Breaking News
301 Moved Permanently

Moved Permanently

The document has moved here.

Home / Saúde / Escopofobia

Escopofobia

PUBLICIDADE

O que é a Escopofobia?

A Escopofobia é um medo persistente do escuro que se estende além da ansiedade normal de desenvolvimento experimentada por muitas crianças pequenas.

Também conhecido como nyctophobia (grave medo do escuro), esse transtorno de ansiedade pode dificultar que os pacientes naveguem em ambientes escuros e possam criar sentimentos de medo que dificultam o engajamento em tarefas regulares.

Um chefe de cozinha, por exemplo, pode ter medo de entrar em um refrigerador por causa das condições escuras, ou um zelador pode não ser capaz de entrar em um prédio sem iluminação.

O tratamento está disponível para tratar da escotofobia e ajudar o paciente a levar uma vida mais normal.

Muitas crianças experimentaram algum medo do escuro enquanto cresciam.

Este é um exemplo de um medo normal do desenvolvimento que deve desaparecer com o tempo, à medida que as crianças aprendem que a escuridão não é perigosa.

Em algumas crianças, a provocação pode aumentar o medo do escuro e fazer com que ele se transforme em fobia, em parte porque a criança pode ficar ansiosa por ser ridicularizada.

Algumas pessoas desenvolvem fobias porque experimentam experiências traumáticas no escuro, ou ouvem sobre eventos perturbadores que ocorreram em ambientes escuros.

A intensa cobertura da mídia sobre um assassinato brutal, por exemplo, pode afetar os telespectadores.

Em pessoas com escotofobia, estar em lugares escuros pode ser intolerável. Eles podem desenvolver um coração acelerado, suor frio, náusea e outros sintomas de extrema ansiedade.

Além disso, eles também podem estar preocupados com a sua escotofobia, o que pode significar que eles se preocupam durante conversas sobre o escuro, ou em situações em que as luzes podem ser desligadas.

Por exemplo, se um professor planeja usar slides durante as palestras, um aluno pode ficar chateado ao pensar em um auditório escuro.

A psicoterapia pode ajudar pessoas com escotofobia.

Um profissional de cuidados de saúde mental pode explorar a fobia com o paciente em um ambiente seguro para determinar por que ele começou, o que às vezes pode ajudar a resolver o medo.

Tratamentos como terapia de conversa regular e medicamentos ajudam alguns pacientes a abordar seus medos subjacentes.

Uma criança pode ter desenvolvido um medo do escuro como resultado da transferência após a morte de um dos pais, por exemplo, e processar isso poderia resolver o problema.

A dessensibilização sistemática é outra abordagem à terapia de fobia que pode beneficiar alguns pacientes. Neste tratamento, o profissional de cuidados trabalha com o paciente em um ambiente controlado.

Eles podem começar falando sobre a escuridão, olhando vídeos de ambientes escuros e trabalhando em uma sala cada vez mais escura.

Ao longo de várias sessões, o paciente pode eventualmente se sentir confortável no escuro com o terapeuta, o que poderia levar a mais confiança nas situações do mundo real.

Definição

Scotophobia (Escopofobia) é o medo da escuridão.

A origem da palavra Scoto é grega (significa escuridão ou cegueira) e fobia é grega (significa medo).

A escofobia é considerada uma fobia específica, que é discutida na página inicial.

Escopofobia também está relacionado com Lygophobia (medo de estar em lugares escuros), Myctophobia (medo da escuridão), Nyctophobia (medo do escuro ou da noite) e Achluophobia (medo da escuridão).

Quais são as causas?

É geralmente aceito que as fobias surgem de uma combinação de eventos externos (isto é, acontecimentos traumáticos) e predisposições internas (isto é, hereditariedade ou genética).

Muitas fobias específicas podem ser rastreadas até um evento desencadeante específico, geralmente uma experiência traumática em idade precoce.

Fobias sociais e agorafobia têm causas mais complexas que não são totalmente conhecidas no momento.

Acredita-se que a hereditariedade, a genética e a química do cérebro combinam-se com experiências de vida para desempenhar um papel importante no desenvolvimento de fobias.

Quais são os sintomas?

Tal como acontece com qualquer fobia, os sintomas variam de pessoa para pessoa, dependendo do seu nível de medo.

Os sintomas normalmente incluem ansiedade extrema, medo e qualquer coisa associada a pânico, como falta de ar, respiração acelerada, batimentos cardíacos irregulares, suor, sudorese excessiva, náusea, boca seca, náusea, incapacidade de articular palavras ou frases, boca seca e tremores.

Escopofobia – Fotos

Scotophobia (Escopofobia) – O medo da escuridão

Fonte: www.colegiosaofrancisco.com.br

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Gripe Espanhola

Gripe Espanhola

PUBLICIDADE Definição A pandemia de gripe espanhola é a catástrofe contra a qual todas as pandemias modernas …

Viroides

PUBLICIDADE Definição Os viroides são os menores patógenos infecciosos conhecidos, constituídos apenas por um RNA circular …

Animais Invertebrados

PUBLICIDADE Definição de Invertebrado Invertebrados são animais que não têm espinha dorsal. A coluna vertebral …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

301 Moved Permanently

Moved Permanently

The document has moved here.