Breaking News
Home / Saúde / Geriatria

Geriatria

PUBLICIDADE

Definição

Medicina geriátrica é o ramo da medicina preocupado com o diagnóstico, tratamento e prevenção de doenças em idosos e os problemas específicos do envelhecimento. Também chamado de geriatria.

Do grego “geron” significa “homem velho” + “iatreia” que significa “o tratamento da doença”.

O que é Geriatria?

A geriatria é uma área da medicina que lida com pacientes idosos.

Os principais objetivos deste campo são promover a saúde dos idosos e prevenir e tratar doenças que possam encontrar.

Um profissional médico especializado em geriatria é chamado de geriatra. Seu trabalho pode ser bastante exigente, já que os pacientes idosos tendem a ter problemas de saúde únicos, com muitos problemas de saúde ocorrendo em um momento em um paciente. Além disso, os pacientes idosos costumam reagir de maneira diferente dos pacientes mais jovens quando adoecem.

Portanto, um geriatra deve criar um plano de saúde que atenda a essas necessidades exclusivas.

Saúde geriátrica

À medida que as pessoas envelhecem, sua saúde muitas vezes se torna frágil, então os médicos que tratam pacientes geriátricos devem lidar com uma série de preocupações com os idosos.

Uma das principais preocupações na saúde geriátrica é a demência, que pode afetar seriamente as habilidades cognitivas de um paciente.

Aprender a administrar a demência no início pode ajudar a melhorar a qualidade de vida de uma pessoa idosa. Um aumento do risco de diabetes tipo II é outro problema de saúde geriátrico.

A lesão grave por quedas é uma ocorrência comum em idosos e uma grande preocupação na saúde geriátrica.

Manter a saúde geriátrica é vital à medida que se avança na idade.

Problemas de saúde e preocupações podem variar com o indivíduo, embora muitos idosos compartilhem uma queixa comum: artrite.

As condições inflamatórias das articulações podem ser extremamente dolorosas e debilitantes. O enfrentamento da artrite é especialmente difícil para os idosos, pois pode ameaçar sua independência e qualidade de vida.

Cuidados de saúde geriátricas, muitas vezes envolve o tratamento de pacientes com doença cardiovascular. O risco de doença cardíaca coronária aumenta com a idade.

Fatores como dieta inadequada e obesidade em pacientes idosos podem contribuir para problemas relacionados ao coração.

Visão prejudicada é outra outra grande preocupação na saúde geriátrica. Problemas de visão ou mesmo cegueira podem resultar como uma complicação do diabetes. Os idosos são mais propensos a desenvolver essas complicações se o diabetes não for adequadamente gerenciado.

Os efeitos do envelhecimento também podem contribuir para a perda auditiva. É por isso que é mais comum os idosos confiarem no uso de aparelhos auditivos. Outras opções de tratamento, como implantes cocleares, podem auxiliar pacientes idosos com perda auditiva.

Abordar questões de saúde mental pode ser uma parte fundamental do cuidado geriátrico. Muitos idosos sofrem de depressão, principalmente devido à falta de interação social.

Sentimentos de isolamento podem ocorrer quando uma pessoa idosa está em casa. Em casos extremos de depressão, o suicídio entre os idosos é uma preocupação.

Outros problemas de saúde mental na medicina geriátrica são perda de memória e demência. O raciocínio cognitivo pode ser comprometido como resultado da demência devido ao envelhecimento.

Demência avançada pode causar sintomas como delírios e histeria. A doença de Alzheimer pode ser leve a avançada, e geralmente requer tratamento, como medicação e terapia cognitiva.

A nutrição é uma das principais preocupações de muitos idosos. Em muitos casos, uma pessoa idosa que mora sozinha ou está em casa pode não receber uma nutrição adequada.

Falta de nutrição adequada também pode ser devido à incapacidade de cozinhar para si mesmo. Prestar assistência domiciliar a um idoso que não pode cuidar de si pode ser uma solução.

