Breaking News
Home / Saúde / Hiperfagia

Hiperfagia

PUBLICIDADE

Definição

A hiperfagia é um aumento anormal do apetite pelo consumo de alimentos freqüentemente associado a lesões no hipotálamo

Hiper é atividade extrema ou altamente ativa. Fagia, o sufixo, tem a ver com comer.

O que é

A hiperfagia é uma condição na qual o desejo de comer de uma pessoa aumenta repentinamente.

Pode ser uma compulsão física ou o aumento do apetite pode ser o resultado de um problema emocional.

A condição pode durar longos períodos de tempo sem interrupção ou pode desaparecer por intervalos antes de reaparecer.

Uma das principais causas físicas da hiperfagia pode ser o hipertireoidismo, uma condição na qual a glândula tireóide produz níveis excessivamente altos de hormônios. Esses hormônios são os principais responsáveis pelo metabolismo, um processo químico que cobre calorias dos alimentos em energia utilizável.

Uma pessoa cujas tireóides produzem uma grande quantidade de hormônios pode sentir-se muito mais faminta do que o normal, porque seu corpo acredita que precisa de mais alimento para obter energia.

Outra possível causa física da hiperfagia é a hipoglicemia, uma condição médica que causa uma quantidade incomumente baixa de açúcar na corrente sanguínea.

O corpo obtém a maior parte de sua energia do açúcar na corrente sanguínea, portanto, ter uma quantidade menor de açúcar no sangue do que o normal pode resultar no desejo de mais comida do corpo para ganhar mais energia.

A hipoglicemia pode ser causada por doença renal, alcoolismo, tumores pancreáticos, diabetes ou fome.

A hiperfagia também pode ser o efeito colateral de alguns medicamentos. A Cipro-heptadina, um medicamento usado para aliviar os sintomas da alergia, pode causar um aumento no apetite.

Os medicamentos usados para controlar a inflamação associada à asma e artrite, conhecidos como corticosteróides, também podem causar sentimentos de fome como efeito colateral.

Medicamentos antidepressivos também podem causar aumento do apetite em alguns usuários.

Algumas condições de saúde mental podem resultar em hiperfagia. Transtornos de ansiedade, como transtorno obsessivo-compulsivo, distúrbios generalizados de ansiedade e fobias, podem fazer com que o doente sinta fome e recorra à comida como forma de se sentir menos nervoso ou estressado.

A bulimia é um distúrbio alimentar em que uma pessoa consome sistematicamente grandes quantidades de alimentos e depois os limpa através de vômitos ou evacuações.

Pessoas com bulimia podem começar a desejar comida com mais frequência e ficar mentalmente apegadas a comer constantemente.

Pessoas que sofrem de hiperfagia podem ser tratadas se seus médicos descobrirem a condição subjacente que causa a doença. Se a fome é um efeito colateral da medicação, uma pessoa pode trabalhar com um médico para elaborar um plano alimentar de baixa caloria para evitar ganho de peso, principalmente se a interrupção da medicação não for uma opção segura.

Para problemas de saúde emocional ou mental que contribuem para aumentar o apetite, a terapia pode ser útil para ensinar os pacientes a lidar com seus problemas sem usar alimentos e como diferenciar entre fome física e compulsões mentais para comer.

Fonte: Equipe Portal São Francisco

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Gripe Espanhola

Gripe Espanhola

PUBLICIDADE Definição A pandemia de gripe espanhola é a catástrofe contra a qual todas as pandemias modernas …

Viroides

PUBLICIDADE Definição Os viroides são os menores patógenos infecciosos conhecidos, constituídos apenas por um RNA circular …

Animais Invertebrados

PUBLICIDADE Definição de Invertebrado Invertebrados são animais que não têm espinha dorsal. A coluna vertebral …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.