Breaking News
Home / Biologia / Pulverizador Manual

Pulverizador Manual

PUBLICIDADE

Pulverizadores manuais são equipamentos muito utilizados pelos pequenos e médios produtores rurais em áreas de difícil mecanização para as práticas culturais da pulverização.

Existem dezenas de fabricantes no Brasil e centenas de fabricantes mundiais.

Pulverizadores Costais Manuais

Existem diversos tipos de pulverizadores manuais, sendo que os mais comuns são os pulverizadores costais acionados por alavanca.

Esses pulverizadores costais manuais tem a capacidade de carga entre 10 e 20 litros e são normalmente equipados com bomba de pistão.

Pulverizadores Costais Simétricos

Alta tecnologia em pulverização, permitindo aos pequenos e médios produtores uma aplicação mais eficaz e econômica.

Pulverizador Manual

Oferecem inúmeras vantagens exclusivas: Kits de serviço e de pontas, tanque simétrico e ergonômico, combinação de metais nobres com plásticos especiais, filtragem progressiva, lança curva com válvula super 3, bomba de pistão com bucha dupla para mais suavidade e um sem número de acessórios: Kit dosificador, injetor de solo, barras universais, barras horizontais e verticais, extensão da descarga, válvulas, bicos e pontas.

Modelos: 20 e 16 litros.

CERTIFICADOS PELO IPARC (International Pesticide Aplication Research Center)

Atomizadores Costais Motorizados

Esta máquina já vem pronta de fábrica para aplicar líquido, pó e pequenas sementes, sem a necessidade de acessórios. Ideal para atomizar, polvilhar, varrer e semear.

Pulverizador Manual

Além de suas aplicações tradicionais, também pode ser utilizada na desinfecção de estábulos, cocheiras, pocilgas, granjas, armazéns, embarcações, containers e vagões.

Pulverizador Manual

Existem também pequenos pulverizadores de 0,5 litro até 5 litros, muito utilizados em jardinagem e em pequenas hortas.

Alguns cuidados devem ser observados durante as operações com esses equipamentos:

1- Manter sempre uma velocidade constante de caminhamento durante a aplicação;

2- Manter sempre a pressão constante com acionamento da bomba cadenciado, ou utilizar, válvula de pressão constante logo após a saída da válvula de corte.

Pulverizadores Costais Elétricos

Pulverizadores costais elétricos são também muito utilizados pelo mundo todo, mas são muito pouco utilizados no Brasil. A grande vantagem dos pulverizadores costais elétricos sobre os costais manuais é a facilidade operacional de aplicação, pois os operadores não precisam se preocupar em fazer força com a alavanca para acionar o sistema de pulverização e também não existe a preocupação com a cadência no acionamento. Na prática, essas preocupações colocam em risco a qualidade da pulverização, pois o cansaço do operador dificulta a cadência da alavancagem, mudando a pressão e conseqüentemente a vazão da ponta, o tamanho das gotas e o volume de aplicação.

A única preocupação do operador com os pulverizadores costais elétricos é manter a velocidade constante durante a aplicação. São equipamentos com capacidade de carga um pouco menor (10 a 15 litros) devido o peso do sistema elétrico e da bateria de 12 volts. Geralmente essa bateria tem a duração aproximada de 5 horas, possibilitando com duas baterias realizar as operações de pulverização durante todo o dia, podendo ser recarregadas durante a noite.

Pulverizador Manual

Pulverizador Manual

Pulverizadores Costais Eletrostáticos

Pulverizadores costais eletrostáticos têm a capacidade de produzir gotas de pulverização com carga elétrica. O desenvolvimento dessa tecnologia baseou-se na teoria das cargas elétricas diferentes se atraírem. A produção de gotas com carga elétrica diferente da carga elétrica das plantas possibilitariam uma maior atração entre as gotas e as folhas das plantas-alvo, resultando em uma maior deposição de gotas com esses equipamentos. Ainda nessa teoria, essa força de atração aumentaria a velocidade das gotas em direção às plantas-alvo, resultando em uma menor perda por deriva e menor escorrimento das folhas, pois as gotas ficariam menos tempo sofrendo a ação das adversidades climáticas. Não existem muitos trabalhos sobre esses equipamentos, mas alguns testes realizados em campo já demonstraram problemas de acúmulo de gotas nas folhas superficiais e mínimas deposições nas folhas da parte interna das plantas adensadas. Mais pesquisas devem ser feitas para desenvolver um maior conhecimento sobre essa tecnologia.

Pulverizador Elétrico com Assistência de Ar

Novas tecnologias em pulverizadores estão sendo desenvolvidas objetivando conseguir melhores resultados com as operações de controle fitossanitário.

Pulverizador Manual

Dentre as novas tecnologias que já existem no mercado, um novo pulverizador elétrico deverá se destacar por ser o único equipamento no Brasil equipado com assistência de ar. Segundo a empresa fabricante, esse equipamento foi projetado para aplicar defensivos agrícolas com alto rendimento operacional, aproveitando o momento oportuno (Timing) para o controle das pragas e doenças nas mais diversas culturas.

Considerado o único pulverizador elétrico com assistência de ar no mundo, o equipamento apresenta características ímpares que lhe confere uma vantagem opressora sobre todos os outros equipamentos existentes no mercado.

Pulverizador Manual

Dentre as muitas características desse novo pulverizador, podemos citar:

As gotas são impulsionadas por corrente de ar helicoidal, não linear.
As gotas atingem a superfície das folhas e também penetram por entre as mesmas, atingindo ramos e folhas não alcançadas por meios tradicionais de pulverização;
O vórtice do fluxo de ar auxilia o processo de polinização, sem danificar flores, frutos e legumes;

Pulverizador Manual

Pulverizador Manual

O jato dirigido deposita as gotas nas áreas da planta mais sujeitas a abrigo e ao desenvolvimento de pragas;
Reduz perdas potenciais por evaporação e deriva, minimizando o risco de contaminação do operador e do meio ambiente;
A fonte de energia é o sistema elétrico do trator, 12 ou 24 volts, permitindo operações conjugadas e o uso do terceiro eixo do trator em outras tarefas;
Economia de combustível e lubrificantes, proporcionando menor custo operacional e menor compactação do solo;

Dentre os objetivos dessa nova tecnologia em aplicação podemos citar:

Aplicar o agroquímico de forma dirigida sobre as áreas infectadas e de difícil alcance;
Aumentar a eficácia do defensivo e reduzir perdas potenciais por coalescência e escorrimento;
Reduzir a contaminação do solo e do lençol freático;
Reduzir o tempo de exposição das gotas aos efeitos da temperatura e umidade relativa do ar para diminuir perdas por evaporação e deriva;
Diminuir a exposição do operador ao agroquímico por efeito de rajadas de vento ou deriva parcial das gotas;
Depositar as gotas sobre o alvo gentilmente, sem ferir ou manchar as superfícies (flores, frutas, legumes).

Fonte: www.pulverizador.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Progestina

PUBLICIDADE O termo progestina geralmente se refere a uma forma sintética do hormônio feminino progesterona, …

Pleiotropia

Pleiotropia

PUBLICIDADE O que é pleiotropia? A pleiotropia ocorre quando um gene influencia duas ou mais características …

Pinheirais

Pinheirais

PUBLICIDADE O que são pinheirais? Os pinheiros (gênero Pinus) são espécies de coníferas da família …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.