Breaking News
Home / Saúde / Imunogenética

Imunogenética

PUBLICIDADE

Definição

A imunogenética é o ramo da genética médica que explora a relação entre o sistema imunológico e a genética.

Doenças auto-imunes, como diabetes tipo 1, são características genéticas complexas que resultam de defeitos no sistema imunológico.

A identificação de genes que definem os defeitos imunológicos pode identificar novos genes-alvo para abordagens terapêuticas.

Alternativamente, as variações genéticas também podem ajudar a definir a via imunológica que leva à doença.

O que é

A imunogenética é um ramo da biologia molecular que se ocupa das interações entre herança e imunidade. Tem várias aplicações, sendo uma das mais importantes a medicina de transplante.

Os imunogeneticistas podem trabalhar em laboratórios, analisando amostras de tecidos e produtos sanguíneos, e também podem trabalhar em pesquisa, educação e aconselhamento genético.

Muitos profissionais neste campo têm pós-graduação e alguns concluíram o trabalho de pós-graduação em imunogenética.

O sistema imunológico é muito complexo. Enquanto as pessoas adquirem imunidade ao longo da vida em resposta à exposição, alguns aspectos do sistema imunológico são herdados.

Esta é a área em que a imunogenética se concentra, observando as características herdadas e a imunidade.

Os pesquisadores também observam o que acontece quando a genética dá errado e alguém nasce com um sistema imunológico defeituoso.

Uma área de interesse particular é a histocompatibilidade.

Este termo refere-se a uma situação na qual tecidos ou produtos sanguíneos de uma pessoa podem ser transplantados com segurança para outra porque os dois compartilham antígenos.

O corpo do doador terá menor probabilidade de rejeitar ou reagir mal ao material do doador, porque o reconhece, pelo menos em parte. Quando alguém precisa de um transplante de órgão ou tecido, são realizados estudos de histocompatibilidade para encontrar a melhor correspondência possível.

Correspondência de tecidos de doadores, órgãos, produtos sanguíneos e assim por diante não é tão simples quanto combinar tipos sanguíneos.

Mesmo dentro de um tipo de sangue, existem algumas variações naturais e a histocompatibilidade pode ser extremamente complicada.

É por isso que os médicos às vezes se referem às pessoas como “perfeitas” ou “menos que ideais”, ilustrando as variações descobertas durante os estudos de histocompatibilidade. Idealmente, uma combinação perfeita será usada, mas isso pode nem sempre ser uma opção, caso em que uma correspondência menos que ideal será usada, especialmente se o paciente estiver ficando sem tempo.

O traçado da herança genética envolve o estudo do DNA e o mapeamento do genoma humano para descobrir onde os traços de interesse estão localizados.

Esta informação também pode ser usada para aprender sobre os mecanismos de herança, incluindo os mecanismos de mutações que causam variações naturais.

Usando imunogenética, as pessoas também podem aprender mais sobre indivíduos de várias regiões do mundo, já que muitas populações desenvolveram pequenas adaptações genéticas para ajudá-las a sobreviver em seu ambiente.

Muitas faculdades e universidades oferecem programas de biologia molecular que podem ter foco em imunogenética para os alunos interessados.

Fonte: Equipe Portal São Francisco

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Glicerina Vegetal

PUBLICIDADE Definição A glicerina vegetal, também conhecida como glicerol vegetal, é um produto de carboidrato …

Doença de Creutzfeldt-Jakob

PUBLICIDADE Definição A doença de Creutzfeldt-Jakob é um distúrbio cerebral degenerativo que leva à demência …

Xantelasma

PUBLICIDADE Definição Xantelasma são nódulos gordurosos que tendem a se formar perto dos cantos internos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.