Breaking News
Home / Biologia / Queratina

Queratina

PUBLICIDADE

Queratina – O que é

queratina é uma proteína extremamente forte que é um componente importante na pele, cabelo, unhas, cascos, chifres e dentes.

Os aminoácidos que se combinam para formar a queratina tem várias propriedades únicas e, dependendo dos níveis dos vários aminoácidos, pode ser rígida e dura, como cascos, ou macio, como é o caso com a pele.

A maioria das pessoas interagem com este tecido depois que está realmente morto; cabelo, pele e unhas são todos formados a partir de células mortas que o corpo verte como novas células empurrar para cima a partir de baixo. Se as células mortas são mantidos em boas condições, eles vão servir como uma camada de isolamento para proteger o novo tecido delicado abaixo deles.

É difícil de dissolver queratina porque ela contém dissulfureto de cisteína, o que significa que ela é capaz de formar pontes de dissulfureto.

Estas pontes criam uma forma de hélice, que é extremamente forte, como átomos de enxofre para ligação entre si, criando uma matriz fibrosa que não é facilmente solúvel.

Dependendo da quantidade de dissulfeto de cisteína queratina que contém, o vínculo pode ser extremamente forte para fazer células difíceis como aqueles encontrados em cascos, ou pode ser mais suave para fazer tecido flexível como o cabelo e a pele. Por causa dos altos níveis de enxofre na essa proteína, ele emite um odor sulfuroso distinta quando queimados que algumas pessoas consideram desagradável.

A queratina é formada por queratinócitos, células vivas que constituem uma grande parte da pele, cabelo, unhas, e outras partes do corpo.

As células empurram lentamente para cima, lentamente morrendo e formando uma camada protetora.

Milhares de células são eliminados todos os dias, e o processo pode ser acelerado por várias condições médicas, tais como a psoríase.

Danos à camada externa de queratina pode causar dano à pele, cabelo e unhas.

Cabelo e unhas em seres humanos especialmente tendem a se tornar seco e quebradiço, porque a queratina morta está sendo empurrado para grandes comprimentos.

Ao comer alimentos como gelatina e manter o cabelo e as unhas úmido, elas podem ser cultivadas fora, enquanto ainda permanecem saudáveis.

Em geral, quanto mais espessa a camada de queratina, mais saudável do cabelo ou unhas é, porque as células mortas no exterior proteger as células vivas no núcleo.

Mantendo a camada externa hidratada também irá mantê-lo saudável e evitar rachaduras e divisão, se está formando os cascos de um cavalo da pele de um ser humano.

Queratina

Queratina (do grego kéras que significa chifre) ou creatina é uma proteína sintetizada por muitos animais para formar diversas estruturas do corpo. A Queratina é uma proteína do tipo fibrosa. A pele possui 35% de famílias de proteínas (Globulares e Fibrosas 34%) onde 1% e proteína fibrosa do tipo queratina e 33% são proteínas fibrosas do tipo colágeno.

queratina é uma proteína secundária de forma tridimensional de a-hélice (a-queratina) ou de folhas-ß-pregueadas (ß-queratina), constituídas de cerca de 15 aminoácidos, principalmente de um aminoácido sulfurado denominado cisteína. Essas estruturas ocorrem porque os aminoácidos da queratina interagem entre si através de ligações de hidrogênio e ligações covalentes bissulfito (-S-S-) denominadas ligações cisteídicas

A queratina é uma proteína fibrosa porque a sua estrutura tridimensional lhe confere características especiais: microfilamentos com resistência, elasticidade e impermeabilidade à água.

Mesmo mortas, as camadas de células queratinizadas detêm os micróbios e impedem a desidratação das células que estão logo abaixo. Isso ocorre porque a queratina é impermeável à água. Além disso, essas células mortas impedem que o atrito prejudique as células vivas, servindo-lhes de barreira. É formada de proteína impermeabilizante.

Queratina – Cabelos

queratina é fundamental para tratar cabelos ressecados e danificados, seja por fatores como sol e vento ou pelo uso de secador, chapinha e tinturas.

Quando aplicada, essa proteína devolve força e vitalidade aos cabelos, uma vez que penetra no fio e o reconstrói por meio de suas cutículas.

Queratina

O resultado são cabelos bonitos e macios, com balanço e aspecto saudável.

Este ativo vegetal tem grande similaridade com a queratina humana, o que garante ainda mais benefícios e melhores resultados de regeneração do brilho em até duas semanas.

Esta é a palavra que mais se houve nos salões de cabeleireiros ultimamente. Essa proteína é o ingrediente-chave dos tratamentos que recuperam os cabelos danificados, consertando os estragos provocados principalmente pela ação da química.

queratina tem a função de fortificar os cabelos e não de proporcionar um toque sedoso. Os fios podem até ficar um pouco speros e endurecidos, já que a substância preenche os espaço entre as escama.

Queratina – Proteína

Queratina: Uma proteína encontrada na camada superior da pele, cabelo, unhas e, e em chifres de animais.

