Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Saúde / Colangiografia

Colangiografia

PUBLICIDADE

Definição

Colangiografia uma radiografia dos ductos biliares após a ingestão ou injeção de uma substância radiopaca.

Colangiografia – Imagem do Ducto Biliar

Colangiografia é a imagem do ducto biliar (também conhecido como árvore biliar) por raios-x.

Existem pelo menos dois tipos de colangiografia:

Colangiografia trans-hepática percutânea (PTC): Exame do fígado e vias biliares por raios-x. Isto é conseguido pela inserção de uma agulha fina no fígado, carregando um meio de contraste para ajudar a ver o bloqueio no fígado e nas vias biliares.

Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE): Embora esta seja uma forma de imagem, é diagnóstica e terapêutica, e é frequentemente classificada com cirurgias, e não com imagens.

Em ambos os casos, fluidos fluorescentes são usados para criar contrastes que tornam o diagnóstico possível.

colangiografia substituiu em grande parte o método de colangiografia intravenosa (VCI) usado anteriormente.

A colangiopancreatografia por ressonância magnética (CPRM) e a colangiografia com tubo T são outros métodos de colangiografia.

O que é uma Colangiografia?

colangiografia é um procedimento médico feito para visualizar a árvore biliar ou os ductos biliares.

A árvore biliar é a estrutura através da qual a bílis, produzida no fígado, passa antes de ir para os intestinos para digerir as gorduras consumidas durante a refeição. Este teste geralmente envolve o uso de um corante especial injetado nos ductos biliares do paciente e seguido por uma série de raios-X. Muitas vezes, é feito para examinar a área de bloqueio e estreitamento, o que pode resultar em colangite ou inflamação do ducto biliar.

Os sintomas de colangite são febre, dor no abdômen, amarelecimento da pele e aumento do fígado.

Existem vários tipos de colangiografia.

Estes incluem colangiografia trans-hepática percutânea (PTC)colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE) e colangiografia pós-operatória.

Eles geralmente diferem no processo de como o corante está sendo introduzido na árvore biliar.

Por exemplo, no Colangiografia trans-hepática percutânea (PTC), uma agulha longa é injetada no abdômen para colocar o corante na árvore biliar.

Colangiografia
Colangiografia trans-hepática percutânea

Na colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE), um endoscópio, que é um tubo flexível com câmera acoplada no final, geralmente é inserido na boca do paciente até atingir a primeira parte do intestino delgado.

Colangiografia
Colangiopancreatografia retrógrada endoscópica

Através disso, um tubo ou cateter fino é inserido nos ductos biliares seguido pela injeção do corante na área.

Os pacientes que se submetem à cirurgia para remoção da vesícula biliar muitas vezes têm um tubo em forma de T inserido no ducto biliar após a cirurgia. Para colangiografia pós-operatória, o corante é introduzido através deste tubo em forma de T.

Após a introdução do corante na árvore biliar do paciente, uma série de raios-X é feita.

As radiografias são então lidas por um radiologista, um médico especialista na interpretação de resultados de exames de imagem. Quando não há bloqueio, o corante geralmente flui continuamente. Sua ausência em qualquer seção da árvore biliar frequentemente indica obstrução.

Causas da obstrução do ducto biliar incluem cistos, tumores ou câncer na área e cálculos no ducto biliar, entre outros.

Antes de passar pelo procedimento, os pacientes geralmente são instruídos a jejuar por pelo menos oito horas. Eles também podem ser sedados durante o processo. Todo o procedimento geralmente leva cerca de 30 minutos a uma hora. Os resultados do teste são freqüentemente liberados dois a três dias depois.

Existem alguns riscos envolvidos na colangiografia.

Estes incluem dor no local da injeção e sangramento que pode se manifestar como fezes sanguinolentas. O uso do corante especial também pode ser tóxico para os rins.

Outros efeitos colaterais da colangiografia incluem vômitos, boca seca, visão embaçada e reações alérgicas graves.

Colangiografia
Colangiografia trans-hepática percutânea.
A agulha aspirante é passada através da pele do paciente e do tecido do fígado até que a ponta penetre um dos ductos hepáticos.
O meio radiopaco é então instilado na árvore biliar para melhorar a visualização radiográfica.

Colangiografia é um exame radiográfico dos ductos biliares, utilizando um contraste radiopaco como meio de contraste.

No método intravenoso, o corante é administrado por via intravenosa e é excretado pelo fígado para os ductos biliares.

As radiografias são tiradas em intervalos de 10 minutos à medida que o corante é excretado pelos ductos cístico, hepático e biliar comum para o trato intestinal. A excreção é geralmente concluída dentro de 4 horas. A preparação do paciente para o método intravenoso requer a restrição de fluidos para concentrar o corante e pode também incluir a limpeza do trato intestinal no dia anterior ao exame com um laxante ou enema, para que o material fecal e o gás não obscureçam o trato biliar.

