Breaking News
Home / Biologia / Agricultura Biológica

Agricultura Biológica

PUBLICIDADE

Agricultura Biológica – O que é

Agricultura Biológica é uma agricultura sustentável a nível econômico, social e ambiental, promovendo elevada qualidade nos produtos, utilizando práticas de sustentabilidade.

A agricultura biológica é conhecida também como agricultura orgânica, agricultura ecológica ou agricultura natural, variando a denominação conforme o país.

Agricultura Biológica, também é conhecida como ‘agricultura orgânica’ (Brasil e países de língua inglesa), ‘agricultura ecológica’ (Espanha, Dinamarca) ou ‘agricultura natural’ (Japão).

Ecológica: Baseia-se no funcionamento do ecossistema agrário e recorre a práticas como rotações culturais, adubos verdes, luta biológica contra pragas e doenças – que fomentam o seu equilíbrio e biodiversidade.

Holística: Baseia-se na interação dinâmica entre o solo, as plantas, os animais e os humanos, considerados como uma cadeia indissociável, em que cada elo afeta os restantes.

Sustentável: visa manter e melhorar a fertilidade do solo a longo prazo, preservando os recursos naturais solo, água e ar e minimizar todas as formas de poluição que possam resultar de práticas agrícolas.

Reciclar restos de origem vegetal ou animal de forma a devolver nutrientes à terra, minimizando deste modo o uso de recursos não-renováveis.

Depender de recursos renováveis em sistemas agrícolas organizados a nível local. Assim, exclui a quase totalidade dos produtos químicos de síntese como adubos, pesticidas, reguladores de crescimento e aditivos alimentares para animais.

Agricultura Biológica ou Orgânica pode ser definida por estratégias de manejo ecológicas proativas que mantêm e aumentam a fertilidade do solo, evitam a erosão do solo, promovem e aumentam a diversidade biológica e minimizam os riscos à saúde humana e animal e aos recursos naturais. Muitos tipos de produtos agrícolas são produzidos organicamente, incluindo vegetais, frutas, ervas, grãos, carne, laticínios, ovos, fibras e flores.

Agricultura BiológicaAgricultura Biológica

As práticas da agricultura biológica são as seguintes:

Utilizam adubos orgânicos conhecidos também como adubos verdes, além da compostagem (processo de reciclagem do lixo orgânico).

Não utilizam químicos, visando à saúde dos produtores e consumidores que evitam contato com químicos nocivos. Esta prática também preserva o meio ambiente da contaminação nos solos e nas águas, cuja grande parte da responsabilidade é da agropecuária.

A produção animal biológica segue normas de ética e respeito pelo bem-estar animal. A alimentação é adequada a cada espécie e, preservam o respeito às condições naturais dos animais.

Além de não utilizar de hormônios de crescimento nos mesmos.

O solo fértil é uma das principais preocupações da agricultura biológica, com objetivo de conservar o mesmo, aumentando sua fertilidade e, o seu teor de matéria orgânica, que o deixa rico em nutrientes.Os alimentos que são cultivados em solo equilibrado, onde tais práticas são inseridas,faz com que as plantas cresçam mais saudáveis, trazendo uma maior qualidade para os alimentos.

Garante a preservação da água para as atuais e futuras gerações, respeitando assim os recursos naturais e, contribuindo para o equilíbrio da natureza e para um ambiente saudável.

Além de preservar as práticas entre a agricultura e floresta.

Utiliza variedades de sementes locais com grande valor nutritivo e cultural. Combinam os conhecimentos modernos com as práticas e saberes tradicionais, dispensando o uso de produtos poluentes ao meio ambiente.

Atua também como uma escola prática de educação ambiental, oferecendo aos jovens de hoje, um modelo para o planeta de desenvolvimento sustentável, econômico e social.

O que é agricultura orgânica?

agricultura orgânica é um método de cultivo que envolve o uso de técnicas ecologicamente corretas para criar colheitas e animais.

Muitos países oferecem certificação orgânica para agricultores que seguem as diretrizes da agricultura orgânica, e os agricultores também podem praticar métodos orgânicos sem buscar a certificação.

Este método de cultivo é visto como uma alternativa à agricultura convencional, em que uma grande variedade de meios são utilizados na agricultura.

