Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Biologia / Uroscopia

Uroscopia

PUBLICIDADE

Definição

uroscopia é a prática médica histórica de examinar visualmente a urina de um paciente para pus, sangue ou outros sintomas da doença. Ela remonta ao antigo Egito, Babilônia e Índia. Foi particularmente enfatizado na medicina bizantina.

Uroscopia é a inspeção e análise da urina como meio de diagnóstico.

O que é Uroscopia?

Uroscopia, exame médico da urina para facilitar o diagnóstico de uma doença ou distúrbio.

Examinar a urina é uma das formas mais antigas de testes de diagnóstico, que se estendem desde os dias do antigo médico grego Hipócrates.

Os médicos observaram a urina para diagnosticar todas as formas de doença porque o exame direto de um paciente, ou pelo menos despindo o paciente, era socialmente inaceitável.

Até meados do século XIX, a uroscopia continuava sendo um método comum para diagnosticar doenças. Acreditava-se que a cor da urina, bem como a nebulosidade, os precipitados e as partículas na urina, indicavam a causa do distúrbio.

Hoje, o exame de urina, que é o exame laboratorial de uma amostra de urina para obter informações clínicas, é o teste mais comumente realizado no consultório médico.

Consiste em:

1) um exame macroscópico, no qual a cor, a turbidez e a gravidade específica da urina são avaliadas;

2) o uso de uma tira reagente (uma tira de plástico contendo almofadas reagentes) para testar a bilirrubina, sangue, glicose, cetonas, esterase de leucócitos, nitrito, pH, proteína e urobilinogênio; e

3) um exame microscópico de uma amostra centrifugada para detectar eritrócitos (glóbulos vermelhos) ou leucócitos (glóbulos brancos), moldes, cristais e bactérias.

A urina é coletada por meio de uma técnica de “limpeza simples” para eliminar a contaminação por bactérias da pele ou secreções vaginais.

Estão disponíveis testes rápidos que contêm de 2 a 10 testes diferentes. O teste para glicose, que provavelmente indica diabetes mellitus, e o teste para proteína, que indica doença renal, tumores do trato urinário ou distúrbios hipertensivos da gravidez, são dois dos mais importantes testes disponíveis.

O exame microscópico é o exame de urina mais valioso. Ele irá mostrar uma variedade de células que normalmente são eliminadas do trato urinário. Geralmente até cinco glóbulos brancos por campo de alta potência (HPF) estão presentes; no entanto, a presença de mais de 10 glóbulos brancos por HPF indica uma infecção do trato urinário. Os glóbulos vermelhos no sedimento da urina podem ser indicativos de inflamação do trato urinário e também podem ser um sinal de um tumor maligno do rim, da bexiga ou do trato urinário. Uma contagem de mais de dois glóbulos vermelhos por HPF é anormal, embora nas mulheres isto seja frequentemente devido à contaminação vaginal da menstruação.

A identificação de hemácias na urina (hematúria) sempre exige acompanhamento para determinar a causa e descartar a presença de uma neoplasia (tumor).

Moldes urinários cilíndricos, retirados dos túbulos renais, consistem em proteínas misturadas com células ou outros materiais e podem indicar doença renal se presentes em grande número. Vários cristais também são encontrados no sedimento urinário, mas estes geralmente têm pouco significado clínico. Ocasionalmente, a presença de cristais específicos pode ajudar a confirmar um diagnóstico; por exemplo, os cristais de ácido úrico na urina podem estar associados à gota.

Uroscopia

Uroscopia – História

Leitores modernos, acostumados a testes diagnósticos que se baseiam em radiografia, citologia, química sanguínea, biópsias cirúrgicas que exigem anestesia e campos estéreis e procedimentos semelhantes, podem se perguntar por que a medicina medieval colocou tanta ênfase na uroscopia – a inspeção macroscópica da urina – como uma pista. às doenças dos pacientes. A resposta está em uma combinação da facilidade e segurança de coletar amostras de urina regulares de pacientes, por um lado, e a suposição não razoável de que o que saiu do corpo refletia o que estava acontecendo dentro do corpo.

Antes da microscopia, da antissepsia, da anestesia, dos raios X e dos inúmeros outros avanços científicos que nos permitem espiar dentro do corpo, os médicos ocidentais medievais – como curandeiros tradicionais em algumas outras culturas – aproveitavam a urina como um “mensageiro fiel” do funcionamento interno do corpo.