Quais são as características comuns dos pacientes geriátricos?

Existem muitas características comuns que muitos pacientes geriátricos compartilham.

À medida que as pessoas envelhecem, muitas vezes perdem alguma função física e mental e correm maior risco de lesões e certas doenças.

Embora muitas condições e preocupações médicas possam afetar pacientes de qualquer idade, os pacientes geriátricos geralmente requerem cuidados e testes diferentes devido à idade.

A doença cardíaca e outros problemas cardiovasculares são uma grande preocupação para pacientes idosos.

A idade avançada enfraquece o coração e as artérias tornam-se mais duras devido ao acúmulo de placa e perda de flexibilidade. Esses problemas tornam mais difícil para o coração bombear o sangue por todo o corpo, o que pode levar à pressão alta, ataque cardíaco e outros problemas sérios.

Os pacientes geriátricos devem se esforçar para ter uma dieta saudável, fazer exercícios regulares e ter a pressão arterial e o coração verificados regularmente para que seus médicos possam diagnosticar e tratar prontamente quaisquer problemas relacionados ao coração.

Os pacientes mais velhos freqüentemente sofrem de problemas de saúde relacionados a ossos, articulações e músculos, como artrite e osteoporose, que limitam suas habilidades de movimento e os tornam mais suscetíveis a lesões.

Muitos medicamentos prescritos para pessoas idosas aumentam o risco de quedas; portanto, esses pacientes devem ser monitorados de perto e seguir as precauções de segurança para evitar quedas perigosas que podem resultar em fraturas ósseas. Cálcio e vitamina D ajudam a promover a resistência óssea, e exercícios e alongamentos ajudam a melhorar a flexibilidade e a força muscular.

A visão e a audição tendem a diminuir com a idade, de modo que os pacientes geriátricos geralmente exigem exames oftalmológicos e oculares mais frequentes do que os pacientes mais jovens.

Usar óculos ou contatos ou usar aparelhos auditivos pode ajudar os idosos a compensar a perda parcial desses sentidos. Os idosos muitas vezes exigem visitas dentárias mais freqüentes, bem como devido a problemas de dentes ou gengivas frágeis causadas por menos saliva.

A incontinência urinária é uma preocupação comum para pacientes geriátricos. Embora alguns problemas de controle da bexiga resultem do envelhecimento, os idosos que experimentam esses problemas devem discuti-los com seus médicos para descartar condições sérias subjacentes relacionadas à idade, como problemas de próstata nos homens.

Mudanças no estilo de vida e medicamentos podem ajudar muitos pacientes geriátricos a ganhar controle de suas bexigas.

Os neurônios no cérebro responsáveis pela memória começam a declinar à medida que as pessoas envelhecem, muitos pacientes geriátricos experimentam problemas com a memória que podem piorar progressivamente ou evoluir para condições mais graves, como a demência e a doença de Alzheimer.

A depressão é outra grande preocupação entre os pacientes geriátricos. Muitas pessoas idosas desenvolvem depressão como resultado da perda de entes queridos, problemas de saúde, falta de satisfação que uma vez receberam de empregos ou de criar filhos, ou simplesmente envelhecerem.

Cuidar e tratar pacientes idosos requer que os médicos e outros profissionais de saúde estejam atentos às idades dos seus pacientes.

O enfraquecimento da pele devido ao envelhecimento pode tornar mais difícil para os profissionais de saúde extraírem sangue ou administrarem medicamentos intravenosos.

Os médicos que tratam os idosos devem freqüentemente explicar as coisas de forma mais clara e devagar para garantir que seus pacientes entendam.

Os profissionais de saúde também devem ser diligentes sobre a verificação de interações medicamentosas antes de prescrever novos medicamentos para pacientes mais velhos, porque muitos deles já tomam outras drogas.

O que faz um médico geriátrico?

Um médico geriatra presta assistência médica, aconselhamento e tratamento a adultos idosos.

