Breaking News
Home / Biologia / Rizoide

Rizoide

PUBLICIDADE

Definição

Rizoide é um dos filamentos semelhantes à raiz pelos quais a planta é anexada ao substrato.

Os rizoidessão projeções simples, semelhantes a cabelos, que crescem a partir das células epidérmicas dos briófitos.

O termo briófito refere-se a um grupo de plantas que inclui musgos, hepáticas e briófitas.

Todas são plantas não vasculares ou plantas que não possuem tecidos complexos para transportar água e nutrientes.

Os rizoides são similares em estrutura aos pelos radiculares encontrados em plantas vasculares mais complexas.

Os rizoides são formados a partir de células únicas, diferentemente das raízes, que são órgãos multicelulares.

Plantas simples como esse musgo são exemplos de briófitas com rizoides.

Biologia

Rizoide, um filamento curto e fino encontrado em fungos e em certas plantas e esponjas que ancora o corpo (vegetativo) crescente do organismo a um substrato e que é capaz de absorver nutrientes.

Nos fungos, o rizoide é encontrado no tálus e se assemelha a uma raiz.

Pode servir como um órgão de alimentação (Rhizopus) ou para ancorar o tálus ao seu substrato (Chytridium).

Nas plantas, como hepáticas e musgos (divisão Bryophyta), os rizoides prendem o gametófito ao substrato e facilitam a absorção de minerais e água.

O que é um rizoide?

Um rizoide, com um nome derivado do prefixo latino rizo- para “raiz”, na verdade não é uma raiz.

Os rizoides são filamentos curtos e finos que ancoram certos tipos de plantas e absorvem água e nutrientes do ambiente das plantas.

Os rizoides, embora não sejam tecnicamente uma raiz, atuam como um sistema radicular para plantas que não possuem um sistema radicular tradicional.

Uma verdadeira raiz da planta é vascular. Possui tubos ocos para o transporte de água e nutrientes para as várias partes de uma planta, como suas folhas, onde são metabolizados para o crescimento.

O xilema carrega a água e o floema carrega nutrientes.

Em muitos fungos e algas microscópicos, um rizoide pode ser unicelular – uma única célula vegetal alongada.

Até a maioria dos rizoides multicelulares são células únicas relativamente não diferenciadas, conectadas de ponta a ponta.

As membranas celulares são porosas, de modo que a água e os nutrientes podem passar da célula para a célula adjacente.

A função dos rizoides é ser o sistema radicular dos briófitos – plantas sem tecido vascular, como musgos e hepáticas. Como uma massa emaranhada de cabelos brancos e sedosos, os rizoides podem amarrar uma planta ao seu substrato, seja solo, rocha sólida ou outro material em que cresce.

Da mesma forma, a área superficial aumentada de muitos fios de cabelo absorve eficientemente a água e os minerais dissolvidos.

Os rizoides hepáticos são estruturas unicelulares muito longas.

Os rizoides do musgo são multicelulares e algumas espécies de musgo podem ter um sistema rizoidal profundo e amplamente ramificado. Um rizoide da maioria dos musgos não pode absorver diretamente a água. Em vez disso, transporta a água por ação capilar de superfície.

Alguns rizoides fúngicos secretam enzimas digestivas para absorver o material orgânico resultante de seu hospedeiro.

Os rizoides também são cruciais para uma classe de plantas vasculares sem sementes, como samambaias, durante o estágio gametófito, quando suas células reprodutivas possuem um único conjunto de cromossomos genéticos.

A planta jovem sobrevive, graças aos seus rizoides, até que um óvulo fertilizado comece a desenvolver um sistema vascular que inclui raízes verdadeiras.

Em seguida, entra no estágio esporófito, quando as células reprodutivas contêm um conjunto completo de cromossomos dentro dos esporos que são liberados pelo vento.

O musgo também se propaga assexuadamente durante o estágio esporófito.

Samambaias e musgos têm apenas um pai.

Os rizoides suportam plantas primitivas e não podem ser encontrados na maioria das plantas vasculares que se reproduzem sexualmente, por isso acredita-se amplamente que um rizoide é a evolução inicial de uma raiz de planta.