Às vezes, a colangiografia é realizada após a cirurgia da vesícula biliar e do trato biliar. Neste método, o corante radiopaco é injetado diretamente em um tubo que foi deixado no trato biliar desde o momento da cirurgia. Os filmes são tirados imediatamente após o corante ser injetado. Se não houver obstrução, as estruturas biliares se enchem prontamente e rapidamente se esvaziam no trato intestinal.

Quando é necessário que o cirurgião localize cálculos biliares ou outras condições obstrutivas no momento em que a cirurgia está sendo realizada, o corante pode ser injetado diretamente nos ductos biliares. Os filmes são retirados da sala de cirurgia, e obstruções que não sejam discerníveis podem ser localizadas e corrigidas enquanto o paciente ainda estiver anestesiado.

Um paciente com icterícia não pode sofrer colangiografia intravenosa ou colecistografia oral.

Uma via alternativa para a injeção do contraste e visualização do sistema biliar é a colangiografia trans-hepática percutânea. Sob controle fluoroscópico, uma agulha é introduzida através da pele e no fígado, onde o material de contraste é depositado. Os ductos biliares obstruídos e distendidos podem então ser visualizados. Após a visualização, os dutos podem ser drenados através da agulha.

O que é um Cateter de Colangiografia?

Colangiografia
Cateter de Colangiografia

As Colangiografia são técnicas de imagem que permitem ao médico examinar especificamente os dutos que liberam a bile no sistema digestivo. Algumas dessas técnicas requerem a inserção de um pequeno tubo nos dutos como parte do procedimento. Este tubo é chamado de cateter de colangiograma.

Algumas condições médicas, como cálculos biliares e cânceres, podem causar bloqueios ou outros problemas nos ductos biliare

s. Em vez de ter que passar por uma cirurgia exploratória para que o médico possa identificar a presença e a causa dos problemas do ducto, o paciente agora precisa apenas de uma técnica de imagem minimamente invasiva. Dois tipos principais de procedimentos de imagem em ductos biliares exigem o uso de cateteres de colangiografia.

Um cateter é uma forma específica de tubulação para fins médicos. Permite que o fluido seja drenado para fora do corpo ou para entrar no corpo.

No caso de um cateter de colangiografia, o fluido precisa entrar no corpo em um ponto específico. Geralmente, com colangiogramas, os cateteres são estreitos em diâmetro.

Este fluido é um corante. O corante aparece na imagem final da tecnologia de imagem e ajuda a identificar áreas de preocupação. Um duto bloqueado, por exemplo, não deixará passar o corante, e assim o corante só aparecerá em um lado. O corante pode ajudar o médico a identificar bloqueios, vazamentos ou ductos anormalmente estreitos que possam indicar doença.

colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE) é uma técnica de imagem que utiliza um cateter de colangiografia. Para este procedimento, o médico insere uma câmera em um longo tubo pelo sistema digestivo até o topo do intestino delgado. Um cateter fino de colangiograma é então colocado diretamente no ducto biliar maior. Em seguida, corante é executado através do cateter para destacar a área de interesse.

colangiografia trans-hepática percutânea (CPT) é um procedimento mais invasivo que envolve a inserção de uma agulha no abdome e nos ductos biliares.

Esta agulha é usada como um fio guia para o tubo do cateter, que desliza sobre ele para o posicionamento exato. Em seguida, o médico infunde o corante através do cateter nos ductos e destaca as áreas de interesse com o fluxo do corante.

Tanto a colangiopancreatografia retrógrada endoscópica (CPRE) quanto os cateteres de colangiografia da Colangiografia trans-hepática percutânea (PTC) são temporariamente inseridos como sistemas de entrega para o corante. Após os procedimentos, os cateteres são removidos.

Assim como as técnicas de CPRE e PCT, a ressonância magnética também pode encontrar problemas no ducto, e essa técnica não requer qualquer inserção de corante ou inserção de tubo invasivo.

Fonte: www.emoryhealthcare.org/www.ncbi.nlm.nih.gov/www.wisegeek.org/nursing.unboundmedicine.com/jamanetwork.com/medical-dictionary.thefreedictionary.com

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Fenômeno de Ashman

PUBLICIDADE Definição O fenômeno de Ashman, também conhecido como batimento do Ashman, descreve um tipo particular …

Lipogênese

Lipogênese

PUBLICIDADE Definição Lipogênese é a formação metabólica de gordura, a transformação de materiais alimentares não gordurosos …

Cortisol

PUBLICIDADE Definição O cortisol é um hormônio baseado em esteróides e é sintetizado a partir do colesterol …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+