Também chamados de “geriatras”, os médicos geriátricos geralmente mantêm práticas ou escritórios projetados exclusivamente para as necessidades exclusivas das pessoas idosas.

Embora um médico geriatra seja em primeiro lugar um médico, muitos dos deveres do trabalho excedem os cuidados médicos básicos.

Os médicos que se especializam em geriatria muitas vezes ajudam os pacientes idosos a se adaptarem às questões do fim da vida, e podem se concentrar mais no conforto do paciente do que nas curas definitivas.

Um médico geriátrico também envolverá freqüentemente familiares e outros profissionais de saúde nos cuidados de um paciente individual.

Uma das tarefas mais importantes de um médico geriatra é entender como o envelhecimento afeta a saúde do corpo. Idosos e idosos têm alguns dos problemas de saúde mais desafiadores de qualquer grupo demográfico.

À medida que os corpos envelhecem e se tornam frágeis, os remédios tradicionais para doenças comuns são menos eficazes ou param completamente de funcionar.

A tendência de várias coisas darem errado simultaneamente aumenta também, e as defesas naturais do corpo diminuem.

A medicina geriátrica é dedicada à adaptação de tratamentos tradicionais para pacientes que se aproximam dos fins de suas vidas.

Muito do que um médico geriatra faz é o controle da dor. Ele se encontrará com um paciente, avaliará os problemas de saúde e de saúde do paciente e procurará maneiras razoáveis de aliviar o sofrimento do paciente, se houver.

Embora o foco de muitos pacientes mais jovens seja a cura ou o restabelecimento da saúde normal, com os idosos, o conforto costuma ser mais importante.

Naturalmente, pequenas doenças podem ser curadas, mesmo nos idosos. São as condições mais sérias – particularmente cânceres e falência de órgãos – que dão aos geriatras mais tempo de pausa.

Tratamentos agressivos que podem ter sido apropriados em jovens podem não ser mais tratamentos que um paciente idoso irá responder favoravelmente. Como o corpo envelhece, muitas vezes tem um tempo cada vez mais difícil de volta.

O gerenciamento da saúde mental é outra tarefa importante do médico geriatra. Doenças como Alzheimer e demência têm efeitos profundos na qualidade de vida e na autonomia de muitos idosos.

A degradação mental geralmente afeta profundamente também os familiares próximos.

Médicos geriátricos geralmente devem ser bem versados em tratar e mitigar os aspectos negativos da degeneração mental, e muitas vezes devem gastar muito tempo fornecendo informações aos familiares envolvidos.

Muitos geriatras também mantêm uma lista de conselheiros de saúde mental e familiares disponíveis para encaminhamentos.

Além desses princípios básicos, as tarefas diárias e os compromissos de qualquer médico geriatra variam dependendo dos contornos da prática do médico.

Alguns médicos geriatras trabalham em práticas dedicadas a atender as necessidades dos idosos da comunidade vizinha. Outros trabalham como especialistas em consultórios gerais ou de práticas familiares, ou trabalham em hospitais ou centros de cuidados paliativos. Não importa onde eles trabalhem, no entanto, todos os médicos geriátricos trabalham para tratar, curar e confortar o corpo que está envelhecendo.

Na maioria das vezes, um médico geriatra é um especialista geriátrico certificado.

Fonte: www.healthcareers.nhs.uk/elliothospital.org/www.wisegeek.org/www.docdoc.com.sg/www.summitmedicalgroup.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Neuroendocrinologia

PUBLICIDADE Definição A neuroendocrinologia é a disciplina que estuda a produção de hormônios pelos neurônios, a sensibilidade …

Teste de Watson

Teste de Watson

PUBLICIDADE Definição O teste de Watson é um teste de diagnóstico para instabilidade entre os ossos escafoide …

Síndrome de Lesch-Nyhan

PUBLICIDADE Definição A síndrome de Lesch-Nyhan é uma condição genética rara que resulta em anormalidades …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.