Breaking News
Home / Biologia / Ciclo do Oxigênio

Ciclo do Oxigênio

PUBLICIDADE

Ciclo do Oxigênio – O que é

Ciclo do oxigênio, circulação de oxigênio em várias formas pela natureza.

Livre no ar e dissolvido na água, o oxigênio só perde para o nitrogênio em abundância entre os elementos não combinados da atmosfera.

Plantas e animais usam oxigênio para respirar e devolvê-lo ao ar e à água como dióxido de carbono (CO2).

ciclo do oxigênio, junto com o ciclo do carbono e o ciclo do nitrogênio, desempenha um papel essencial na existência de vida na Terra.

O ciclo do oxigênio é um processo biológico que ajuda a manter o nível de oxigênio, movendo-se através das três esferas principais da Terra, que são:

Atmosfera
Litosfera
Biosfera

Este ciclo biogeoquímico explica o movimento do gás oxigênio na atmosfera, no ecossistema, na biosfera e na litosfera.

ciclo do oxigênio está interligado ao ciclo do carbono.

A atmosfera é a camada de gases presente acima da superfície da terra. A soma dos ecossistemas da Terra forma uma biosfera. A litosfera é a seção externa sólida junto com a crosta terrestre e é o maior reservatório de oxigênio.

Ciclo do Oxigênio

Etapas do ciclo do oxigênio

As etapas envolvidas no ciclo de oxigênio são:

Etapa 1: Todas as plantas verdes durante o processo de fotossíntese, liberam oxigênio de volta à atmosfera como um subproduto.
Etapa 2: Todos os organismos aeróbicos usam oxigênio livre para a respiração.
Etapa 3: Os animais exalam dióxido de carbono de volta à atmosfera, que é novamente usado pelas plantas durante a fotossíntese. Agora o oxigênio está equilibrado na atmosfera.

Ciclo do Oxigênio – Atmosfera

ciclo do oxigênio é o ciclo pelo qual o oxigênio atmosférico é convertido em dióxido de carbono na respiração animal e regenerado por plantas verdes na fotossíntese

oxigênio participa não somente da composição da água e do gás carbônico, mas também de numeroso compostos orgânicos e inorgânicos. Na atmosfera e na hidrosfera é encontrado livre, sob a forma de substância pura, simples, de fórmula O2. É uma gás liberado pelos organismos fotossintetizantes, através do processo de fotossíntese. É utilizado para a respiração de plantas e de animais, processo que resulta na produção de gás carbônico.

A manutenção das taxas de oxigênio e de gás carbônico no ambiente depende desses dois processos opostos: a fotossíntese e a respiração.

A fotossíntese é realizada somente durante o dia; a respiração é um processo contínuo, realizado pelas plantas e pelos animais, de dia e de noite.

É interessante notar que o oxigênio é uma substância que não somente garante a vida na Terra, mas também origina-se da atividade vital.

Praticamente todo o oxigênio livre da atmosfera e da hidrosfera tem origem biológica, no processo de fotossíntese.

O O2 produzido pode participar também da formação da camada de ozônio (O3) na atmosfera. A presença de ozônio na atmosfera é de extrema importância para a humanidade, pelo papel que exerce de filtro das radiações ultravioletassão nocivas em intensidades maiores., as quais, úteis em determinada intensidade,

A nocividade das radiações ultravioletas está ligada a doenças como o câncer de pele e as alterações genéticas, por induzirem mutações indesejáveis.

A camada de ozônio vem sendo progressivamente destruída, principalmente por ação de um gás conhecido por clorofluorcarbono, também designado por suas iniciais, CFC. O clorofluorcarbono é utilizado em sprays (aerossóis), condicionadores de ar, geladeiras, espuma plástica, componentes eletrônicos e outros produtos.

O CFC liberado na atmosfera atravessa a troposfera, atingindo a estratosfera, onde se situa a camada de ozônio.

Existem cálculos que estimam que em 75 anos a vida útil do CFC, e em cerca de 100 mil o número de moléculas de ozônio que podem ser destruídas por um único átomo de cloro.

Em virtude dos sérios danos que esse gás pode causar, foi assinado um acordo mundial em 1987, conhecido como Protocolo de Montreal, que prevê a redução do uso desse gás à metade, até 1999.

Desde a assinatura do acordo têm-se procurado substitutos para o CFC, existindo já algumas substâncias sendo selecionadas. Uma delas é o hidrofluorcarbono (HFC), que contém hidrogênio em lugar de cloro.

