Facebook do Portal São Francisco Google+
+ circle
Home   Voltar

Ictiose

O que é

Pele Seca

Ictiose é uma família de transtornos caracterizados por pele seca ou escamosa e espessa.

Ictiose vem da palavra grega para peixe. Esta condição é chamada "ictiose" porque o espessamento da pele, por vezes, tem o aspecto de escamas de peixe.

Ictiose podem ser herdadas ou adquiridas. Herdado ictiose é geralmente aparente durante o primeiro ano de vida, muitas vezes, no momento do nascimento, e continua a afetar uma pessoa ao longo da vida. Ictiose adquirida pode ocorrer como resultado de problemas médicos, incluindo desordens hormonais, inflamatórias, ou maligno. Esta ficha incide sobre ictiose hereditária.

Quais são os diferentes tipos de Ictiose?

Existem muitos tipos diferentes de ictiose herdada. A maioria dos tipos envolvem apenas a pele, e em algumas regiões da pele podem ser mais afetados do que outros. Outros tipos envolve órgãos internos, bem como a pele, e são referidos como tipos sindrómicas de ictiose. Embora exista um aumento na tendência a categorizar ictiose herdado por o gene que causa, o aparecimento clínico cai geralmente em uma de cinco categorias.

Diferentes tipos de Ictiose

Ictiose vulgar. Caracterizada por escamação da pele suave e secura. Ictiose vulgar e outra forma, ictiose recessiva ligada ao cromossomo X, são relativamente comuns e parecem semelhantes.

Ictiose epidermolitico (anteriormente chamado de epidermolítico hyperkeratisis). Caracterizado por grossas escamas muitas vezes espinhoso escuros e pele que podem facilmente blister após trauma.

Ictiose lamelar. Caracterizado por grandes escalas platelike e espessamento da pele.

Eritroderme ictiosiforme. Caracterizada por pele vermelha e finas escamas.

Ictiose localizada. Caracterizada por pele grossa ou escamosa que está localizada a determinadas regiões, como as palmas das mãos e solas dos pés.

Qual é a causa?

As formas hereditárias de ictiose são causadas por mutações em genes passaram de um ou de ambos os pais de uma criança. Em alguns casos, os próprios pais não têm a doença, mas realizar as mutações genéticas. Em outros casos, as mutações ocorrem espontaneamente durante a formação do ovo ou esperma, ou no momento de, ou imediatamente após, a concepção.

Mutações em mais de 40 genes que são agora conhecidos por causar ictiose herdada. Em geral, as mutações em mais do que um gene causar cada tipo clínico de ictiose.

Quais são os sinais e sintomas?

Sinais e sintomas específicos dependem da forma particular. Os sinais mais comuns incluem a pele seca descamação, vermelhidão, bolhas ou descamação da pele em excesso. Os sintomas incluem coceira, superaquecimento, e dor.

Como é Ictiose diagnosticada?

O diagnóstico baseia-se nos resultados de um historial médico e exame físico. Em alguns casos, os médicos utilizam testes de sangue ou de biópsias de pele para diagnosticar a doença ou para identificar a forma particular.

Como é Ictiose tratada?

Porque não há nenhuma cura para a Ictiose, o tratamento é voltado para a gestão dos sinais e sintomas. O tratamento pode incluir cremes, loções ou pomadas para aliviar a secura. Banho demorado em água salgada ou preparações que contenham ácido salicílico (aspirina) ou uréia também pode aliviar escala. Para os casos mais graves, os médicos podem prescrever vitamina A derivados chamados retinóides.

Que tipos de médicos a diagnosticar e tratar a Ictiose?

Ictiose é tratada por dermatologistas, que são médicos especializados em diagnóstico e tratamento de doenças que envolvem a pele, cabelo e unhas.

Fonte: www.niams.nih.gov

Ictiose

O que é

Pele Seca

A pele seca é comum, especialmente em indivíduos mais velhos (além da meia idade). As causas comuns são o tempo frio e os banhos freqüentes. O banho elimina os óleos superficiais, permitindo que a pele torne-se seca.

A pele seca pode se tornar irritada e freqüentemente coça – às vezes, ocorre esfacelamento da pele em pequenos flocos e escamas. A descamação freqüentemente afeta as pernas.

À s vezes, a pele extremamente seca (ictiose) é conseqüencia de uma doença descamativa hereditária (p.ex., ictiose vulgar ou hiperceratose epidermolítica).

