Breaking News
Home / Saúde / Pneumonia

Pneumonia

PUBLICIDADE

Pneumonia – Definição

pneumonia é o inchaço (inflamação) do tecido em um ou ambos os pulmões. Geralmente é causado por uma infecção bacteriana.

pneumonia faz com que os sacos de ar dos pulmões se encham de líquido ou pus. Pode variar de leve a grave, dependendo do tipo de germe que causa a infecção, sua idade e sua saúde geral.

Afeta os pequenos sacos de ar nos pulmões, chamados alvéolos. Quando você tem pneumonia, esses sacos de ar ficam inflamados e se enchem de líquido. Isso torna mais difícil para você respirar.

O que é pneumonia?

O termo médico pneumonia abrange, na verdade, mais de 50 doenças respiratórias que dizem respeito à função dos sacos de ar do pulmão, ou alvéolos.

Existem vários irritantes que podem causar o seu desenvolvimento, incluindo bactérias, vírus, micoplasma, fungos e produtos químicos. Quando um desses irritantes consegue contornar as defesas naturais do corpo, uma infecção se forma na parte mais profunda dos pulmões. À medida que o corpo libera glóbulos brancos para combater essa infecção, os fluidos enchem os alvéolos e os brônquios.

É esse aumento de fluido e a doença subsequente que muitos de nós consideramos pneumonia.

A pneumonia viral é a forma mais comum, embora, ironicamente, nem sempre produza os piores sintomas. Muitas pessoas contraem essa doença logo após a formação de outra doença respiratória superior.

Os vírus expelidos dos pulmões pela tosse podem ser re-aspirados para os sacos de ar e formar uma nova infecção. Os pacientes com essa forma podem notar um aumento gradual dos sintomas, começando com tosse persistente e levando a febre alta e náuseas. Os casos graves podem exigir tratamento hospitalar, mas muitos médicos sugerem que a infecção siga seu curso por algumas semanas.

Algumas pessoas desenvolvem esta doença após exposição a bactérias, frequentemente em um ambiente hospitalar ou em áreas públicas durante os meses de inverno.

pneumonia bacteriana tem um início muito mais rápido, com febre súbita e respiração dolorosa observada durante as primeiras horas. Os primeiros tratamentos geralmente envolvem antibióticos orais, mas muitas cepas de bactérias se tornaram resistentes nos últimos anos. Esse tipo pode ser responsável por apenas 25% de todos os casos, mas geralmente é a forma mais mortal de contrair.

Os idosos e os muito jovens são especialmente vulneráveis. Alguns pacientes em sistemas de ventilação desenvolvem pneumonia bacteriana devido ao desvio das máquinas dos sistemas de defesa naturais.

Também existe uma forma de pneumonia causada por um pequeno organismo chamado micoplasma. Esta forma particular da doença não é tão debilitante quanto seus primos virais ou bacterianos, daí o nome comum de pneumonia ambulante. Aqueles diagnosticados com essa condição geralmente podem funcionar sem intervenção médica, embora medicamentos de venda livre sejam geralmente prescritos para dor e outros sintomas.

Outra causa possível é a inalação de produtos químicos ou outros irritantes estranhos. Algumas pessoas podem contrair a doença após uma sessão de vômitos. Assim que o agente estranho atinge os alvéolos, forma-se uma irritação e a acidez do material pode continuar a destruir o tecido pulmonar. Isso é chamado de pneumonia química e pode causar danos permanentes se a área não puder ser irrigada completamente.

Aqueles que trabalham com produtos químicos em pó perigosos ou estão expostos a vapores ácidos são especialmente vulneráveis a essa condição.

Os casos graves podem ser fatais. Vários pacientes que sofrem de doenças crônicas como AIDS ou doenças cardíacas podem, na verdade, expirar de uma forma oportunista de pneumonia, não de suas condições primárias. Embora a condição em si não seja especialmente contagiosa, os vírus e bactérias circundantes ainda podem infectar cuidadores e outras pessoas em contato próximo.

Vale a pena lavar as mãos com frequência e evitar multidões ao tratar um paciente com essa doença.

Quais são os efeitos da pneumonia nos pulmões?

Pneumonia

Os efeitos da pneumonia nos pulmões envolvem a superprodução de muco e outros fluidos, levando à dificuldade de respirar e inibindo as trocas gasosas nos pulmões, tornando mais difícil o fornecimento de oxigênio ao corpo. A longo prazo, a pneumonia pode estar associada a danos permanentes nos pulmões, colocando as pessoas em risco de insuficiência respiratória no futuro, porque seus pulmões não são mais fortes e saudáveis como antes. O tratamento precoce da pneumonia pode ajudar a limitar os problemas pulmonares permanentes.

