Breaking News
Home / Saúde / Miopatia

Miopatia

PUBLICIDADE

Definição

A miopatia é uma doença do músculo em que as fibras musculares não funcionam adequadamente. Isso resulta em fraqueza muscular.

Miopatia significa doença muscular. Este significado implica que o defeito primário está dentro do músculo, em oposição aos nervos (“neuropatias” ou distúrbios “neurogênicos”) ou em outro lugar (por exemplo, o cérebro). Cãibras musculares, rigidez e espasmos também podem estar associados à miopatia.

A doença muscular pode ser classificada como neuromuscular ou musculoesquelética por natureza. Algumas condições, como miosite, podem ser consideradas tanto neuromusculares como musculoesqueléticas.

Em alguns casos, a patologia se estende a envolver fibras musculares cardíacas, resultando em uma cardiomiopatia hipertrófica ou dilatada.

Descrição

Existem muitos tipos diferentes de miopatias.

Alguns são hereditários, alguns inflamatórios e outros causados por problemas endócrinos ou metabólicos.

As miopatias geralmente não são fatais. Normalmente eles causam fraqueza muscular e problemas de movimento. Os ombros e músculos da coxa são geralmente, mas nem sempre, afetados mais cedo do que os músculos das mãos e dos pés.

A maioria das miopatias é degenerativa, o que significa que elas se tornam mais pronunciadas com o passar do tempo. Algumas fraquezas são transitórias. Apenas raramente os indivíduos se tornam dependentes de uma cadeira de rodas.

No entanto, a distrofia muscular (tecnicamente uma miopatia) é muito mais grave.

Alguns tipos de distrofia muscular são fatais no início da idade adulta.

O que é Miopatia?

A miopatia é um distúrbio muscular que interfere no funcionamento adequado das fibras musculares.

Dependendo da gravidade da doença, uma pessoa que sofre de miopatia pode achar que os músculos são tão fracos que realizar tarefas de rotina é extremamente difícil, se não impossível. Existem vários tipos de miopatia, incluindo distrofia muscular, classes de miotonia e miopatias mitocondriais.

Em termos de distrofia muscular, as várias manifestações de miopatia incluem um processo no qual os músculos enfraquecem ou degeneram com o tempo.

Durante o processo de degeneração, os grupos musculares afetados podem experimentar alguns períodos curtos de regeneração, permitindo que o indivíduo recupere temporariamente algumas das funções dos músculos. No entanto, a capacidade de regeneração do corpo é eventualmente superada pela doença, muitas vezes tornando impossível a caminhada. Nesse ponto, a degeneração continuará e pode, eventualmente, comprometer os músculos do sistema respiratório.

Dentro da família da miotonia, várias classes de miopatias congênitas apontam para condições de saúde que são diferentes de qualquer tipo de distrofia muscular em termos de suas origens. Esse grupo de classificações de miopatia tende a não demonstrar nenhum tipo de falha progressiva dos grupos musculares. Pelo contrário, a condição pode ter a ver com anormalidades nos próprios músculos que estavam presentes no nascimento. Essencialmente, os músculos são muito fracos para se contrair corretamente durante qualquer tentativa de movimento. Alguns exemplos de miopatias encontrados nesta classificação incluem miopatia nemalinal e miopatia centronuclear.

Miopatia
Algumas formas de miopatia podem causar paralisia temporária

Com formas de miopatia mitocondrial, o foco em anormalidades nas mitocôndrias que ajudam a gerar energia para os músculos. Em vez de algum aspecto distal dos próprios músculos, esse tipo de miopatia enfraquece os núcleos musculares, às vezes tornando-os incapazes de funcionar. Em alguns casos, a inflamação está presente e a condição também pode afetar a capacidade do corpo de manter um equilíbrio lipídico adequado.

Como existem tantas classes e subclasses de miopatia, nenhum curso de tratamento é eficaz em todas as manifestações da doença.

Dependendo do tipo e nível de gravidade da condição, o paciente pode responder a algum tipo de terapia medicamentosa. Cirurgia ou fisioterapia também podem ser úteis em algumas situações. Entre as práticas médicas alternativas, alguns pacientes descobriram que a acupuntura e a acupressão proporcionam algum alívio, assim como a massagem terapêutica.

Em muitos casos, o uso concomitante de mais de um tratamento pode ser necessário para conter pelo menos parcialmente a doença e fornecer algum grau de alívio.

Quais são os diferentes tipos de tratamento de Miopatia?

A miopatia é uma doença que afeta os músculos esqueléticos. A condição é causada por muitos fatores diferentes. Qualquer tratamento de miopatia tratará a causa da miopatia e pode incluir a troca de medicamentos, a ingestão de vitaminas, exercícios, mudanças na dieta, redução do consumo de álcool e o controle da dor.

