Breaking News
Home / Biologia / Bolor

Bolor

PUBLICIDADE

Bolor – O que é

Bolor, conhecidos também como bolores, são espécies de fungos pluricelulares, filamentosos que se desenvolvem em matéria orgânica, decompondo-a.

Nos bolores, as hifas primeiro se espalham sobre a matéria para depois penetrar na mesma. Dentro da matéria orgânica, as hifas eliminam substâncias capazes de converter os nutrientes em compostos mais simples.

Somente após a decomposição os nutrientes são absorvidos pelo fungo (digestão extracorpórea).

Em algumas hifas aparecem esferas, no interior das quais estão os esporos. Quando essas esferas se rompem, os esporos são expelidos, espalhando-se pelo ar, sendo distribuídos por toda parte e, encontrando matéria orgânica, umidade e baixa luminosidade, germinam, formando novas hifas.

Bolor

Pão mofado

Os fungos são organismos eucariontes (com células nucleadas); unicelulares ou pluricelulares; são aclorofilados e heterotróficos(seres vivos que não são capazes de produzir o seu próprio alimento).

Possuem digestão extracorpórea, sendo a nutrição por absorção, ou seja, não ingerem o alimento, mas sim lançam enzimas ao meio, onde ocorre a digestão e depois que a mesma é feita ele a absorve.

Conforme a nutrição, os fungos são classificados em duas categorias: saprófitas (sapróbios) e parasitas. Os saprófitas se alimentam de matéria orgânica animal ou vegetal morta.

Os parasitas vivem dentro ou sobre organismos vivos de animais ou vegetais, retirando dos mesmos seu alimento.

Os fungos dependem de água para seu crescimento e desenvolvimento. A maioria também depende do oxigênio para a respiração, sendo, portanto, aeróbicos. Muitos, entretanto, são anaeróbicos facultativos, ou seja, respiram na presença de oxigênio e fermentam na ausência do mesmo.

São delimitados exteriormente por uma membrana rígida, composta por hemicelulose e quitina (polissacarídeo).

A reprodução pode ser de forma sexuada, assexuada e parassexuada.

São denominados fungos perfeitos os que apresentam reprodução sexuada ou parassexuada e fungos imperfeitos os que têm reprodução assexuada.

Alguns bolores produzem toxinas, que podem ser prejudiciais à saúde, não devendo ser consumidos alimentos com a presença dos mesmos.

Bolor – Meio Ambiente

Os bolores são uma parte natural do meio ambiente e podem ser encontrados em quase qualquer lugar onde haja umidade e oxigênio. E

les pertencem ao reino Fungi e vivem em lugares úmidos como solo, plantas e matéria morta ou em decomposição.

Ao ar livre, os fungos desempenham um papel na natureza, quebrando a matéria orgânica morta, como folhas caídas, árvores mortas e outros detritos; no entanto, deve-se evitar o crescimento de mofo dentro de casa.

Existem muitos tipos de mofo – todos eles precisam de água ou umidade para crescer. Quando a umidade excessiva se acumula em edifícios ou materiais de construção, o crescimento de mofo freqüentemente ocorre, especialmente se o problema de umidade permanece desconhecido ou não resolvido.

O crescimento do bolor pode ocorrer em:

Madeira
Papel
Tapete
Alimentos
Isolamento

Os riscos à saúde associados ao crescimento de fungos internos incluem:

Espirros
Coriza
olhos vermelhos
Erupções cutâneas
Tontura
Dores de cabeça
Ataques de asma

Esses riscos são especialmente prejudiciais para crianças, idosos e pessoas com doenças respiratórias pré-existentes.

Quando esporos de mofo pousam em locais ou superfícies úmidas, eles podem começar a crescer dentro de casa e digerir tudo o que estão crescendo para sobreviver. Eventualmente, os bolores irão destruir as coisas nas quais eles crescem.

Por que o pão fica mofado?

O pão fica bolorento porque é uma boa fonte de alimento para alguns tipos de fungos. O ar geralmente está cheio de pequenos esporos de mofo e, nas condições certas, eles podem se estabelecer em quase qualquer substância orgânica e começar a digeri-la. No pão, essas enzimas quebram as paredes celulares da matéria orgânica que constitui o pão, liberando compostos facilmente digeríveis e molecularmente simples. É assim que o pão fica bolorento.

Pão mofado

mofo, encontrado em pão velho ou não refrigerado, vem de fungos, uma das formas de vida mais onipresentes e bem-sucedidas do planeta. Existem dezenas de milhares de espécies, que podem ser encontradas praticamente em todos os lugares. Cientistas que estudam fungos, chamados de micologistas, dizem que aproximadamente uma em cada 20 espécies vivas é uma forma de fungo.

Os fungos não podem receber energia diretamente do sol porque não possuem clorofila e, portanto, devem viver de outras plantas e animais. Alguns fungos são parasitas, atacando ativamente o hospedeiro em busca de nutrientes. A maioria, entretanto, são necrófagos, transformando matéria orgânica em solo. Sem fungos, muitas plantas morreriam, porque requerem solo fértil para prosperar.

O bolor que é encontrado em pão velho ou não refrigerado vem de fungos

A maioria dos fungos tende a ser flexível quanto às suas escolhas alimentares. Eles se alimentam de uma ampla variedade de moléculas orgânicas e sua flexibilidade é em grande parte responsável por sua onipresença.

Os fungos produzem dezenas de enzimas digestivas e ácidos, que segregam em um material à medida que crescem sobre ele.

Ao contrário dos humanos, o mofo digere primeiro e depois se alimenta, ao invés do contrário. Sob as condições certas, existem formas de fungos que comem praticamente tudo, menos metal.

Fungos especiais produzidos através de reprodução seletiva são às vezes usados como agentes para direcionar compostos específicos para limpeza.

Os fungos se reproduzem exponencialmente até que todos os nutrientes disponíveis se esgotem. Algumas formas de mofo podem dobrar sua massa a cada hora. Eles se reproduzem por meio de esporos, pequenos vetores produzidos em massa pelo fungo. Os esporos são extremamente pequenos e numerosos – provavelmente existem milhões de esporos de fungos em qualquer sala ao mesmo tempo.

Felizmente, esses esporos podem ser destruídos com o cozimento, e é por isso que o pão não se infecta imediatamente com mofo. Com o tempo, no entanto, os esporos transportados pelo ar encontram seu caminho para a superfície rica em nutrientes do pão e começam a se multiplicar – mesmo sob as condições frias de uma geladeira. No ponto de congelamento, os fungos ficam dormentes. Se forem expostos ao calor novamente, eles podem reviver e continuar a crescer.

Fonte: Camila Correia/www.epa.gov/www.ncdhd.org

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.