Breaking News
Home / Biologia / Predatismo

Predatismo

PUBLICIDADE

Predatismo – O que é

Ao falarmos de relações ecológicas, podemos falar do Predatismo ou predação que nada mais é do que uma interação ecológica que ocorre entre indivíduos de espécies diferentes, sendo que um deles captura, mata e se alimenta de outro. Desta forma, esta é uma relação ecológica interespecífica desarmônica, tendo em vista que um dos indivíduos será afetado negativamente.

Na relação de predação, temos o predador e a presa.

O predador é aquele que se alimenta da presa que, por sua vez, está num nível trófico inferior ao do predador.

Temos diversos exemplos de predação: sapo que come o grilo; cobra que come o sapo; gavião que come a cobra; enfim, uma série de exemplos presentes na natureza.

A predação é uma interação ecológica muito importante para a manutenção de taxas populacionais de determinadas espécies. São os predadores de topo, ou seja, aqueles que estão no topo da cadeia alimentar, que conseguem controlar a quantidade de certas espécies de presa. Sem o predador, elas iriam ter um crescimento muito grande, afetando outras espécies, bem como as dinâmicas ecológicas.

Inclusive, alguns cientistas apontam que o declínio dos grandes predadores, como tubarões, leões, tigres, lobos, onças, águias entre outros, pode, inclusive, ser considerado um dos principais impactos da ação antrópica (do ser humano) nos ecossistemas.

PredatismoPredatismo

A predação inclui carnivoria, bem como interações como pastagem, parasitismo e mutualismo simbiótico. O processo de comer sementes e ovos também é considerado uma forma de predação.

Um exemplo é o efeito cascata, como o que foi causado pelo declínio de lobos no Estados Unidos da América, no Parque Nacional Yellowstone.

Quando os lobos tiveram redução em seu número por conta da ação humana, a população de alces se alterou e, inclusive, isso fez com os alces começassem a ir em áreas que, por causa dos lobos, eles não frequentavam.

Assim, esses cervídeos passaram a se alimentar em locais que costumeiramente, não iam e, desta forma, pequenas árvores e gramíneas passaram a crescer menos nestes locais.

Estas plantas eram utilizadas como alimentos por castores que, por conta da diminuição da oferta de alimentos, tiveram um declínio populacional.

Isso é apenas um exemplo da importância dos predadores para a natureza.

Predatismo – Tipos

Existem quatro tipos principais de predação:

Carnívoros

Predadores carnívoros matam e comem suas presas. A percepção comum da carnivoria envolve um animal grande, como um tubarão, tigre ou lobo, caçando animais menores, como coelhos ou veados. No entanto, a predação carnívora é generalizada no mundo animal e os carnívoros podem vir em uma variedade de tamanhos – desde lontras marinhas caçando estrelas do mar até baleias azuis consumindo zooplâncton, cada carnívoro é adaptado ao seu modo de alimentação.

Herbívora

predação herbívora envolve o consumo de autótrofos, como plantas ou algas fotossintéticas. Ao contrário da carnivoria, nem toda interação herbívora leva à morte da planta. Ocasionalmente, a herbivoria também pode beneficiar a planta. As sementes das frutas são dispersas em grandes áreas conforme o herbívoro se move.

As camadas resistentes das sementes são removidas no trato digestivo do herbívoro e seu esterco fertiliza o solo, proporcionando um ambiente ideal para a germinação das sementes.

Parasitismo

parasitismo é uma forma de predação em que o hospedeiro fornece nutrientes essenciais para a sobrevivência e reprodução sustentada do parasita. Em muitas interações parasitárias bem-sucedidas, o hospedeiro sofre uma perda de energia, adoece ou perde o acesso aos nutrientes. No entanto, ao contrário do carnívoro, o hospedeiro nem sempre é morto. Na maioria dos casos, o parasita é muito menor que o hospedeiro.

Mutualismo

Mutualismo envolve a interação entre dois organismos onde o hospedeiro fornece nutrição e espaço para o crescimento e reprodução de outra espécie. No entanto, o host não é prejudicado e a interação é mutuamente benéfica.

Fonte: Juliano Schiavo (Biólogo e mestre em Agricultura e Ambiente)

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.