Em pacientes com pneumonia, uma infecção torna-se ativa nos pulmões. Fungos, bactérias, vírus e outros organismos podem potencialmente colonizar os pulmões se o sistema imunológico de alguém for incapaz de combatê-los. A infecção faz com que os pequenos sacos de ar nos pulmões, conhecidos como alvéolos, se encham de líquido. É mais difícil inflar os pulmões porque a pressão dentro do pulmão é interrompida, as pessoas têm dificuldade para respirar e o oxigênio a cada respiração não chega tão longe quanto deveria.

Os efeitos da pneumonia nos pulmões podem levar as pessoas a ter falta de ar, tons azulados nas extremidades e respiração rápida enquanto lutam por ar. Os pacientes também podem tossir, frequentemente produzindo expectoração. Em alguns casos, a pneumonia leva ao desenvolvimento de um abcesso nos pulmões, uma complicação potencialmente séria.

Os pacientes também podem apresentar insuficiência respiratória, onde os pulmões não funcionam mais e a ventilação mecânica pode ser necessária para manter a pessoa viva.

Na pneumonia lobar, um lobo inteiro de um pulmão está envolvido. A pneumonia brônquica envolve manchas isoladas de infecção em um ou ambos os pulmões. Em ambos os casos, os efeitos da pneumonia nos pulmões podem começar rapidamente assim que a infecção começar a se agravar. Os pacientes geralmente apresentam sinais de alerta como febre, fadiga, náuseas e vômitos, junto com dificuldade para respirar. Ouvir os pulmões pode revelar sons distintos associados aos alvéolos cheios de líquido e à respiração difícil do paciente.

Para combater os efeitos da pneumonia nos pulmões, os médicos se concentram em encontrar um medicamento apropriado para tratar a infecção, bem como em fornecer cuidados médicos.

Os pacientes podem precisar ser hospitalizados se a infecção for grave e, em alguns casos, é necessária ventilação para ajudar os pacientes a respirar. Se não forem tratadas, as infecções nos pulmões podem se tornar fatais para o paciente, pois, eventualmente, os tecidos do corpo começarão a sofrer como resultado da privação de oxigênio.

Quando o suprimento de oxigênio ao cérebro é limitado pela pneumonia, o paciente pode desenvolver convulsões e entrar em coma.

Pneumonia – Doença Infecciosa

pneumonia é uma doença infecciosa, causada por grande variedade de bactérias, principalmente pelo Streptococcus pneumoniae ou Diplococcus pneumoniae.

Nas pessoas com resistência orgânica debilitada por uma doença como a AIDS, em sua fase mais grave, uma bactéria oportunista chamada Pneumocystis carinii também causa a pneumonia, que contribuiu para o agravamento do quadro geral do paciente com AIDS.

Nos casos comuns de pneumonia, ocorre, além da contaminação, o enfraquecimento das defesas naturais do organismo.

Esta baixa de resistência decorre principalmente da exposição à umidade, variações bruscas de temperatura, da debilidade conseqüente de outras doenças, sobretudo do alcoolismo, ocorrendo, em conseqüência, a pneumonia.

O contágio pode acontecer pela proximidade com portadores da doença, através de gotículas de saliva. A maior incidência de pneumonia é durante o inverno e nos homens.

Sintomas

A instalação da pneumonia é repentina, com febre elevada, calafrios e delírio.

Ataca também a pleura, membrana que envolve os pulmões e que é altamente sensível. A inflamação da pleura e seu conseqüente espessamento provocam dor em toda a região torácica, dor que aumenta com os movimentos respiratórios.

A secreção defensiva dos alvéolos, bronquíolos e brônquios constitui o catarro expelido pela tosse. Em geral, o catarro é da cor de tijolo, às vezes com estrias de sangue.

As vias respiratórias, bloqueadas pelo catarro, tornam a respiração difícil e arfante, constituindo o período de enfartamento. Estas manifestações desaparecem em poucos dias, persistindo a sede e falta de apetite até os últimos dias de tratamento.

Durante qualquer fase da doença, o repouso é necessário. Os líquidos em geral contribuem para abaixar a febre e desprender o catarro.

Profilaxia e Tratamento

A principal maneira de se prevenir contra a pneumonia é evitar a queda de resistência natural do organismo, através da boa alimentação, agasalho, higiene e, às vezes, administração de glicosídios cardioativos.

O tratamento consiste em repouso, alimentação livre e uso de antibióticos para bloquear o avanço da doença.

A recaída é extremamente perigosa.

Pneumonia é uma infecção de um ou ambos os pulmões, a qual é usualmente causada por bactérias, vírus ou fungos. Antes da descoberta dos antibióticos, 1/3 das pessoas com pneumonia morriam.

Atualmente isto ocorre em < 5%. A cada ano, dois milhões de casos de pneumonia acontecem no Brasil, com 33.000 mortes.

Pneumonia

Pneumonia

Como se pega pneumonia

Em alguns casos pela inalação de gotículas contendo o germe que pode causar a pneumonia. Estas pequenas gotas vão para o ar quando uma pessoa infectada com estes germes tosse ou espirra.