O indivíduo com ictiose vulgar apresenta escamas finas e não apresenta bolha, já o indivíduo com hiperceratose epidermolítica apresenta escamas espessas e verrucosas, além de bolhas dolorosas e fétidas.

A ictiose também é resultado de distúrbios não-hereditários, como a hanseníase (lepra), a hipoatividade da tireóide, os linfomas, a AIDS e a sarcoidose.

Tratamento

A base do tratamento da pele seca simples é a manutenção da pele úmida. Banhar-se menos vezes permite que os óleos protetores permaneçam mais tempo sobre a pele. As pomadas ou os cremes como vaselina, óleo mineral e agentes umectantes sem perfume também podem manter a umidade da pele. Os sabões muito fortes, os detergentes e os perfumes de alguns umectantes irritam a pele e podem torná-la ainda mais seca.

Friccionar ou coçar a pele seca pode causar infecção e a formação de cicatrizes.

Quando a descamação representa um problema, as soluções ou os cremes contendo ácido salicílico podem ajudar na remoção das escamas. Para os adultos, o médico pode recomendar que a pele seja enfaixada de forma oclusiva com um filme plástico ou com celofane após a aplicação desses tratamentos. Contudo, isso não deve ser utilizado em crianças.

Para algumas formas de ictiose grave, os cremes contendo vitamina A (tretinoína) são eficazes. Os compostos de vitamina A ajudam a pele a a eliminar o excesso de escamas. O etretinato, uma droga similar à vitamina A, é prescrito para determinadas formas de ictiose.

Para a hiperceratose epidermolítica, podem ser utilizados antibióticos e um forte sabão desinfetante, como aqueles que contêm clorexidina.

Ictiose adquirida

Pode ser causada por medicamentos tais como agentes hipocolesterolêmicos (ácido nicotínico, triparanol, diazacolesterol), clofazimina e cimetidina.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

1. Novo Atlas Prático de Dermatologia e Venereologia - Ruggero Tagliavini - Ed Santos - 1995
2. An Illustrated Dictionary of Dermatologic Syndromes - Susan Bayliss Mallory MD with Susana Leal-Khoury. Ed The Parthenon Publishing Group NY-London , 1994.
3. Diagnóstico Clínico em Dermatologia - Atlas Colorido e Texto CM Lawrence, NH Cox. Ed Artes Médicas Ltda, 1995.
4>.  A Colour Atlas of Infectious Diseases - RTD Edmond & HAK Rowland - 2nd Ed -   Wolf Year Book, 1987
5>. Differential Diagnosis in Dermatology -  Richard Ashton & Barbara Leppard . Radcliffe Medical Press. 2nd Ed., 1993.
6>. Manual of Skin Diseases - Gordon Sauer. Sixt Ed. Lippincott, 1991.
7>. Atlas Pediátrico Schering-Plough, Ano I, nº1, 1996.
8>. Elementa Dermatologica - Atlas Ilustrado de Morfologia e Fisiopatologia da Pele. Christophers E, Sterry W, Schubert Ch, Bräuer H. Ed. Casella-Riedel Pharma, Frankfurt,  Hoechst do Brasil, 1994.
9>. Dermatologia Clínica Ilustrada - Korting GW. Ed. Manole, 1988.
10>. Dermatologia - França, E R. Ed Jannsen-Cilag. Recife, 1999.
11>. Azulay RD, Azulay DR - Dermatologia. Ed Guanabara Koogan, Rio de Janeiro, RJ - 2ª Edição, 1997.
12>. Cintra do Prado F, Ramos J, Ribeiro do Valle J - Atualização Terapêutica - Eds. Ramos OL, Rothschild HÁ. Ed Artes Médicas, São Paulo, SP, 1999.
13>. Sampaio SAP, Rivitti EA - Dermatologia. Ed. Artes Médicas, São Paulo, SP, 1998.
14>. Beaven DW, Brooks SE - A  Colour Atlas of the Nail in Clinical Diagnosis. Wolfe Medical Publications Limited, 1984.
15>. Christophers E, Sterry W, Schubert Ch, Bräuer H. Elementa Dermatologica. Atlas Ilustrado sobre morfologia e fisiopatologia da pele. Edição em língua Portuguesa. Editor: Hoechst do Brasil Química e Farmacêutica S. A ., 1994.

Fonte: www.derma.epm.br | www.msd-brazil.com

Ictiose

Definição

Ictiose vulgar é uma doença de pele hereditária, na qual as células mortas da pele se acumulam em grossas escamas secas na superfície da sua pele.