Algas e outras plantas em meio líquido podem ter desenvolvido células especializadas dedicadas à absorção de água e nutrientes, enquanto outras células desenvolvidas para se dedicar à absorção da luz solar.

A vida terrestre tornou-se o próximo passo lógico. A samambaia, que se assemelha a plantas fossilizadas do antigo período cambriano da terra, tem um sistema vascular, mas não tem raízes ou folhas – apenas rizoides – para sustentá-lo.

O termo rizoide às vezes é vagamente usado para definir “pelos radiculares”, os fios singulares que são extensões de células especiais formadoras de cabelo na camada externa das raízes de uma planta vascular.

Ambos são tricomas, qualquer apêndice fino ou crescimento de uma planta. Ambos também têm quase as mesmas funções.

Um rizoide não deve ser confundido com um rizoma.

Os rizomas, também chamados porta-enxertos, são nós ao longo do caule subterrâneo de certas plantas, dos quais um novo sistema radicular e brotação do caule podem se originar.

As íris são um exemplo de plantas que podem se propagar com rizomas.

O termo “rizoide” também tem outros significados no uso científico. Chegou a descrever qualquer estrutura filamentosa semelhante a raiz com ramificação fractal, como o modo como algumas colônias de bactérias crescem. Também foi usado para descrever estruturas de uma célula ou organismo que permitem ancorar ou aderir ao seu ambiente.

Rizoide – Estruturas

Os rizoides são protuberâncias que se estendem a partir das células epidérmicas inferiores de briófitas e algas.

Eles são semelhantes em estrutura e função aos pelos radiculares das plantas terrestres vasculares.

Estruturas semelhantes são formadas por alguns fungos.

Os rizoides podem ser unicelulares ou multicelulares.

As raízes são órgãos multicelulares compostos por vários tecidos que, coletivamente, desempenham uma função comum.

As plantas se originaram em ambientes aquáticos e gradualmente migraram para a terra durante seu longo curso de evolução.

Na água ou perto dela, as plantas podem absorver a água do ambiente, sem a necessidade de nenhum órgão ou tecido absorvente especial.

Além disso, nos estados primitivos de desenvolvimento das plantas, a diferenciação e divisão do trabalho eram mínimas, portanto, não era necessário tecido absorvente de água especializado.

No entanto, uma vez que as plantas colonizavam a terra, eram necessários tecidos especializados para absorver a água com eficiência e também para ancorar-se à terra.

Os rizoides absorvem a água por ação capilar, na qual a água se move entre os fios dos rizoides e não através de cada um deles, como nas raízes.

Nos fungos, os rizoides são pequenas hifas ramificadas que crescem para baixo a partir dos estolões que ancoram o fungo no substrato, onde liberam enzimas digestivas e absorvem o material orgânico digerido.

É por isso que os fungos são chamados heterotróficos por absorção.

Nas plantas terrestres, os rizoides são tricomas que ancoram a planta no solo.

Nas hepáticas, elas estão ausentes ou unicelulares, mas multicelulares em musgos.

Nas plantas vasculares, costumam ser denominadas pelos radiculares e podem ser unicelulares ou multicelulares.

Em certas algas, existe um extenso sistema rizoidal que permite que a alga se ancore a um substrato arenoso do qual pode absorver nutrientes.

As espécies microscópicas de flutuação livre, no entanto, não possuem rizoides

Os rizoides agem como raízes de musgos e outras briófitas

Fonte: dictionary.cambridge.org/www.dictionary.com/dev.biologists.org/www.wisegeek.org/findwords.info/dict.hinkhoj.com/www.proprofs.com/socratic.org/www.biology-online.org

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Ecologia dos Insetos

PUBLICIDADE A ecologia de insetos é o estudo científico de como os insetos, individualmente ou …

Esfingomielina

PUBLICIDADE Definição Esfingomielina é qualquer grupo de fosfolipídios que ocorre principalmente no cérebro e medula …

Exoesqueleto

PUBLICIDADE Um exoesqueleto é a estrutura de suporte de um organismo que é a parte …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *