Breaking News
Home / Biologia / Fósseis

Fósseis

PUBLICIDADE

Fósseis – Definição

Fósseis são os restos geologicamente preservados, ou vestígios de restos, de organismos antigos. Eles são pedras.

Existem dois tipos principais: os fósseis do corpo representam todo ou parte do corpo do organismo e os fósseis vestigiais mostram evidências do comportamento do organismo.

Um fóssil é a forma parcial ou completa mineralização de um organismo, ou da atividade de um organismo, que foi preservado como um molde, impressão ou molde.

Um fóssil fornece evidências físicas tangíveis de vida antiga e forneceu a base da teoria da evolução na ausência de tecidos moles preservados.

O estudo de fósseis é chamado de paleontologia, do grego que significa “antigo (paleo-) ser (onto-) estudo (-logia)”. Os cientistas que estudam fósseis são chamados de paleontólogos.

Os fósseis são de particular interesse para os geólogos, pois podem ajudar a determinar a idade de uma determinada rocha em comparação com outras rochas, ou identificar o ambiente em que a rocha foi formada.

Restos preservados tornam-se fósseis se atingirem a idade de cerca de 10.000 anos. Os fósseis podem vir do Éon Arqueano (que começou há quase 4 bilhões de anos) até a Época do Holoceno (que continua até hoje). Os dentes fossilizados de mamutes lanosos são alguns de nossos fósseis mais “recentes”. Alguns dos fósseis mais antigos são de algas antigas que viveram no oceano há mais de 3 bilhões de anos.

Fósseis – O que são

Fósseis nada mais são do que vestígios de seres vivos, como animais, plantas, insetos e outros preservados. Podem ser ainda considerados fósseis os dentes e ossos de animais vertebrados, as conchas, como também as pegadas, rastros e marcas deixados por estes seres vivos, como também os excrementos, ovos, entre outros, que foram preservados.

A palavra fóssil significa “tirado da terra”, ou seja, é qualquer vestígio que é extraído de rochas ou, inclusive, de outros materiais naturais. Eles são muito importantes como ferramentas de estudo, ou seja, servem de referência para cientistas compreenderem como era o ambiente há milhares de ano, além das mudanças pelas quais o clima terrestre passou.

É como se os fósseis contassem uma história de quem vivou em eras anteriores a humanidade: eles são um registro do que havia no planeta Terra.

FósseisFósseis

Os fósseis são ferramentas que permitem ao ser humano inferir sobre a reconstrução de seres vivos de uma determinada época, como também teorizar como estes seres interagiam.

Os fósseis também permitem entender como era o clima do passado, auxiliam na datação de estratos rochosos, permite reconhecer ambientes do passado e aventar como era a geografia terrestre. Enfim, são uma fonte rica de estudos.

Para a formação de um fóssil é preciso, muitas vezes, milhares de anos, além de haver a necessidade de condições específicas.

Não basta simplesmente um ser vivo morrer para se tornar um fóssil: é preciso que as condições propiciem a formação deste importante material de estudos.

Quando um ser vivo morre, ele entra em processo de decomposição. Para a formação de um fóssil, é preciso que o corpo fique isolado destes agentes decompositores. E mesmo enterradas, as partes moles acabam por sofrer degradação.

Alguns aspectos são de grande importância para a fossilização, como a presença de um esqueleto mineralizado resistente, além de haver condições geoquímicas e características ambientais propícias, entre outras.

Fossilização

Fossilização

fossilização é o processo de restos tornando-se fósseis. A fossilização é rara. A maioria dos organismos se decompõe rapidamente após morrer.

Para um organismo ser fossilizado, os restos geralmente precisam ser cobertos por sedimentos logo após a morte. Os sedimentos podem incluir o fundo do mar arenoso, lava e até alcatrão pegajoso.

Com o tempo, os minerais do sedimento infiltram-se nos restos mortais. Os restos mortais fossilizados. A fossilização geralmente ocorre em organismos com partes duras e ósseas do corpo, como esqueletos, dentes ou conchas. Organismos de corpo mole, como vermes, raramente são fossilizados.

Às vezes, porém, a resina pegajosa de uma árvore pode se fossilizar. Isso é chamado de resina fossilizada ou âmbar. O âmbar pode preservar os corpos de muitos organismos delicados de corpo mole, como formigas, moscas e mosquitos.

Fonte: Juliano Schiavo

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.