A agricultura orgânica usa técnicas ecologicamente
corretas para aumentar as safras

Quando os agricultores trabalham organicamente, eles evitam o uso de produtos químicos sintéticos para tudo, desde o manejo do solo até o controle de pragas. Em vez disso, eles contam com técnicas como rotação de culturas e compostagem para manter os solos saudáveis, controle natural de pragas em vez de sprays para eliminar pragas agrícolas e meios não químicos para controlar infecções e doenças.

A agricultura orgânica evita o uso de antibióticos e hormônios de crescimento em animais, e organismos geneticamente modificados (OGM) geralmente não são cultivados em fazendas orgânicas.

Padrões orgânicos completos variam de nação para nação, com departamentos de agricultura geralmente mantendo os padrões atuais em bancos de dados disponíveis ao público.

Esse tipo de agricultura tem sido praticado de uma forma ou de outra há séculos, mas a agricultura orgânica surgiu como um movimento próprio na década de 1930, à medida que a agricultura industrializada começou a se tornar mais comum.

O desenvolvimento de produtos químicos avançados e outras ferramentas artificiais para apoiar a agricultura levou muitos agricultores a recorrer a essas técnicas para economizar dinheiro e competir no mercado, e alguns agricultores também sentiram que a modernização representava uma melhoria. Outros queriam ficar com técnicas ecológicas mais tradicionais, desenvolvendo a agricultura orgânica e outras ramificações, como a agricultura biodinâmica.

Agricultura Biológica

Algumas pessoas afirmam que uma série de benefícios está envolvida na agricultura orgânica, variando de um maior valor nutricional em safras cultivadas em solos completos e complexos a ambientes mais saudáveis em torno de fazendas que usam métodos orgânicos. Algumas das alegações sobre a agricultura orgânica são difíceis de substanciar, como alegações de que o leite produzido organicamente é melhor do que o leite produzido convencionalmente, enquanto outras são mais fáceis de provar, como a alegação de que não usar antibióticos pode reduzir o desenvolvimento e disseminação de antibióticos -resistentes bactérias.

Bens produzidos em uma fazenda orgânica tendem a ser mais caros, porque a agricultura orgânica é mais trabalhosa e as ferramentas para a agricultura orgânica tendem a ser mais caras.

Simplesmente obter a certificação orgânica é muito caro, pois requer uma série de inspeções e testes para analisar os métodos de cultivo e as condições da propriedade para confirmar se ela está de acordo com os padrões orgânicos.

Algumas pessoas acham que o custo vale o benefício e estão dispostas a pagar um prêmio por produtos orgânicos.

O que é uma fazenda orgânica?

Uma fazenda orgânica é uma fazenda que não usa produtos químicos para tratar pragas, livrar a área de ervas daninhas ou como fertilizante.

agricultura orgânica pode ter definições diferentes para pessoas diferentes. A organização internacional IFOAM (Federação Internacional do Movimento de Agricultura Orgânica) é uma organização guarda-chuva que apresenta sugestões que muitos países usam quando consideram o que consideram uma fazenda orgânica.

O princípio fundamental da agricultura orgânica é melhorar e melhorar a saúde do solo. Um solo saudável produz safras que têm menos probabilidade de desenvolver doenças e são mais capazes de resistir ao estresse.

Os agricultores orgânicos melhoram o solo por meio de plantações rotativas, cultivo de plantas de cobertura, compostagem e cobertura morta. Eles não usam fertilizantes químicos, mas podem usar fertilizantes naturais processados, como farinha de sementes.

Enquanto a agricultura convencional depende fortemente de sprays e tratamentos químicos, a agricultura orgânica tem uma abordagem diferente para as pragas. Em uma fazenda orgânica, uma certa quantidade de danos causados por pragas é tolerada. Organismos benéficos e predadores naturais podem ser liberados na fazenda. A rotação de safras evita que insetos como o besouro da batata, que tem uma fonte de alimento favorita, desenvolvam uma população significativa.

As pragas também são controladas por coberturas de fileiras e redes. Uma das maneiras mais importantes de uma fazenda orgânica ter uma colheita bem-sucedida é cultivar plantas que são projetadas para crescer bem na área. O cultivo de plantas que não são adequadas ao clima as estressa e as torna muito mais suscetíveis aos danos de pragas.

