Breaking News
Home / Biologia / Gametogênese

Gametogênese

PUBLICIDADE

Nosso corpo precisa produzir células reprodutivas durante boa parte da vida. Afinal, a função básica de perpetuar a espécie, ou seja, se reproduzir depende disso.

Por isso tanto o homem quanto a mulher é considerado férteis quando são capazes de produzir óvulos e espermatozoides maduros, prontos para ocorrer a união e gerar um zigoto (uma nova vida).

As células reprodutivas são chamadas de gametas e o processo que nosso corpo executa para produzir os gametas é chamado de gametogênese.

O espermatozoide é a célula masculina relacionada com a reprodução. Ele é produzido aos milhares a cada 72 horas nos testículos dos meninos.

O homem passa a produzir seus espermatozoides a partir de seus 10 ou 12 anos e a partir deste instante ele já pode ser pai.

Os espermatozoides são estruturas microscópicas que são dotadas de uma cabeça (onde fica alojado o DNA que é do pai) e um flagelo (um rabinho usado pelo espermatozoide para nadar até chegar ao óvulo).

O óvulo é a célula feminina relacionada com a reprodução. Ele é produzido uma única vez na vida da menina (enquanto ela ainda é um feto na barriga de sua mãe). Todos os meses, apenas um desses óvulos se amadurece por um período curto de no máximo 15 dias. Neste curto espaço de tempo, é o único momento em que ela pode ficar grávida.

A partir dos 11 até 15 anos, a menina começa a amadurecer seus óvulos, um por mês, alternando nos ovários.

O óvulo é uma estrutura quase 50 vezes maior que um espermatozoide e muitas vezes, ele quando maduro, é protegido por células menores, que ficam ao seu redor, que são denominadas células foliculares.

A fecundação é o resultado da união do espermatozoide e o óvulo, formando a célula-ovo ou zigoto.

Todo o corpo humano foi formado a partir de uma única célula, que cresce dentro do útero da mulher durante 36 semanas aproximadamente (9 meses). Esta célula-ovo, durante esse período, sofrerá inúmeras divisões celulares até formar um indivíduo completo com bilhões de células.

O que é gametogênese?

Gametogênese é um processo em que um organismo torna gametas, as células que são utilizadas na reprodução sexual. Cada gameta contém metade do material genético do organismo de origem.

Quando se funde com outro gameta, ele cria um conjunto completo de DNA. Esta fusão de dois gametas pode evoluir para um novo organismo de uma série de multiplicações e divisões.

Organismos de baleias azuis para amendoeiras se envolver em gametogênese, para que possam se reproduzir.

Organismos femininos produzem ovos ou óvulos em um processo conhecido como ovogênese, enquanto os organismos masculinos fazem esperma na espermatogênese. Ambos os processos dependem de meiose, uma técnica de divisão celular, que termina com quatro células contendo a metade do DNA da célula mãe. Estas células são conhecidas como haplóides, em contraste com as células-mãe diplóides que contêm um conjunto completo de DNA. As duas técnicas diferentes  gametogênese são muito diferentes, no entanto.

O processo começa nas gônadas, órgãos usado especificamente para gametogênese. Células exclusivos dentro das gônadas conhecidas como células germinativas propagar-se com a meiose.

Primeiramente as células dividido em dois, criando duas células mais pequenas com a metade do ADN da célula mãe.

Cada uma dessas células-filhas duplicatas. No final da meiose, quatro células haplóides foram produzidos e estas células podem amadurecer em gametas e fertilizar ou ser fertilizado, dependendo se eles são de espermatozoides ou óvulos.

No sexo masculino, gametogênese acontece em uma base constante. As células germinais renovar continuamente o fornecimento de esperma para manter o organismo hospedeiro fértil. Nas fêmeas, gametogênese é um processo um pouco mais complicado. Alguns dos trabalhos acontece antes do nascimento como o corpo acumula-se uma fonte de oócitos imaturos que são realizadas em um estado de estase.

Uma vez que o organismo atinge a maturidade sexual, oócitos individuais amadurecer um de cada vez. A fecundação é necessário para concluir o processo de maturação. Nos seres humanos e alguns outros animais, as células não fertilizados são periodicamente verter juntamente com o revestimento uterino.

Outra coisa interessante acontece com gametogensis nas fêmeas. A divisão meiótica resulta num gâmeta e três chamadas “células polares.” Este é o resultado de conservação de energia.

Produzir um óvulo fértil requer energia suficiente para que ele não seria possível fazer quatro de cada vez. Como resultado, quando a célula germinal divide pela primeira vez, ele produz um imaturo oócito e uma célula polar. Ambas as células, por sua vez replicar, com a célula polar fazendo duas células mais polares e do oócito imaturo fazendo uma célula polar e outra de oócitos imaturos, que vão amadurecer, se for fecundado. As células polares, entretanto, são reabsorvidos pelo corpo.