Miopatias estatina são causadas por um determinado grupo de medicamentos utilizados para reduzir a quantidade de colesterol no sangue. Os pacientes experimentam inflamação, dor e fraqueza nos músculos como efeitos colaterais da medicação. O tratamento com miopatia por estatina neste caso envolveria parar ou mudar a medicação.

A miopatia mitocondrial ocorre quando as mitocôndrias danificadas prejudicam a função muscular. Esta forma de miopatia começa com sintomas mínimos, como a fadiga muscular, e piora para incluir surdez e pálpebras caídas. O tratamento da miopatia mitocondrial não pode curar completamente a doença, mas pode ajudar a prolongar a progressão e reduzir os sintomas. A terapia com vitamina pode reduzir a fadiga muscular e melhorar a função. A fisioterapia pode ajudar a aumentar a mobilidade e reduzir a rigidez muscular.

As miopatias alcoólicas ocorrem em pessoas que consomem grandes quantidades de álcool por períodos prolongados consistentes. O álcool deteriora os músculos, levando a dor e fraqueza. O tratamento de miopatia para miopatia alcoólica envolve estar sóbrio e reparar a função hepática. Também requer uma mudança na nutrição para ajudar a reparar as células danificadas e substituir as enzimas. As escolhas alimentares devem ser ricas em vitaminas e nutrientes que ajudam a promover o crescimento saudável das células, como as que são ricas em ferro.

A miopatia nemalinosa é uma condição congênita. Ocorre quando as hastes parecidas com roscas se formam nas células musculares. Como muitas outras miopatias, a miopatia nemalinal não tem cura. O tratamento da miopatia nemalineana envolve o manejo dos sintomas. Orientação nutricional, tratamento de infecções do trato respiratório e fisioterapia gerenciar manifestações desta condição. O manejo da dor também pode ser necessário se os músculos começarem a causar crises de dor que podem parecer choques elétricos, e os relaxantes musculares são frequentemente prescritos para combater esse problema.

O tratamento da miopatia metabólica envolve a adição de suplementos vitamínicos, mudanças na dieta, exercícios aeróbicos e mudanças nas atividades físicas.

Esta condição provoca uma diminuição na energia que as células fazem para mover os músculos. Sem essa energia, os músculos não podem funcionar adequadamente. Algumas formas de miopatias metabólicas levam a uma condição chamada rabdomiólise. Essa condição ocorre quando as fibras musculares se quebram e as peças viajam pela corrente sanguínea, levando à insuficiência renal.

Existem vários elementos comuns em cada tipo de tratamento de miopatia. Manter a mobilidade consistente e reduzir a rigidez muscular é conseguido através da fisioterapia. Tratar problemas oportunistas, como infecções, prolonga a vida reduzindo as complicações. Mudanças na dieta de um paciente também são importantes.

O que são Miopatias Congênitas?

Miopatia
Miopatia

As miopatias congênitas são doenças musculares raras presentes no nascimento (congênitas) que resultam de defeitos genéticos. Existem muitos tipos diferentes de miopatias congênitas, mas a maioria compartilha características comuns, incluindo a falta de tônus muscular e fraqueza.

Outros sinais e sintomas de algumas miopatias congênitas incluem dificuldades de alimentação e respiração, assim como condições esqueléticas, como curvatura da coluna vertebral (escoliose), ossos fracos (osteopenia) ou problemas no quadril.

Sinais e sintomas de miopatias congênitas podem não ser aparentes até mais tarde na infância ou na infância.

Não existem curas conhecidas para miopatias congênitas. Tratamentos de apoio incluem terapias físicas, ocupacionais e fonoaudiológicas, suporte nutricional e respiração assistida, se necessário.

Sintomas da Miopatia Congênita

Miopatia
Miopatia

Os sinais e sintomas variam dependendo do tipo de miopatia congênita.

A gravidade dos sinais e sintomas também varia, embora as condições sejam frequentemente estáveis ou progridem lentamente.

Sinais e sintomas comuns incluem:

Falta de tônus muscular
Fraqueza muscular
Habilidades motoras atrasadas
Fraqueza facial perceptível
Pálpebras caídas
Cãibras musculares ou contrações.

Fonte: www.ninds.nih.gov/www.rheumatology.org/www.mda.org/www.wisegeek.org/my.clevelandclinic.org/www.mayoclinic.org/www.uwmedicine.org/centronuclear.org.uk

 

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Viroides

PUBLICIDADE Definição Os viroides são os menores patógenos infecciosos conhecidos, constituídos apenas por um RNA circular …

Supernova

PUBLICIDADE Uma supernova é a explosão de uma estrela na qual a estrela pode atingir …

Animais Invertebrados

PUBLICIDADE Definição de Invertebrado Invertebrados são animais que não têm espinha dorsal. A coluna vertebral …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.