Nos mamíferos, por exemplo, a queratina é encontrada na pela, unhas, pelôs (cabelo), cascos e chifres (cornos); nas aves ela pode ser encontra nas penas e nos répteis em suas escamas.

queratina é uma proteína que forma as diversas estruturas do corpo, entre elas os cabelos. Ela é formada a partir de aminoácidos, responsáveis pela integridade do fio.

queratina, junto com outras proteínas como o colágeno e a elastina, confere vitalidade, força e brilho aos fios. Ela atua como uma massa corrida, preenchendo as fissuras ocasionadas por processos externos ou deficiências orgânicas.

A perda de queratina acontece diariamente, seja de forma natural ou acelerada por agressões. Neste caso, as agressões abrem as escamas dos fios, expondo o interior da estrutura capilar, o que resulta na perda de nutrientes e da própria queratina.

Em excesso, a queratina enrijece o fio, podendo causar ressecamento, opacidade e quebra. Por isso, é necessário dosar a quantidade de queratina que você aplica no cabelo. Na dúvida, é sempre bom buscar aconselhamento profissional.

Queratina – Aplicação

queratina extraída da pele da rã pode ser utilizada para proteger o cabelo, unhas e a própria pele. A pele (cútis ou tez), em anatomia, é o órgão integrante do sistema tegumentar (junto ao cabelo e pêlos, unhas, glândulas sudoríparas e sebáceas), que tem por principais funções a proteção dos tecidos subjacentes, regulação da temperatura somática, reserva de nutrientes e ainda conter terminações nervosas sensitivas.

Ela é o revestimento externo do corpo, considerado o maior órgão do corpo humano e o mais pesado. Este revestimento é composto da pele propriamente dita e da tela subcutânea.

Ela está presente no homem nas unhas e também no cabelo. A composição dessa proteína é de aminoácidos, destacando um em especial, a cisteína.

queratina é tão importante para o crescimento e vitalidade dos cabelos que é comum serem realizados em salões de beleza os tratamentos capilares a base de queratina.

A aplicação desta proteína no couro cabeludo fornece um maior brilho e proteção aos cabelos.

Queratina – Função

A queratina tem a função de fortificar os cabelos.

Quando o cabelo é muito agredido com poluição, cloro, quimica etc, ele acaba perdendo um pouco de queratina, o que o torna frágil, quebradiço…

Para isto existem tratamentos à base de queratina, como a CARGA de QUERATINA OU ESCOVA DE QUERATINA que vai fazer uma REPOSIÇÃO DA QUERATINA que os fios estão necessitando.

É fundamental complementar o processo de reconstrução da fibra capilar com tratamentos nutritivos, feitos no salão e em casa.

Se os fios estiverem saudáveis ou apenas ressecados, o tratamento pode dar um efeito contrário, deixando o cabelo endurecido demais, com possibilidade de partir.

Por isso essa terapia de choque é indicada apenas para cabelos realmente fragilizados pela ação da química ou para os extremamente longos e que não são cortados há muito tempo.

Para fugir de uma possível armadilha e não jogar dinheiro fora, o segredo é segurar a empolgação e confiar no diagnóstico do cabeleireiro.

O profissional tem que identificar as necessidades do cabelo para depois escolher a técnica ideal.

Quando isso não acontece, a pessoa corre o risco de gastar tempo e dinheiro e não perceber os resultados, já que aquele cabelo não precisava do produto que recebeu.

Queratina – Tipos

Existem 54 tipos de queratina geneticamente codificados pelo genoma humano e produzidos pelo corpo. Dos 54 tipos, metade deles reside em folículos pilosos em todo o corpo.

Tipo I: As queratinas do tipo I são categorizadas como sendo o tipo de queratina menor e mais ácido. Eles são separados em dois grupos que trabalham juntos funcionalmente para o objetivo comum de saúde das células epiteliais.

Tipo II: As queratinas do tipo II são maiores do que suas contrapartes do tipo I e têm um pH neutro, o que pode ajudar a equilibrar os pares de ambos os tipos quando estão sintetizando proteínas e regulando a atividade celular.

Alpha-Queratinas: Alfa-queratinas são a forma exclusiva de queratina encontrada em humanos e na lã de outros mamíferos. A estrutura da alfa-queratina é fibrosa e helicoidal, e as queratinas dos tipos I e II podem se enquadrar na categoria de alfa.

Beta-Queratinas: As beta-queratinas são categorizadas como cadeias polipeptídicas e só são encontradas em pássaros e répteis, embora essas espécies também possam possuir alfa-queratinas. Eles têm contribuído muito para a evolução geral das aves ao longo da história.

Fonte: www.elinda.com.br/www.wisegeek.org/biossena.com.br/www.revistaafro.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Fator Rh

PUBLICIDADE Fator Rh – O que é O fator Rhesus, também conhecido como fator Rh, é um …

Flavonoides

PUBLICIDADE Os flavonoides ou bioflavonoides, são compostos naturais de plantas que constituem os pigmentos responsáveis …

Aldosterona

PUBLICIDADE Aldosterona – Hormônio A maioria das pessoas nunca ouviu falar desse hormônio em particular, mas ele …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.