As escalas de ictiose vulgar, às vezes chamada de doença de escama de peixe ou doença de pele de peixe, pode estar presente ao nascimento, mas geralmente aparecem pela primeira vez durante a primeira infância. Às vezes, casos leves de ictiose vulgar não são diagnosticados, porque eles são confundidos com a pele extremamente seca.

A maioria dos casos de ictiose vulgar são leves, mas alguns são graves. Por vezes, outras doenças da pele, tais como a condição da pele, eczema alérgico estão associadas com ictiose vulgar. Nenhuma cura foi encontrado para ictiose vulgar, e os tratamentos se concentrar em controlar a doença.

Sintomas

Ictiose vulgar retarda processo de desprendimento natural da sua pele. Isto provoca crónica, formação excessiva da proteína na camada superior da pele (queratina).

Os sintomas incluem:

Pele seca e escamosa
Tile-like, pequenas escalas
Escalas de cor branca, suja cinza ou marrom - com escalas coloridas mais escuras normalmente sobre a pele mais escura
Couro cabeludo esquisito
Rachaduras dolorosas profundas em sua pele

As escalas geralmente aparecem em seus cotovelos e pernas e pode ser especialmente espessa e escura sobre suas pernas. A maioria dos casos de ictiose vulgar são leves, mas alguns podem ser graves. A severidade dos sintomas pode variar amplamente entre os membros da família que têm a doença.

Os sintomas geralmente pioram ou são mais pronunciadas em ambientes frios e secos e tendem a melhorar ou até mesmo resolver em ambientes quentes e úmidos.

Quando consultar um médico

Se suspeitar que você ou seu filho tem ictiose, fale com o seu médico de família ou um dermatologista. Ele ou ela pode diagnosticar a doença examinando as escalas características. Além disso, certifique-se de consultar um médico se os sintomas piorarem ou não melhorarem com medidas de autocuidado. Você pode precisar de medicação mais forte para gerir a situação.

Causas

Ictiose vulgar é comumente causada por uma mutação genética que é herdado de um ou ambos os pais. As crianças que herdam um gene defeituoso de apenas um dos pais tem uma forma mais branda da doença, enquanto que aqueles que herdam dois genes defeituosos têm uma forma mais grave da ictiose vulgar. As crianças com a forma hereditária da doença geralmente tem a pele normal ao nascimento, mas desenvolvem dimensionamento e rugosidade durante os primeiros anos de vida.

Se anormalidades genéticas não são responsáveis ??pela ictiose, é referido como ictiose adquirida. Este tipo raro muitas vezes começa na fase adulta. É geralmente associada a outras doenças, como câncer, doenças da tireóide ou HIV / AIDS.

Complicações

Algumas pessoas com ictiose pode experimentar:

Superaquecimento. Em casos raros, a espessura da pele e escamas de ictiose pode interferir com a transpiração. Isto pode inibir arrefecimento.

A infecção secundária fraccionamento. Pele e fraccionamento pode levar a infecções.

Fonte: www.mayoclinic.com

Ictiose

SIGNIFICADO DA ICTIOSE E OS TIPOS EXISTENTES

Ictiose deriva da palavra grega ICTHYS que significa "peixe" e se refere ao aspecto escamoso da pele dos pacientes portadores dessa doença.

Essa pele, em muitos casos, são separadas por fissuras, é frágil, podendo se ferir com mais facilidade.

A reprodução da pele é muito maior, por tanto, uma pessoa portadora da Ictiose, se caso venha a se machucar, a cicatrização é muito rápida.

Ictiose Vulgar

Afeta aproximadamente 1% da população, o gene é autossômico dominante, podendo estar associada com atopia; é a forma mais leve, inicia-se aos 3 ou 4 anos de idade, diminui a intensidade com o tempo.

As áreas mais atingidas são os membros, podendo atingir também face e couro cabeludo. A pele das palmas das mãos e das plantas dos pés podem ser mais grossos. Os joelhos, cotovelos, geralmente são poupadas. Em algumas região do corpo pode ser mais espessa, como pescoço, barriga.

A doença tende a regredir ou diminuir os sintomas com o passar dos anos.

Ictiose ligada ao cromossomo X

Forma mais grave do que a vulgar, podendo aparecer no nascimento. O incidente é de 1 em 6.000 casos e é devida a gene recessivo ligado ao cromossomo X, limita-se ao sexo masculino. Ocorre descamação mais acentuada no abdômen, dorso, pernas e pés. A camada epidérmica é normal.

