Breaking News
Home / Biologia / Pogonophora

Pogonophora

Definição

PUBLICIDADE

Os Pogonophora são animais exclusivamente marinhos, celomados, bilateralmente simétricos e sésseis.

Secretam tubos proteico-quitinosos eretos, abertos em ambas as extremidades, no interior dos quais o animal se move livremente. Os tubos são fixos ao sedimento, a conchas, madeira, carcaças de baleias e demais detritos que chegam ao fundo dos oceanos.

Vivem em águas profundas, entre 100 e 4.000m nos trópicos, e em profundidades menores, a partir dos 25m, nas regiões temperadas e árticas. Podem atingir densidades de até 200 indivíduos por metro quadrado (Southward, 1971, 1986; Margulis & Schwartz, 1988; Barnes et al., 1995; Feldman et al., 1998).

Os primeiros pogonóforos, pertencentes à classe Perviata foram coletados em 1900 ao largo da costa da Indonésia. Os Vestimentifera foram descobertos em 1969, a partir de espécimes coletados em fontes hidrotermais.

Os Perviata, os pogonóforos mais típicos, medem de 5 a 85cm de comprimento, apresentam entre 0,5 e 3cm de diâmetro e vivem enterrados no sedimento, na posição vertical.

Os Vestimentifera contêm os maiores indivíduos do filo, com 1 a 3cm de diâmetro e, em alguns casos, mais de 2m de comprimento. Vivem agregados sobre o sedimento.

O corpo é dividido em três partes. A região anterior, denominada de vestimentum nos Vestimentifera, inclui um lobo cefálico e os longos tentáculos ciliados que deram origem ao nome do filo. Dependendo da espécie, o número de tentáculos varia de um a 250 nos Perviata, podendo chegar a mais de mil nos Vestimentifera, nos quais são chamados de brânquias.

Uma região glandular, responsável pela secreção do tubo, também está nesta parte do corpo. O tronco, ou metasoma, é longo, apresenta papilas e, na maioria das espécies, cerdas serrilhadas.

A região posterior, ou opistosoma, é composta por 5 a 100 segmentos portadores de cerdas, que auxiliam na escavação do sedimento e ancoragem no substrato.

Pogonóforos adultos não possuem boca, intestino ou ânus. Um órgão especial, o trofosoma, repleto de bactérias simbiontes quimiotróficas, substitui o sistema digestivo. Ele se localiza na porção posterior do tronco dos Perviata e preenche totalmente o tronco dos Vestimentifera.

Os nutrientes são obtidos através da ação das bactérias, capazes de oxidar compostos sulfurados. Possuem uma hemoglobina especial capaz de se combinar com sulfeto de hidrogênio e de transportá-lo às bactérias simbiontes, sem efeitos tóxicos para o organismo hospedeiro.

Acredita-se que os Perviata se alimentem também da matéria orgânica em suspensão na água do mar, e algumas espécies absorveriam os nutrientes diretamente pela epiderme.

São gonocóricos com leve dimorfismo sexual. Os processos de fecundação e desenvolvimento são pouco conhecidos. Acredita-se que o espermatóforo do macho seja liberado diretamente na água e que a fecundação ocorra no interior do tubo da fêmea.

Nos Perviata o desenvolvimento é indireto, e quando as larvas deixam o tubo da fêmea estão prontas para se fixarem e para realizarem a metamorfose que leva ao estádio adulto. Sobre o desenvolvimento larval dos Vestimentifera existem poucas informações (Southward, 1986; Margulis & Schwartz, 1988; Meglitsch & Schram, 1991).

Apenas uma espécie, Sclerolinum braustromi, é capaz de se reproduzir por divisão transversal, tendo sido encontrados dois indivíduos vivendo no interior do mesmo tubo (Southward, 1971).

Posição Sistemática

Reino: Animalia
Sub reino: Metazoa
Filo: Pogonophora

Classe Perviata

Ordem Athecanephria
Ordem Thecanephria
Classe Vestimentifera
Ordem Axonobranchia
Ordem Basibranchia

Número de espécies

No mundo: cerca de 140
No Brasil: 1 (não confirmada)

grego: pogon = tufo de pêlos, barba;
phoros = possuir
nome vernáculo: pogonóforo

Fonte: www.biomania.com

Pogonophora

Pogonophora é um género botânico pertencente à família Euphorbiaceae.

Sinonímia: Poraresia Gleason

Um pequeno filo de vermes longo do fundo do mar que vivem em tubos verticais de proteína e quitina. Eles não têm bocas e vísceras, subsistindo principalmente nos produtos de bactérias simbióticas.

O corpo alongado é composto por três segmentos, cada um com um celoma separado; não há boca, ânus ou canal digestivo, e os sexos são separados.

O que é

O “Pogonophora“, ou vermes de barba, vivem em tubos finos enterrados em sedimentos em profundidades oceânicas de 100 a 10.000 metros.

Os tubos são compostos de quitina e escleroproteínas secretadas pela epiderme.

A maioria dos Pogonophora possuem menos do que 1 mm de diâmetro e 10 a 75 cm de comprimento.

Os tubos podem ser de 3 a 4 vezes o comprimento do sem-fim. Os vermes de barba têm um sistema circulatório fechado complexo e um sistema nervoso desenvolvido (com um cordão nervoso ventral, assim como em outros protostomados), mas não do trato digestivo em adultos.

O modo de nutrição é desconhecida, embora a maioria dos vermes de barba parecem ser capazes de absorver o material orgânico dissolvido a partir o seu ambiente e as bactérias simbióticas parecem estar envolvidos.

Vermes de barba são separados em machos e fêmes. A fecundação não foi observado, mas os machos aparentemente liberaram esperma embalados em espermatóforos, que depois deriva para os tubos abertos de fêmeas próximas. Embriões em desenvolvimento foram encontrados dentro de tubos.

As larvas são ciliados e móveis, mantendo-se na superfície por um curto período de tempo (até cerca de 8 dias de idade, em observações de laboratório) antes de nadar para baixo através do colum água para se estabelecer e secretar seus tubos.

Espécies

Apresenta seis espécies:

Pogonophora africana
Pogonophora cunuri
Pogonophora glaziovii
Pogonophora letouzeyi
Pogonophora schomburgkiana
Pogonophora trianae

Características de Pogonophora:

1) No plano bilateral simétrica e vermiforme.
2) Corpo tem mais de duas camadas de células, tecidos e órgãos.
3) cavidade do corpo é um verdadeiro celoma.
4) Corpo não possui intestino, boca ou ânus.
5) Corpo possui 3 seções separte, um prosoma, um tronco e uma opisthosoma.
6) Tem um sistema nervoso simples, com um anel nervoso anterior e uma corda nervosa ventral.
7) tem um verdadeiro sistema circulatório fechado.
8) Tem órgãos respiratórios simples.
9) A reprodução sexual normalmente e gonochoristic.
10) Alimente-se de detritos, ou nutrientes dissolvidos, ou por meio de simbiose com bactérias.
11) Todos vivem em ambientes marinhos.

Fonte: www.usp.br

Veja também

Água de Reuso

Água de Reuso

PUBLICIDADE O que é a água de reuso? É grande a preocupação com a disponibilidade …

Torniquete

PUBLICIDADE Definição Um torniquete pode ser definido como um dispositivo de constrição ou compressão usado …

cetose

Cetose

PUBLICIDADE Definição Cetose é um estado metabólico caracterizado por níveis aumentados de corpos cetônicos nos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.