Se coletados e examinados adequadamente, os médicos medievais acreditavam que a urina lhes permitiria diagnosticar doenças como febres, distúrbios respiratórios, epilepsia, dor de cabeça, diabetes e assim por diante, e determinar com que rapidez um paciente poderia superar uma doença específica. Como a urina refletia todo o organismo, o Liber Uricrisiarum* é necessariamente mais do que apenas os sintomas urinários da doença. É, em vez disso, enciclopédico em seu escopo, explicando a composição e o funcionamento dos órgãos, humores, veias, artérias e até mesmo do universo, que é o macrocosmo do corpo humano.

O estudo da uroscopia, pelo menos como Henry Daniel apresenta, leva a uma compreensão abrangente do corpo humano em sua totalidade.

A importância da uroscopia para o conhecimento médico medieval não começou com Daniel.

A uroscopia fazia parte da prática médica desde o período Clássico (os textos hipocráticos e galênicos freqüentemente mencionam sintomas da doença, embora não sistemáticos), e muitos tratados da literatura uroscópica foram traduzidos do grego e do árabe para o composto em latim em 1200, tornando esse conhecimento acessível a educadores médicos e praticantes experientes no Ocidente.

Na época de Daniel, a uroscopia era há muito tempo uma característica definidora da profissão de cura: os médicos eram frequentemente representados segurando frascos de urina em ilustrações manuscritas nos séculos XIII e XIV, uma tradição artística que continuou até o século XIX.

As principais fontes da teoria e prática da uroscopia nas tradições ocidentais latinas e vernaculares são uma série de tratados que permaneceram em circulação até a Renascença:

1) a relativamente breve De urinis do escritor bizantino Theophilus Protospatharius (? 7a); encontrado em latim possivelmente em meados do século XI;

2) os muito mais extensos e sofisticados De urinis de Isaac Israeli (entre meados do século 9 e meados do século 10), traduzidos para o latim provavelmente por Constantinus Africanus no final do século XI; e

3) o verso Carmen de urinis de Giles de Corbeil (c. 1140 – c. 1224), escrito c. 1200, que forneceu uma classificação altamente sistematizada das cores e conteúdos da urina que informaram a organização de muitos tratados posteriores.

Tratados de Uroscopia foram compostos por outros escritores (por exemplo, vários mestres da escola de medicina em Salerno), mas os trabalhos de Theophilus, Isaac e Giles alcançaram uma disseminação especialmente ampla através da sua inclusão ou associação com o Articella, uma antologia de ensino médico usada em Escolas européias de medicina do décimo segundo ao décimo sexto séculos.

Muitos textos de uroscopia tomam a forma de comentários ou paráfrases / expansões de Teófilo, Isaac ou Giles; escritores conhecidos ou atribuídos de tais textos incluem Bartolomeu de Salerno, Gilbertus Anglicus, Walter Agilon, Pedro de Espanha e Bernard de Gordon.

Além de sua freqüência e onipresença em textos eruditos, a uroscopia também é significativa por causa do amplo espectro de praticantes medievais para quem era de interesse profissional.

Em uma extremidade desse espectro, o procedimento fazia parte do treinamento formal de médicos acadêmicos, que o encontraram na antologia de Articella e em outros trabalhos citados acima.

No outro extremo do espectro estão breves listas e visões gerais simplificadas, algumas em prosa latina ou vernacular e outras em forma diagramática ou tabular para facilitar a consulta e a retenção.

Os últimos textos foram provavelmente dirigidos a leitores como “o praticante comum”, que C. H. Talbot prevê ser o dono de “almanaques” dobráveis ou cingir livros com conteúdo médico, ou possivelmente até em público leigo.

Alguns textos uroscópicos do inglês mediano retêm muito da sofisticação e complexidade de suas fontes acadêmicas – mais notavelmente, Liber Uricrisiarum, de Henry Daniel -, mas muitos deles são melhor vistos em algum lugar no meio do espectro entre obras de origem acadêmica completa e livros populares de remédio. Até mesmo os mais simples tratados de vernáculo de urologia retêm alguns ecos, mesmo que apenas nas cores a serem observadas, de seus ancestrais aprendidos.

* O Liber Uricrisiarum (escrito e revisado em 1375-82) é o mais antigo trabalho conhecido de medicina acadêmica escrito em inglês médio.

Fonte: www.dictionary.com/www.britannica.com/www.merriam-webster.com/henrydaniel.utoronto.ca

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Terra Primitiva

Terra Primitiva

PUBLICIDADE O que é terra primitiva? A história da Terra diz respeito ao desenvolvimento do …

Respiração Branquial

Respiração Branquial

PUBLICIDADE O que é respiração branquial? As brânquias ou guelras são órgãos da respiração, são …

Mecanismos de Feedback

Mecanismos de Feedback

PUBLICIDADE O que são mecanismos de feedback? Um mecanismo de feedback é um processo que usa …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+