Hiperqueratose Epidermolitica (Eritrodermia Ictiosiforme Congênita Bolhosa)

Denominada epidermolítica devido às alterações na epiderme, está presente no nascimento, o gene é:

Autossômico dominante e mostra hiperqueratose acentuada. O recém-nascido tem aspecto diferente do bebê colódio e grandes áreas da epiderme são destacadas deixando superfície bem sensível e dolorosa.
A herança dominante ocorre quando um gene anormal de UM dos pais provoca a doença, embora o gene correspondente do outro pai seja normal. O gene anormal domina o resultado do par de genes.
Os bebês nascem cobertos por membrana tipo filme, brilhante, marrom-amarelada, que lembra colódio, freqüentemente resultando em ectrópio e eversão dos lábios. Dentro de horas esta membrana seca e racha, depois descasca dentro de 1 ou 2 dias, mas pode formar-se novamente várias vezes.

Ictiose Lamelar (Eritrodermis Ictiosiforme Congênita não Bolhosa)

É uma das formas mais graves de Ictiose, presente ao nascimento, a incidência é de 1 em 300.000 aproximadamente. O gene é autossômico recessivo e mostra *hiperqueratose de moderada a intensa com camadas granulosas, grossas.

O recém-nascido fica envolvido por um extrato córneo espesso que se assemelha ao colódio, causando eversão das pálpebras e, às vezes dos lábios (ficando expostos), as áreas flexoras são comprometidas, ocorrendo descamação nas palmas das mãos e plantas dos pés.

As escamas são grandes, em formatos geométricos, de cor amarelada ou castanha, aderentes no centro e com bordas soltas que destacam-se logo após o nascimento, deixando uma pele avermelhada.

Dá-se o nome de hiperqueratose quando um excesso de proteínas denominadas queratinas, são produzidas. Em humanos, o termo é normalmente aplicado para referir um endurecimento da pele.

Fonte: www.ictiose.com.br

Ictiose

O que é

Ictiose é defeito na queratinização onde a pele se torna descamativa e áspera.

Poderá ser de origem congênita (nas suas várias formas de apresentação) ou de forma adquirida.

Para que o indivíduo não tenha piora ou mesmo não melhore, devemos evitar ou fazer:

1 - Seguir corretamente a(s) prescrições médicas.

2 - Ar Condicionado. Este artefato, no seu funcionamento, seca o ambiente, e, isto provocará secamento da pele.

3 - Sudorese. Como existem micro aberturas na pele, poderemos ter irritação e se iniciar com ardores ou mesmo coceira intensa.

4 - Frio. Ventos Frios. Estes fenômenos naturais fazem com que a pele fique mais seca, quando submetida a estas intempéries.

5 - Sabonetes. Estes removem a sujeira da pele mas junto removem também a gordura, que é necessária para hidratação do tegumento. Quanto menos for utilizado melhor. então, usar somente nas áreas onde se formam mais odores como pés, mãos, genitais e nádegas.

6 - Banhos Longos e também muito Quente. Como sabemos, qualquer panela com gordura é melhor lavada com água quente ou se a lavarmos por mais tempo; e também a pele será mais limpa e desengordurada com água quente e longamente lavada. Significa que teremos a pele mais seca.

7 - Sabe-se também que determinadas drogas, na sua ação, tem o efeito de deixar a pele mais seca e deverão ser evitadas sempre que possível, sendo estas as principais: Cimetidina, Clofazimina, Triparonol, Dixirazine, Alopurinol, Fenobarbital, Butirofenona, Naxocidina, Diazocolofeno.

Fonte: www.archer.med.br

Ictiose

A Medicina Chinesa desde sempre considerou que o corpo humano forma um todo. Sendo as doenças da pele das patologias mais comuns, a Medicina Chinesa é hoje bem conhecida pela sua experiência e eficácia nos tratamentos dermatológicos.

De uma forma geral, todas as doenças da pele provocam lesões em que, na maioria dos casos, a sua morfologia serve de base à diferenciação.

As lesões são classificadas em dois grupos. As primárias que são as que se originam ao longo do processo patológico e que se manifestam por urticária, ulceração supurativa, vesículas, erupções, tubérculos, máculas ou outras. As secundárias que surgem, da evolução das primárias se apresentam como uma evolução destas, resultando em descamação, erosão, escaras, fissuras, cicratização, etc.

Existem oito fatores patológicos que estão na origem das doenças dermatológicas. Uma vez identificados, devem ser estes alvos de procedimentos de eliminação, usando-se os tratamentos internos e/ ou os externos, consoante a determinação e experiência do médico prescritor.

