Breaking News
Home / Biologia / Triássico

Triássico

PUBLICIDADE

Triássico – O que foi

Triássico foi o período geológico correspondente à primeira parte da era Mesozoica, entre 251 e 199 milhões de anos atrás, sendo o sucessor do período Permiano, que deu fim a era Paleozoica.

Divide-se em três épocas, são elas: Inferior, Média e Superior.

No começo da era Mesozoica ocorreu uma fragmentação na Pangeia, o que resultou na formação de um grande oceano.

Pangeia unia todos os continentes em uma única superfície terrestre, o clima era bem definido devido à influência dos oceanos. Como se tratava de um único continente muito extenso e envolto por água, a temperatura nas regiões litorâneas eram mais amenas, já no interior do território o clima era mais seco e quente, até ocorrer à formação de desertos.

TriássicoPeríodo Triássico

Com a fragmentação da Pangeia o clima era de tendências tropicais, com forte evaporação. A temperatura era mais quente e seca que atualmente, a média do planeta era quase o dobro da atual.

O clima dos pólos era de uma condição temperada e úmida, já que o momento favorecia o crescimento de florestas. As gimnospermas começaram a substituir as pteridospermas. Sob essas características, os répteis eram as espécies dominantes, uma vez que as condições favoreciam sua perpetuação.

A fauna era dominada pelos répteis e a partir destes surgiram os primeiros dinossauros, que prevaleceram durante o Jurássico e o Cretáceo. Contudo, os do Triássico eram mais baixos e quadrúpedes.

No decorrer deste período apareceram os primeiros insetos com metamorfoses completas, os primeiros mamíferos e as primeiras angiospérmicas.

Alguns dos animais que viveram no Triássico são: plateossauro, coelophysis, cynodont, cynogathus, demastosuchus, eoraptor, erythrosuchus, estauricossauro, heterodontossauro, ictiossauro, pterossauro, melanossauro, rutiodonte, saltopus.

A extinção em massa dos seres vivos do Triássico demorou 10 mil anos. As causas não são muito exatas para a ciência, porém acredita-se que provavelmente foi causada por erupções vulcânicas massivas.

Período Triássico

período Triássico é o primeiro período da Era Mesozoica, que durou cerca de 180 milhões de anos.

Mesozoico significa “vida média”, o período entre o antigo Paleozóico e o moderno Cenozóico.

O próprio Triássico foi de cerca de 251 a 199 milhões de anos atrás.

período Triássico marcou uma época incomum – a vida estava recolonizando a Terra após a maior extinção em massa de todos os tempos, a extinção Permiano-Triássica, durante a qual 96% dos gêneros marinhos, 70% dos gêneros terrestres e 99,5% dos organismos individuais foram aniquilados.

A causa precisa da extinção do Permiano-Triássico não é conhecida, mas foi tão devastadora que os biólogos informalmente a chamam de “a Grande Morte”.

Os dinossauros começaram a dominar a Terra
no final do período Triássico

Ao longo do período Triássico, o mundo foi definido por um supercontinente, Pangea, e um supermar, Panthalassa. No centro da Pangeia, havia um deserto gigantesco, o maior que a Terra já viu.

O clima geral em todos os lugares era muito quente e seco, apresentando um desafio para a colonização.

Nos oceanos, os corais modernos apareceram pela primeira vez, retomando as vastas atividades de construção de recifes que haviam cessado durante o Siluriano quase 150 milhões de anos antes.

Os amonitas floresceram, diversificando-se a partir de uma única linhagem que sobreviveu à Grande Morte. Vários peixes e peixes semelhantes a répteis floresceram no mar, incluindo ictiossauros, plesiossauros e muitos outros. No final do período Triássico, alguns deles, especialmente os ictiossauros, desenvolveram proporções do tamanho de dinossauros. Os equinodermos evoluíram nos mares.

Em terra, os verdadeiros vencedores no período Triássico, assim como em todo o resto do Mesozóico, foram os répteis. É por isso que o Mezoic é frequentemente chamado de “Era dos Répteis”.

Os insetos verdadeiramente modernos, como as libélulas, evoluíram pela primeira vez no Triássico. Entre os dinossauros, os répteis arquossauromorfos (de sangue frio) floresceram mais, sobre seus parentes endotérmicos (de sangue quente, semelhantes aos mamíferos), provavelmente porque os répteis de sangue frio se adaptaram melhor aos ambientes áridos.

O grande continente Pangeia era principalmente um deserto, pontilhado de oásis e um fino anel de vida costeira.

As árvores semelhantes a pântanos e samambaias do Paleozóico, que deram origem às maiores camadas de carvão da Terra, precisavam de umidade para prosperar e, portanto, não se deram tão bem durante o Triássico seco. As sempre-vivas, como coníferas e outras gimnospermas, dominaram as florestas do período Triássico.

Fonte: Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.