As gônadas e o período de multiplicação

Gametogênese

São nas Gônadas (glândulas de reprodução), que a partir da puberdade, se formam os gametas, células imprescindíveis no ciclo biológico humano.

No decorrer do desenvolvimento embrionário aparecem as células germinais primordiais que migram para as glândulas sexuais em formação.

São as células que permitem a diferenciação das glândulas sexuais em testículos e ovários. As células primordiais não desaparecem; constituem células precursoras de todas as células germinais que, originam os gametas.

O conjunto de fenômenos que decorre nas gônadas e determina a formação dos gametas é designado por GAMETOGÊNESE. Nos testículos desenrola-se a Espermatogênese e nos ovários a Ovogênese.

As células que irão originar gametas já estão predeterminadas, desde o começo da vida de um embrião. Ainda nessa fase, células germinativas primordiais, diploides, migram para a região das gônadas( testículo ou ovário) em formação.

Nos machos, na região do futuro testículo essas células se transformarão em espermatogônias, enquanto nas fêmeas, na região do futuro ovário, se transformarão em ovogônias.

Espermatogônias e ovogônias vão se multiplicando por mitose, aumentando de número.

Nos machos a multiplicação inicia na puberdade e perdura por toda vida.

Nas fêmeas dos mamíferos o período de multiplicação restringe-se à vida embrionária.

Essa diferença de multiplicação das gônias explica por que o número de gametas produzidos é significativamente maior nos machos do que nas fêmeas.

Na espécie humana, por exemplo, a mulher libera apenas um óvulo por mês, aproximadamente entre os 12 e os 50 anos de vida. Já o homem elimina, a cada ato sexual, cerca de 350 mil espermatozoides.

Em geral,a produção de gametas no homem inicia-se aos 14 e perdura até os 60, ou mesmo além dessa idade.

Gametogênese – Resumo

Gametogênese, espermatogênese e ovogênese

Gametogênese é o desenvolvimento e produção das células germinativas masculinas e femininas necessárias para formar um novo indivíduo.

As células germinativas masculinas e femininas são chamadas de gametas. Os gametas em humanos são produzidos pelos testículos, dois órgãos reprodutivos em forma de globo logo abaixo do órgão reprodutivo em homem.

Gâmetas masculinos são o que a maioria das pessoas chama de esperma. Os gametas nas mulheres são produzidos pelos ovários, dois órgãos oblongos em cada lado do útero, na parte inferior do abdômen.

Gâmetas femininos são o que a maioria das pessoas chama de ovos ou óvulos. Após a relação sexual, um espermatozoide ejaculado penetra um óvulo e se une a ele (o fertiliza). O ovo fertilizado é denominado zigoto.

Os órgãos reprodutivos em homens e mulheres (testículos e ovários, respectivamente) começam a gametogênese com uma célula germinativa primitiva. Uma célula germinativa primitiva é uma célula semente.

Como uma semente plantada em um jardim, uma célula germinativa primitiva inicia o processo que eventualmente resulta em um novo ser. A célula germinativa primitiva contém 46 pares de cromossomos.

Os cromossomos são estruturas que contêm a informação genética (o DNA) que determina a constituição do novo ser. Em humanos, os cromossomos influenciam o cabelo, a cor dos olhos e da pele, a altura, a estrutura óssea e todas as características que levam as pessoas a dizer que uma criança “se parece” com sua mãe ou pai.

Os cromossomos ocorrem aos pares porque refletem a composição da geração anterior – 23 cromossomos do pai e 23 da mãe. No entanto, os gametas produzidos pelos testículos e ovários não podem conter 46 cromossomos cada um. Caso contrário, depois de se unirem, eles conterão 92 cromossomos. Assim, cada uma das células germinativas produzidas pelos testículos e ovários se divide uma vez e depois se divide novamente, em um processo de redução que cria células contendo 23 cromossomos, ou metade do número original. Este processo de redução é conhecido como meiose.

Então, depois que um homem ejacula o esperma em uma mulher e fertiliza seu óvulo, um novo indivíduo com 46 cromossomos começa a se formar. Este é o início da gravidez.

“Gameta” é derivado da palavra grega “gameta” (esposa) e “gamein” (casar).

“Gênesis” é derivado da palavra grega “genein” (produzir).

Assim, na gametogênese, as células se casam (“gamein”) e produzem (“genein”) um novo ser.

Fonte: www.geocities.com/www.wisegeek.com/www.fag.edu.br/pucrs.campus2.br/www.virtual.epm.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.