaroteno também é um antioxidante. Ajuda a manter as células saudáveis.

Betacaroteno – Principais fontes na natureza

As melhores fontes de Betacaroteno são os vegetais e frutas de forte tom amarelo/laranja e os vegetais de folhas verde escuras:

Vegetais amarelos/laranja – cenouras, batatas-doces, abóboras.
Frutas amarelo/laranja – 
alperces, meloas, papaias, mangas, carambolas, nectarinas, pêssegos
Vegetais de folhas verde escuras –
 espinafres, brócolis, endívias, couve, chicória, escarole, agriões e as partes verdes de linho, nabos, mostarda, dente de leão.
Outras boas fontes vegetais e frutas –
 abóbora menina, aspargos, ervilhas, ginjas, ameixas.

O conteúdo em Betacaroteno de frutas e vegetais pode variar dependendo das estação e do grau de amadurecimento.

A biodisponibilidade do Betacaroteno a partir das frutas e vegetais, depende do método de preparação antes da ingestão. Assim, quaisquer indicações relativas ao conteúdo em betacaroteno dos alimentos são, deste modo, apenas valores aproximados.

Betacaroteno – História

1831: Wackenroder descobre os pigmentos amarelo/laranja nas cenouras e dá-lhes o nome de carotenos.

1847: Zeise apresenta uma descrição mais detalhada do caroteno.

1866: O caroteno é classificado como um hidrocarboneto por Arnaud e seus colaboradores.

1887: Arnaud descreve a presença generalizada dos carotenos nas plantas.

1907: Willstatter e Mieg estabelecem a forma molecular do caroteno, uma molécula formada por 40 átomos de carbono e 56 átomos de hidrogénio.

1914: Palmer e Eckles descobrem a existência de caroteno e xantofila no plasma do sangue humano.

1919: Steenbock (Universidade de Wisconsin) sugere uma relação entre os pigmentos amarelos das plantas (Betacaroteno) e a vitamina A.

1929: Moore demonstra que o Betacaroteno se converte no fígado na forma sem cor de vitamina A.

1931: Karrer e os seus colaboradores (Suíça) determinam as estruturas do Betacaroteno e da vitamina A.

1939: Wagner e os seus colaboradores sugerem que a conversão do Betacaroteno na vitamina A ocorre no interior da mucosa intestinal.

1950: Isler e os seus colaboradores desenvolvem um método para a síntese do Betacaroteno.

1966: O Betacaroteno é considerado como aceitável para utilização nos alimentos pelo Comité Conjunto FAO/WHO de Especialistas em Aditivos Alimentares

1972: São estabelecidas especificações pelo Código Americano de Químicos Alimentares para a utilização do Betacaroteno nos alimentos.

1978: O Betacaroteno é considerado como ‘GRAS’ o que significa que o ingrediente é “Globalmente Reconhecido como Seguro” e pode ser utilizado como suplemento da dieta alimentar ou na fortificação dos alimentos.

1981-82: O Betacaroteno/caratenóides são reconhecidos como fatores importantes (independentemente da sua atividade como provitamina A) na redução potencial do risco de certos cancros. R. Doll e R. Peto: “Can Dietary Beta-Carotene Materially Reduce Human Cancer Rates?” (Pode o Betacaroteno na dieta alimentar reduzir substancialmente as taxas de cancro nos seres humanos?) (in: Nature, 1981), R. Shekelle et al: “Dietary Vitamin A and Risk of Cancer in the Western Electric Study” (A Vitamina A na Dieta Alimentar e o Risco de Cancro no Estudo da Wester Electric) (in: Lancet, 1981), “Diet, Nutrition and Cancer” (Dieta alimentar, nutrição e cancro) (1982): Revisão da Academia Nacional das Ciências Americanas mostrando que a ingestão de alimentos ricos em caratenóides está associada à redução do risco de certos cancros.

1982: Krinsky e Deneke mostram a interação entre o oxigênio e os radicais de oxigênio com os carotenoides.

1983-84: O Instituto Nacional do Cancro (E.U.A) lança vários ensaios de intervenção clínica em larga escala, utilizando suplementos de Betacaroteno isolados e em combinação com outros nutrientes.

1984: É demonstrado que o Betacaroteno é um antioxidante eficaz in vitro.

1988: Devido ao elevado número de estudos epidemiológicos que demonstram a redução potencial da incidência de cancro relacionada com o aumento da ingestão de Betacaroteno na dieta alimentar, o Instituto Nacional do Cancro (E.U.A) emite instruções dietárias aconselhando os americanos a incluir uma variedade de vegetais e frutas na sua dieta diária.

Fonte: www.vitaminas.bayer.pt/www.healthline.com/www.wisegeek.com/www.urmc.rochester.edu

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.