Na maioria dos casos, a pneumonia é causada quando bactérias e vírus que colonizam a boca, garganta, ou o nariz são aspirados para os pulmões.

Durante o sono, é muito comum que as pessoas aspirem secreções da boca, garganta, ou nariz. Normalmente, as defesas do organismo, como a tosse e o sistema imunológico, irão impedir que os germes aspirados causem pneumonia.

Contudo, se a pessoa está em uma condição enfraquecida por uma outra doença, ou o material aspirado contém muitas bactérias, a pneumonia pode surgir. Pessoas com infecções virais recentes, doenças cardíacas, e problemas de deglutição, bem como alcoólatras, usuários de drogas e aqueles que sofreram uma convulsão ou um ataque vascular cerebral têm maior risco para desenvolver pneumonia do que a população geral.

Uma vez que os germes entram nos pulmões, eles usualmente se instalam nos alvéolos, onde crescem rapidamente. Esta área do pulmão então se torna cheia de líquido e pus, à medida que o corpo tenta lutar contra a infecção.

A pneumonia é contagiosa?

Depende da causa da pneumonia. As pneumonias bacterianas em geral não são contagiosas.

O que é pneumonia crônica?

pneumonia crônica é uma inflamação dos pulmões que persiste por um longo período de tempo, sem início súbito.

Em contraste, a pneumonia aguda se desenvolve rapidamente e geralmente dura menos de três semanas. Classicamente, a pneumonia é causada por infecção por bactérias, vírus ou fungos que colonizam os pulmões e causam irritação.

O tratamento requer o fornecimento de medicamentos para matar os organismos e a oferta de terapia de suporte se o paciente tiver dificuldade para respirar ou desenvolver outras complicações.

As pessoas podem desenvolver pneumonia crônica em qualquer idade. Os sintomas podem surgir tão lentamente que as pessoas podem passar dias ou semanas sem perceber que estão com pneumonia.

Os sinais de pneumonia crônica podem incluir tosse, respiração ofegante, fadiga, dificuldade para respirar, febre, suores noturnos e dores no peito.

As pessoas não precisam ter histórico de resfriado no peito ou exposição conhecida a organismos infecciosos para desenvolver pneumonia, pois essa condição pode ser adquirida em vários lugares.

Em pacientes com um caso crônico de pneumonia, o exame de sangue geralmente mostra níveis anormalmente altos de glóbulos brancos e outros sinais de inflamação crônica.

Os pulmões podem parecer obstruídos nas radiografias e se forem fotografados com um procedimento de endoscopia, alterações podem ser vistas nas vias aéreas e no interior dos pulmões, mostrando que a inflamação crônica resultou em vermelhidão, produção excessiva de muco e outras alterações para o trato respiratório.

Alguns médicos iniciam imediatamente um paciente com pneumonia crônica com medicamentos antibióticos.

Outros podem solicitar uma amostra dos pulmões com o objetivo de cultivar os organismos para descobrir o que está causando a infecção.

Fazer uma cultura pode ajudar o médico a identificar os medicamentos corretos a serem usados, minimizando o tempo perdido com medicamentos ineficazes.

As culturas podem ser especialmente importantes se houver uma preocupação sobre a possibilidade de infecção por organismos resistentes aos medicamentos que não respondem aos medicamentos comuns.

A ventilação às vezes é necessária para pacientes com pneumonia se eles sentirem extrema dificuldade para respirar e medicamentos podem ser administrados para abrir as vias aéreas e ajudar os pacientes com sibilância a respirar mais livremente.

A infecção por pneumonia crônica pode causar danos a longo prazo.

A capacidade pulmonar pode ser prejudicada permanentemente e os pacientes podem ficar com cicatrizes e outros problemas que podem causar dificuldade respiratória no futuro.

O tempo de recuperação desse tipo de pneumonia pode ser mais longo do que os pacientes podem esperar, pois os pulmões precisam ser curados depois que os organismos infecciosos são eliminados.

É importante concluir os cursos de medicamentos recomendados, seguir as instruções sobre descanso e cumprir outras instruções destinadas a proteger a saúde pulmonar.

Fonte: www.nhs.uk/www.pueridomus.br/www.blf.org.uk/www.manualmerck.net/www.picarelli.com.br/www.medicinageriatrica.com.br/medlineplus.gov

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Avaliação Cognitiva

PUBLICIDADE Definição de Avaliação Cognitiva A avaliação cognitiva (ou teste de inteligência) é usada para determinar as …

Hiperestesia

PUBLICIDADE Definição A hiperestesia é uma condição ou um estado que envolve um aumento anormal da sensibilidade …

Fantosmia

PUBLICIDADE Definição Fantosmia é a palavra médica usada pelos médicos quando uma pessoa sente o cheiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.

Comment moderation is enabled. Your comment may take some time to appear.