O nome Ictiose deriva do grego Ichtys, que significa peixe, numa comparação entre o aspecto da pele dos portadores desta doença e as escamas de um peixe.

Trata-se de um grupo heterogéneo de doenças que possuem em comum a presença de uma pele escamosa, em muitos casos separada por fissuras, enquanto que a pele é ao mesmo tempo frágil, podendo mesmo ferir-se com maior facilidade.

A Ictiose é o resultado de uma mutação genética passada de pais para filhos.

Em alguns casos raros, a mutação ocorre de forma espontânea na geração afetada.

O surgimento desta doença dá-se porque a nossa pele sofre um processo de renovação contínuo. A pele é constituída por células unidas entre si, por uma substância denominada de matriz extra-celular. As células da pele vão envelhecendo de forma espontânea e, uma vez mortas, a pele sofre um processo de descamação da camada córnea – mais superficial – que em pessoas de pele normal é invisível e organizada.

Nos doentes com ictiose, a descamação é alterada por vários motivos:

Têm demasiadas células a envelhecer ao mesmo tempo e acabam por morrer em grandes quantidades.

As células que envelhecem, fazem-no de forma não natural, acabando por ficar retidas na camada córnea, em forma de escamas aderentes.

Apesar de haver vários intervenientes neste processo, o resultado final é muito semelhante clinicamente:

Um estrato córneo anormal, com escamas e endurecimento da pele - a hiperqueratose.

Em algumas doenças o que provoca a mutação é conhecido e encontra-se bem definido. Por exemplo, na hiperqueratose epidermolítica, onde ocorre uma alteração das queratinas 1 e 10.

CONSEQUÊNCIAS

Esta doença provoca vários tipos de problemas. Entre os mais comuns e ligeiros, os doentes portadores desta doença encontram dificuldade em movimentar-se, pois a sua pele tende a formar gretas e fissuras, chegando a ficar ressequida.

A Ictiose pode ser uma doença desfigurativa, não só a nível estético, mas também causar dificuldades ao nível da inserção social, laboral e até mesmo implicações psicológicas.

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Não existe nenhuma cura para a Ictiose, apenas tratamentos, muitos deles sob a forma de cremes e hidratação constante que ajuda a suavizar e aliviar os sintomas.

A Ictiose é correntemente classificada na base da aparência clínica e padrão hereditário. Apenas um dermatologista experiente poderá fazer um diagnostico correto para determinar qual o tipo de Ictiose.

A biopsia ou um teste genético, através de uma recolha de sangue, são os métodos mais seguros e eficazes para um diagnóstico acertado.

A hidratação constante e regular é a melhor forma de garantir alguma qualidade de vida e conforto aos doentes portadores desta doença.

A ICTIOSE SEGUNDO A MEDICINA CHINESA

Na Medicina Chinesa a Ictiose é conhecida por Yu Lin Bin/ She Pi Xian.

Esta patologia pode desenvolver-se desde tenra idade, agravando-se no Inverno e persistindo no Verão. As suas lesões são geralmente concentradas nas extremidades dos quatro membros e nas costas.

Nos casos mais graves pode estender-se a toda a superfície corporal. Como característica principal apresenta uma grande secura da pele e podem observar-se escamas à superfície de cor castanho-escuro, de aspecto semelhante á carapaça de uma tartaruga.

ETIOLOGIA

A Ictiose surge, devido à hiperatividade do Vento e à secura do Sangue em consequência de uma insuficiência de Sangue. Em qualquer dos casos o Sangue não consegue nutrir a pele.

CASO CLÍNICO

Homem, 42 anos de idade, filho único, solteiro, advogado, hábitos alimentares desregrados, abusa frequentemente do álcool. Aparenta grande instabilidade emocional.

SINTOMATOLOGIA

Hipoestesia das extremidades, secura da pele generalizada, descamação das extremidades mais acentuada nos membros inferiores, prurido, feridas, deficiência da capacidade locomotora, dores de cabeça, insónia, tez pálida, língua amarelada, pulso filiforme.

DIAGNÓSTICO

Insuficiência de Yin e de Sangue
Hiperatividade do Vento
Secura do Sangue.

