Breaking News
Home / Saúde / Neuromielite óptica

Neuromielite óptica

PUBLICIDADE

A neuromielite óptica é um distúrbio auto-imune que afeta a medula espinhal e o nervo óptico.

Também conhecida como doença de Devic, distúrbio do espectro da neuromielite óptica.

O que é

A neuromielite óptica é um distúrbio do sistema nervoso que pode prejudicar a visão e levar a fraqueza ou paralisia nos braços e pernas.

As pessoas que sofrem do distúrbio geralmente apresentam episódios esporádicos de nervo óptico e inflamação da medula espinhal entre períodos livres de sintomas.

Os sintomas da neuromielite óptica são semelhantes aos associados à esclerose múltipla, embora as duas condições possam ser distinguidas pela gravidade dos episódios e pela quantidade de envolvimento cerebral.

Não há cura, mas os médicos podem prescrever medicamentos que diminuem a frequência e a duração dos ataques.

Os médicos não entendem completamente as causas da neuromielite óptica, mas acredita-se que a genética tenha o papel mais importante em seu desenvolvimento.

É um distúrbio autoimune no qual o sistema imunológico ataca os revestimentos gordurosos das células nervosas chamadas mielina.

À medida que as coberturas protetoras de mielina se tornam inflamadas e deterioradas, as células nervosas perdem sua capacidade de gerar e enviar impulsos de maneira eficiente.

Quando o nervo óptico é prejudicado pela neuromielite óptica, uma pessoa pode sentir dor nos olhos, visão embaçada e incapacidade de diferenciar cores.

Os problemas de visão tendem a se desenvolver repentinamente no início de um episódio e pioram gradualmente ao longo de muitos dias.

A cegueira temporária pode ocorrer após cerca de duas ou três semanas durante um episódio grave. Sensações de fraqueza, dormência e formigamento nas extremidades também são comuns na neuromielite óptica, e algumas pessoas sofrem paralisia temporária.

Os episódios sintomáticos podem retornar a cada poucos dias ou semanas, mas muitas pessoas desfrutam de meses ou até anos entre os ataques.

Quando um paciente mostra sinais de neuromielite óptica, os especialistas podem realizar uma série de testes de diagnóstico para confirmar a condição e descartar a esclerose múltipla.

Exames neurológicos, tomografias computadorizadas e telas de ressonância magnética são usadas para identificar a quebra de mielina ao longo do nervo óptico e da medula espinhal e para garantir que as células cerebrais não estejam inflamadas.

Os pacientes que procuram consultas durante períodos livres de sintomas podem mostrar muito poucos sinais de um distúrbio crônico, portanto podem ser solicitados a retornar quando surgem os episódios.

Após a confirmação do diagnóstico, o médico pode fornecer corticosteróides, como a prednisona, para aliviar os sintomas imediatos de dor e inflamação. Para reduzir as chances de episódios futuros freqüentes, um paciente pode receber prescrição de medicamentos imunossupressores diariamente. A maioria das pessoas que toma seus remédios ainda sofre ataques ocasionais, mas eles tendem a ser menos graves.

Se problemas sérios continuarem a ocorrer, um paciente pode precisar receber transfusões regulares de plasma sanguíneo para diluir a resposta autoimune.

Resumo

A neuromielite óptica é um distúrbio do sistema nervoso central que afeta principalmente os nervos oculares (neurite óptica) e a medula espinhal (mielite).

A neuromielite óptica também é conhecida como distúrbio do espectro da neuromielite óptica ou doença de Devic.

Ocorre quando o sistema imunológico do seu corpo reage contra suas próprias células no sistema nervoso central, principalmente nos nervos ópticos e medula espinhal, mas às vezes no cérebro.

A causa da neuromielite óptica geralmente é desconhecida, embora às vezes possa aparecer após uma infecção ou esteja associada a outra condição autoimune.

A neuromielite óptica é frequentemente diagnosticada como esclerose múltipla (EM) ou percebida como um tipo de EM, mas a neuromielite óptica é uma condição distinta.

A neuromielite óptica pode causar cegueira em um ou ambos os olhos, fraqueza ou paralisia nas pernas ou braços, espasmos dolorosos, perda de sensação, vômitos e soluços incontroláveis e disfunção da bexiga ou intestino devido a danos na medula espinhal.

As crianças podem experimentar confusão, convulsões ou coma com a neuromielite óptica.

Os surtos de neuromielite óptica podem ser reversíveis, mas podem ser graves o suficiente para causar perda visual permanente e problemas ao caminhar.

Fonte: Equipe Portal São Francisco

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Glicerina Vegetal

PUBLICIDADE Definição A glicerina vegetal, também conhecida como glicerol vegetal, é um produto de carboidrato …

Doença de Creutzfeldt-Jakob

PUBLICIDADE Definição A doença de Creutzfeldt-Jakob é um distúrbio cerebral degenerativo que leva à demência …

Xantelasma

PUBLICIDADE Definição Xantelasma são nódulos gordurosos que tendem a se formar perto dos cantos internos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.