Breaking News
Home / Biologia / Anuros

Anuros

PUBLICIDADE

O que são anuros?

Sapos, rãs e pererecas, pertencem à ordem Anura da classe dos anfíbios.

Filo: Chordata

Classe: Amphibilia

Ordem: Anura

Os anfíbios foram os primeiros animais a conquistarem o meio terrestre, devido às mudanças climáticas.Em busca de melhores condições de sobrevivência, surgem estes indivíduos com menor dependência da água.

PUBLICIDADE

Os anfíbios dividem-se em três ordens: os caudatos ou urodelos (salamandras), os gimnofiónios ou ápodos (cecílias ou cobras-cegas) e os anuros.De forma geral vivem em estreita relação com a água, habitando regiões tropicais e temperadas, porém muitos se adaptaram a ambientes frios ou secos.

Os anuros são triblásticos, celomados e deuterostômicos.Heterotérmicos não possuem mecanismo interno que regula a temperatura corporal, oscilando esta com a do meio, ou seja, são animais de sangue frio.

Locomoção

São adaptados para saltar, possuem pernas articuladas e diferenciadas, coluna vertebral rígida e curta eum esqueleto adaptado.

A pele dos anuros

PUBLICIDADE

A pele é de fundamental importância, pois atua como respiração, defesa de predadores e microrganismos. É bem glandular, apresentando dois tipos básicos de glândulas, as mucosas e as granulosas. As mucosas secretam o muco, o que torna a pele úmida e lubrificada, favorecendo as trocas gasosas, assim, uma boa parte da respiração deles é cutânea. As glândulas granulosas, ou glândulas de veneno são responsáveis pela defesa, secretando substâncias tóxicas, já que a pele é um constante meio de cultura de bactérias e fungos, eles as utilizam para eliminar ou conter a flora cutânea indesejada.

Osmorregulação

Muitos necessitam viver perto da umidade, já que a pele é fina e pobremente queratinizada, muito sujeita à perda de água, que ocorre por evaporação. A mancha pélvica que se localiza na pele atua na absorção de água e sais.

Excretam amônia quando girinos e na fase adulta eliminam ureia.

Anuros

Diferenciação entre sapos, rãs e pererecas

Sapos: necessitam menos de água do que as rãs e pererecas, pois possuem a pele mais rugosa, preferem viver em terra firme e só procuram a água quando vão se reproduzir.

Rãs: tem a pele lisa e brilhante, pernas longas, sendo que as patas traseiras podem ser dotadas de membranas que auxiliam na hora de nadar.

Pererecas: costumam viver em árvores, têm olhos grandes, pernas finas e longas e possuem ventosas nas pontas dos dedos.

Reprodução e metamorfose

Os machos possuem sacos vocais, utilizados no período de reprodução para atrair a fêmea. A fecundação é externa, as fêmeas liberam os ovos e o macho os espermatozoides. O desenvolvimento é indireto, já que possuem fase larval. Dos ovos postos na água, nascem pequenas larvas, os girinos, que possuem brânquias e cauda, mas não têm pernas, com o crescimento e consequente desenvolvimento do girino, as brânquias desaparecem, surgem os pulmões, pernas posteriores e a cauda encolhe, as patas anteriores são formadas, então finalmente desaparece a cauda. Este processo de metamorfose dura aproximadamente 11 semanas.Estas mudanças preparam um organismo aquático para uma existência terrestre.

Importância

São extremamente importantes na cadeia ecológica, mantendo o equilíbrio do meio ambiente. Alimentam-se de pequenos invertebrados, atuando no controle de insetos.

As substâncias presentes na pele destes animais são utilizadas em fármacos.

Camila Correia

Check Also

Efeito Peltier

Efeito Peltier

PUBLICIDADE Efeito Peltier – Física Efeito Peltier, o arrefecimento de uma junção e o aquecimento …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.