PRINCÍPIO TERAPÊUTICO

Tonificar o sangue e dispersar o vento
Humidificar a secura

TRATAMENTO

Fitoterapia:

Si Wu Tang – Tonifica o Sangue no seu todo. Regulariza o Sangue, ativa a circulação, retira a estase de Sangue.
Shi Qi Tang – Elimina o Vento – Calor – Humidade. Nutre e refresca o Sangue. É anti-puriginoso e anti-micótico.
Ying Xié Tang – Suprime o Vento e elimina calor no sangue e nos tecidos.Equilibra a energia do Fígado. Patologias cutâneas associadas ao psiquismo.
Huang Lian Su Gao - Alivia o prurido e a dor, cicatriza, regenera os tecidos, elimina fungos, bactérias e vírus. É anti-séptico.

Acupunctura:

17V Ge Shu – Ponto de reunião do Sangue. Harmoniza o Sangue.
De acordo com o princípio terapêutico da Medicina Chinesa, “para tratar o Vento, primeiro há que tratar o Sangue. Quando o sangue circula o vento acalma-se”.
20V Pi Shu – Ponto Shu do Baço.
O Baço é a fonte da produção de sangue – energia - líquido orgânico. O sangue é extraído dos alimentos pela função de transformação do baço e é transportado pelo Baço através da sua função de transporte e de subida do Puro até ao Coração – Pulmão, e aos 4 membros. Um vazio de sangue pode ser tratado através da tonificação do Baço e aumentar a sua capacidade de produção de energia-sangue.
10Rt Xuéhai – Fortalece o Baço, harmoniza o sangue, elimina o vento e dispersa o calor.
Xué Hai tem um sobrenome ou alcunha que é utilizado essencialmente em dermatologia: Bai Chong Wo, que significa “o ninho de cem insetos”, e que lembra a sua utilização no tratamento dos transtornos dermatológicos, caracterizados pelo prurido.
4Gi He Gu – Dispersa o vento, liberta a superfície, elimina o calor, purifica o Pulmão, tonifica o Qi e harmoniza o Qi Ji (movimentos de subida e descida, entrada e saída da energia).
Utilizado para de eliminar o Vento – Calor, nutrir o sangue e humedecer a secura.
36E Zusanli – É um ponto importante para tonificar Qi e Xué. Tonifica o Baço - Estômago, que representam o “céu posterior – o adquirido”. Ponto do “mar dos alimentos”, mantém não apenas o Qi mas também o Sangue. Por este motivo faz parte das fórmulas terapêuticas utilizadas no restauro e tonificação do Qi e Xué.
6Rt – Sanyinjiao – Fortalece o Baço-Estômago, harmoniza o Fígado e tonifica o Rim, harmoniza o Jiao Inferior, elimina o Vento e a Humidade.
O Baço produz o sangue, o Fígado guarda o sangue e o Rim conserva o Jing. 6Rt atua sobre os três órgãos, e pode ser utilizado em todos os quadros clínicos de sangue.
3F – Taichong – Drena o Fígado, regula o Qi Ji, elimina o Vento, Nutre o Xué.
13VB – Benshen – Acalma o Shen e elimina o Vento. É eficaz no tratamento dos transtornos mentais provocados em particular por desequilíbrios do Fígado – Coração.
O estancamento do Qi do Fígado, a supressão do Qi com a acumulação de Tan – Fleuma e a obstrução do Coração – Shen pelo Tan – Fleuma, podem dar lugar a: depressão sem vontade de falar, demência risos sem motivo, discurso incoerente, comportamentos anormais, etc,. – são comportamentos que fazem parte da DIAN - loucura calma.
O Ben Shen 13Vb está indicado para acalmar ou melhor, fixar ou enraizar o Shen.

Auriculoterapia:

Derme; Shen Men

João Catarino

REFERÊNCIAS

1. Choy, Dr. Pedro, Textos de Apoio, Associação Portuguesa de Acupuctura e Disciplinas Associadas;
2. Chonghuo, Dr, Tian, Le traitment par Acupuncture de Maladies Courantes, Editions en Langues Êtrangères;
3. Tianjin Science & Technology, Fundamentals of Acupuncture & Moxibustion;
4. Ping, Li, El Gran Libro de la Medicina China;
5. Jian-Hui, Liang, Manuel de Dermatologie Traditionnelle Chinoise;
6. Seca, Massimo di Villadorata, Bernard Côté, Acupuncture en Médecine Clinique, Maloine Paris.

Fonte: www.apa-da.pt

Ictiose

FOTOS

Ictiose

Ictiose

Ictiose

Ictiose

Ictiose

Ictiose

Sobre o Portal | Política de Privacidade | Fale Conosco | Anuncie | Indique o Portal