Breaking News
Home / Saúde / Misofonia

Misofonia

O que é a Misofonia?

PUBLICIDADE

Misofonia é um transtorno psicológico que algumas pessoas possuem, que é a hipersensibilidade a barulhos do cotidiano. A pessoa se irrita com diversos tipos de barulho. Alguns exemplos são de pessoas comendo, batucando sem parar, som repetitivos, entre outros. Com isso essas pessoas se isolam e procuram evitar esses barulhos, gerando problemas socias.

É necessário procurar um médico para avaliar qual o nível dessa doença. Pode-se receitar medicamentos, terapias e tratamentos psicológicos. É uma doença nova, descoberta na década de 90.

A misofonia é uma condição médica reconhecida em que a pessoa afetada pode desenvolver uma hipersensibilidade a barulhos do dia-a-dia, geralmente aos sons feitos por outras pessoas ao comer e ao respirar.

Isto pode desencadear sentimentos extremos de raiva ou pânico, ou mesmo de imaginar ser-se violento contra quem está a fazer o som. A condição é também denominada síndrome de sensibilidade ao som seletivo.

Quando a reação é particularmente forte, é por vezes denominada fonofobia. Sim, mas toda a gente tem sons de que não gosta… É verdade. Por exemplo, a maioria de nós não suporta a ideia de unhas a arranhar um quadro. Mas a misofonia clínica é diferente.

As pessoas com esta condição muito frequentemente acabam por alienar as pessoas de quem são mais próximas. Isto pode conduzir, e conduz, ao afastamento e divórcio, desemprego e até, em casos extremos, à auto-mutilação ou a uma incapacidade de sair de casa.

As crianças são particularmente vulneráveis à misofonia, tanto como doentes eles mesmas e como alvos de um progenitor que sofra de misofonia.

Acredita-se que a idade comum em que a misofonia se começa a manifestar é por volta dos 8-12 anos, apesar dos sintomas poderem aparecer em qualquer idade.

As pessoas afetadas tendem a começar a reparar numa característica específica da respiração ou dos hábitos alimentares de um ente querido. Tornam-se obcecadas pelo som ou sons, e hipersensíveis aos mesmos. Essa sensibilidade pode-se então espalhar a outros sons feitos por essa pessoa (ou por outra pessoa) ou para as ações com que fazem os sons, ou mesmo para a antecipação destes.

A reação pode envolver raiva, pânico, medo, desejo de fugir, imaginar seriamente atacar quem está a fazer o som, ou todas estas emoções juntas. Escusado será dizer que a reação não é de maneira nenhuma proporcional à natureza do que a desencadeou.

Os afetados têm estas reações provocadas sobretudo pelas pessoas que lhes são mais próximas.

E quanto às famílias e amigos de pessoas com misofonia? Compreende-se que pode ser muito angustiante ser-se informado constantemente que a maneira como se come ou respira é nojenta´, ou até particularmente perceptível.

A maioria das pessoas com misofonia também compreende isso. Sabem que são elas que têm um problema e que habitualmente a pessoa que as provoca (isto é, a pessoa que está a fazer o som) está apenas a comportar-se de forma normal.

No entanto, quando estão a ter uma reação misofónica, ficam incapazes de participar numa discussão fundamentada.

O termo misofonia (miso = aversão extrema ou ódio e fonia = som) só foi inventado no início de 1990 pelos cientistas americanos Pawel e Margaret Jastreboff. É claro, as pessoas já sofriam desta condição antes de existir um nome para ela!

Acredita-se que os médicos simplesmente diagnosticavam os sintomas como uma forma de ansiedade. No entanto, a misofonia tem sintomas de tal forma pronunciados (apesar de poder variar de um indivíduo para outro) que é claramente mais do que apenas ansiedade. Grupos de apoio na Internet tem permitido aos que sofrem desta condição unir-se e perceber que não estão sozinhos em ter estes sintomas tão específicos.

Existe uma cura? Não.

Diversos tratamentos tal como terapia cognitivo-comportamental (TCC) ou terapia de habituação do zumbido. É necessário que se faça mais pesquisa sobre isto.

A misofonia se parece transtorno obsessivo-compulsivo (TOC) ou autismo. Podem haver semelhanças, mas de momento não existe qualquer pesquisa que sugira que estas condições estão relacionadas de forma médica ou psicológica.

Misofonia

Definição

Misofonia , literalmente “ódio do som,” foi proposto em 2000 como um distúrbio no qual as emoções negativas, pensamentos e reações físicas são desencadeadas por sons específicos.

Misofonia não tem classificação como um auditório, neurológica ou condição psiquiátrica, não existem critérios de diagnóstico padrão, não é reconhecida na DSM-IV ou a CID-10 , e há pouca pesquisa sobre a sua prevalência ou tratamento.

Os proponentes sugerem misofonia pode afetar adversamente a capacidade de alcançar objetivos de vida e desfrutar de situações sociais. O tratamento consiste em desenvolver estratégias de enfrentamento , tais como terapia cognitivo-comportamental e terapia de exposição.

O termo “misofonia” foi cunhado pela primeira vez por fonoaudiólogos Pawel e Margaret Jastreboff em uma publicação em 2000.Pessoas que sofrem de misofonia formaram grupos de apoio online.

A imprensa tem, por vezes, subestimada a força de reações misophonic, que são geralmente ligeiros a moderados.

Em 2016, Silêncio por favor , um documentário sobre misofonia, foi liberado.

Fonte: www.colegiosaofrancisco.com.br/docslide.com.br/en.wikipedia.org

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Síndrome de Williams

Síndrome de Williams

PUBLICIDADE A síndrome de Williams é um distúrbio do desenvolvimento que afeta muitas partes do …

Líquen Escleroso

Líquen Escleroso

PUBLICIDADE O líquen escleroso é uma condição dermatológica que afeta principalmente mulheres após a menopausa …

Irite

Irite

PUBLICIDADE O que é A irite é inflamação da íris (a parte colorida do olho). …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.