Ciclo do Oxigênio e Carbono

gás carbônico é um dos maiores causadores da poluição do ar que respiramos. Ele é resultado, principalmente, da queima de combustível, do carvão e das queimadas nas florestas.

As fábricas, os veículos automotores e as usinas de eletricidade que utilizam combustível são, portanto, os grandes poluidores da atmosfera. Além de gerar gás carbônico, toda combustão consome oxigênio, piorando o quadro

O homem, os animais e as plantas, quando respiram, também expelem gás carbônico.

No processo de fotossíntese, as plantas retiram o gás carbônico do ar e produzem oxigênio.

Apesar das plantas também precisarem de oxigênio para sua subsistência, essa utilização é bem menor do que sua capacidade de produção desse gás. Se não fosse assim, não haveria oxigênio suficiente para os demais seres no planeta.

Ciclo de oxigênio e dióxido de carbono

ciclo do oxigênio e o ciclo do dióxido de carbono (ciclo do carbono) são dois dos ciclos biogeoquímicos na Terra que tornam a vida possível.

Eles agem separadamente, mas são dependentes uns dos outros porque o ciclo do carbono emite oxigênio para o ciclo do oxigênio usar e, por sua vez, o ciclo do oxigênio emite dióxido de carbono (CO2), que volta para o ciclo do carbono.

As plantas são o principal veículo pelo qual os ciclos do oxigênio e do carbono são conectados. A respiração, a combustão e a decomposição são três outras formas pelas quais o CO2 e/ou o oxigênio são liberados de volta para a atmosfera.

Outro ciclo biogeoquímico, o ciclo do hidrogênio, conecta algumas das vias da natureza que estão envolvidas nos ciclos do carbono e do oxigênio.

Ciclo do Oxigênio – Resumo

O ciclo do oxigênio é o ciclo que ajuda a mover o oxigênio pelas três principais regiões da Terra: a atmosfera, a biosfera e a litosfera.

A atmosfera é, obviamente, a região de gases que fica acima da superfície da Terra e é um dos maiores reservatórios de oxigênio livre na Terra. A Biosfera é a soma de todos os ecossistemas da Terra.

Este também contém algum oxigênio livre produzido pela fotossíntese e outros processos vitais. O maior reservatório de oxigênio é a litosfera. A maior parte desse oxigênio não está sozinho ou em movimento livre, mas parte de compostos químicos como silicatos e óxidos.

A atmosfera é na verdade a menor fonte de oxigênio da Terra, compreendendo apenas 0,35% do oxigênio total da Terra. O menor vem da biosfera. O maior é como mencionado antes na crosta terrestre.

ciclo do oxigênio é como o oxigênio é fixado para liberado em cada uma dessas regiões principais.

Na atmosfera, o oxigênio é liberado pelo processo denominado fotólise. É quando a luz solar de alta energia quebra as moléculas portadoras de oxigênio para produzir oxigênio livre. Uma das fotólises mais conhecidas é o ciclo do ozônio.

A molécula de oxigênio O2 é quebrada em oxigênio atômico pela radiação ultravioleta da luz solar. Este oxigênio livre então se recombina com as moléculas de O2 existentes para formar O3 ou ozônio. Este ciclo é importante porque ajuda a proteger a Terra da maioria da radiação ultravioleta prejudicial, transformando-a em calor inofensivo antes de atingir a superfície da Terra.

Na biosfera, os principais ciclos são a respiração e a fotossíntese. A respiração é quando animais e humanos respiram consumindo oxigênio para ser usado no processo metabólico e exalando dióxido de carbono.

A fotossíntese é o reverso desse processo e é feita principalmente por plantas e plâncton.

A litosfera fixa principalmente o oxigênio em minerais como silicatos e óxidos. Na maioria das vezes, o processo é automático, tudo o que é necessário é a forma pura de um elemento que entra em contato com o oxigênio, como acontece quando o ferro enferruja. Uma parte do oxigênio é liberada por intemperismo químico. Quando um mineral contendo oxigênio é exposto aos elementos, ocorre uma reação química que o desgasta e, no processo, produz oxigênio livre.

Esses são os principais ciclos de oxigênio e cada um desempenha um papel importante em ajudar a proteger e manter a vida na Terra.

Fonte: www.mesologia.hpg.ig.com.br/byjus.com/www.universetoday.com/biologydictionary.net/www.expii.com/www.conserve-energy-future.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Estrogênio

PUBLICIDADE Estrogênio – Definição O estrogênio é um dos dois principais hormônios sexuais das mulheres. O outro …

Axônio

PUBLICIDADE Definição de Axônio Um axônio é uma fibra longa de uma célula nervosa (um neurônio) que …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.