Breaking News
Home / Biologia / Casamento Consanguíneo

Casamento Consanguíneo

PUBLICIDADE

O que é o casamento consanguíneo?

É o grau de parentesco entre indivíduos, ou seja, ascendência em comum.

Razões que favorecem o casamento consanguíneo têm sido listadas como uma maior compatibilidade entre marido e mulher compartilhando as mesmas relações sociais, estabilidade dos casais, reforçando a solidariedade familiar, facilitando as negociações financeiras e outras. O casamento consanguíneo é enraizado e até comum em uma parte da população mundial, dependendo da localidade.

A crescente conscientização sobre a prevenção de doenças genéticas e congênitas na prole está levando um número crescente de casais a considerar o casamento e a reprodução em comunidades altamente consanguíneas para buscar aconselhamento sobre consanguinidade.

Os provedores de cuidados primários de saúde se deparam com casais consanguíneos que exigem respostas às suas perguntas sobre os riscos de saúde esperados para seus filhos. Preconcepção e aconselhamento pré-marital sobre consanguinidade devem fazer parte do treinamento de provedores de cuidados de saúde, particularmente em populações altamente consanguíneas.

O fenômeno da endogamia aumenta o nível de homozigotos para distúrbios genéticos autossômicos e geralmente leva a uma diminuição da capacidade biológica de uma população conhecida como depressão por endogamia, um objetivo importante em estudos clínicos.

Casamento Consanguíneo

Os filhos de relações consanguíneas correm maior risco de certos distúrbios genéticos. Distúrbios autossômicos recessivos ocorrem em indivíduos homozigotos para uma mutação genética recessiva específica. Isso significa que eles carregam duas cópias (alelos) do mesmo gene.

Como os parentes compartilham uma proporção de seus genes, é muito mais provável que pais relacionados sejam portadores de um gene autossômico recessivo e, portanto, seus filhos tenham um risco maior de um distúrbio autossômico recessivo.

A extensão em que o risco aumenta depende do grau de relação genética entre os pais, assim, o risco é maior nas relações de acasalamento em que os pais são parentes próximos, mas para relacionamentos entre parentes mais distantes, como primos de segundo grau, o risco é menor.

Camila Correia

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Teste de Schilling

PUBLICIDADE Definição O teste de Schilling é uma investigação médica usada para pacientes com deficiência …

Prostaglandina

PUBLICIDADE Definição As prostaglandinas são um grupo de lipídios produzidos em locais de dano ou …

Células dendríticas

PUBLICIDADE Definição As células dendríticas, nomeadas por suas formas de sondagem, “tipo árvore” ou dendríticas, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.