Uma fazenda orgânica também trata ervas daninhas sem produtos químicos. A maneira mais antiga e eficaz de tratar ervas daninhas é manualmente. Embora isso possa funcionar em uma fazenda menor, a maioria das fazendas orgânicas combate as ervas daninhas com o plantio de plantas de cobertura e cobertura morta ao redor das plantas.

Uma técnica usada para aumentar os nutrientes no solo e manter as ervas daninhas ao mínimo é o plantio de plantas de cobertura ricas em nutrientes nos corredores entre as plantas que o agricultor espera colher.

Um exemplo disso é o plantio de alfafa, uma grama que envia nitrogênio para o solo, entre as fileiras de milho. Durante a estação de crescimento, o milho e a alfafa não competem entre si por nutrientes.

A alfafa também evita que as sementes de ervas daninhas se fixem no solo. No final da temporada, o milho é colhido e a alfafa é plantada no solo. Uma vez no solo, ele se decompõe, melhorando a qualidade do solo para o plantio do próximo ano.

As fazendas orgânicas costumam dar mais trabalho do que as convencionais, mas oferecem benefícios intangíveis, como a redução da quantidade de água necessária, a redução da contaminação do lençol freático pelo escoamento de pesticidas e menos erosão do solo.

O que é comida orgânica?

Agricultura Biológica

Orgânico é um sistema de agricultura e produção de alimentos. Os agricultores orgânicos têm como objetivo produzir alimentos de alta qualidade, usando métodos que beneficiam todo o nosso sistema alimentar, desde as pessoas ao planeta, da saúde das plantas ao bem-estar animal.

Em face das mudanças climáticas, problemas de saúde relacionados à dieta e declínio generalizado da vida selvagem, a necessidade de mudar nossos sistemas alimentares nunca foi tão grande – uma transição para sistemas agrícolas ‘agroecológicos’, como os orgânicos, pode fazer uma grande diferença.

Nenhum outro sistema definido de agricultura e produção de alimentos chega perto de trazer tantos benefícios para a vida selvagem, a sociedade e o mundo natural.

Alimento orgânico

Os agricultores orgânicos trabalham de acordo com um conjunto estrito de padrões, que devem cumprir legalmente com a regulamentação estrita da União Europeia (UE), para garantir que suas fazendas sustentem a saúde de:

Solos,
Ecossistemas
Animais
Pessoas

Esses padrões são construídos sobre os princípios-chave da agricultura orgânica:

Saúde
Ecologia
Cuidado
Justiça

A certificação é legalmente exigida para cultivar, processar ou comercializar produtos orgânicos, e todas as fazendas e empresas orgânicas são inspecionadas por um organismo de certificação, pelo menos uma vez por ano. Isso significa que, ao ver o símbolo orgânico, você pode confiar que a comida e a bebida que compra foram feitas de uma forma que é melhor para as pessoas, animais e vida selvagem, e respeita o meio ambiente.

Como é a agricultura orgânica na prática?

Menos pesticidas

Pesticidas’ são produtos químicos projetados para matar insetos e outras pragas, incluindo ervas daninhas (herbicidas) e doenças fúngicas (fungicidas).

Estudos recentes apontam os impactos diretos e indiretos dos pesticidas como os principais responsáveis pelo declínio global dos insetos e pela crise da biodiversidade.

De acordo com os padrões orgânicos da Soil Association, todos os herbicidas são proibidos e os agricultores só podem usar um número muito limitado de pesticidas de origem natural como último recurso (como citronela e óleo de cravo), mas apenas em circunstâncias muito restritas.

Em vez de depender de pesticidas, os agricultores orgânicos buscam criar um equilíbrio natural entre plantas e animais para prevenir pragas.

Populações saudáveis da vida selvagem podem ajudar a controlar as pragas; os fazendeiros encorajam pássaros, besouros e outros ‘insetos benéficos’ (como joaninhas) em suas fazendas a comer pragas como pulgões, lesmas e lagartas.

Fonte: Camila Correia/www.sare.org/www.wisegeek.org/www.fao.org/www.omafra.gov.on.ca/www.soilassociation.org/agritech.tnau.ac.in/nifa.usda.gov/geneticliteracyproject.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.