Breaking News
QUESTION 1 You have a hybrid Exchange Server 2016 organization. Some of the mailboxes in the research department are hosted on-premises. Other mailboxes in the research department are stored in Microsoft Office 365. You need to search the mailboxes in the research department for email messages that contain a specific keyword in the message body. What should you do? A. From the Exchange Online Exchange admin center, search the delivery reports. B. Form the on-premises Exchange center, search the delivery reports. C. From the Exchange Online Exchange admin SY0-401 exam center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. D. From the Office 365 Compliance Center, create a new Compliance Search. E. From the on-premises Exchange admin center, create a new In-Place eDiscovery & Hold. Correct Answer: E QUESTION 2 You have an Exchange Server 2016 organization. You plan to enable Federated Sharing. You need to create a DNS record to store the Application Identifier (AppID) of the domain for the federated trust. Which type of record should you create? A. A B. CNAME C. SRV D. TXT Correct Answer: D QUESTION 3 Your company has an Exchange Server 2016 200-310 exam Organization. The organization has a four- node database availability group (DAG) that spans two data centers. Each data center is configured as a separate Active Directory site. The data centers connect to each other by using a high-speed WAN link. Each data center connects directly to the Internet and has a scoped Send connector configured. The company's public DNS zone contains one MX record. You need to ensure that if an Internet link becomes unavailable in one data center, email messages destined to external recipients can 400-101 exam be routed through the other data center. What should you do? A. Create an MX record in the internal DNS zone B. B. Clear the Scoped Send Connector check box C. Create a Receive connector in each data center. D. Clear the Proxy through Client Access server check box Correct Answer: AQUESTION 4 Your network contains a single Active Directory forest. The forest contains two sites named Site1 and Site2. You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains two servers in each site. You have a database availability group (DAG) that spans both sites. The file share witness is in Site1. If a power failure occurs at Site1, you plan to mount the databases in Site2. When the power is restored in Site1, you Cisco CCNP Security 300-207 exam SITCS need to prevent the databases from mounting in Site1. What should you do? A. Disable AutoReseed for the DAG. B. Implement an alternate file share witness. C. Configure Datacenter Activation Coordination (DAC) mode. D. Force a rediscovery of the EX200 exam network when the power is restored. Correct Answer: C QUESTION 5 A new company has the following: Two offices that connect to each other by using a low-latency WAN link In each office, a data center that is configured as a separate subnet Five hundred users in each office You plan to deploy Exchange Server 2016 to the network. You need to recommend which Active Directory deployment to use to support the Exchange Server 2016 deployment What is the best recommendation to achieve the goal? A. Deploy two forests that each contains one site and one site link. Deploy two domain controllers to each forest. In each forest configure one domain controller as a global catalog server B. Deploy one forest that contains one site and one site link. Deploy four domain controllers. Configure all of the domain controllers as global catalog servers. C. Deploy one forest that contains two sites and two site links. Deploy two domain controllers to each site in each site, configure one domain controller as a global catalog server D. Deploy one forest that contains two sites and one site link. Deploy two domain controllers to each site. Configure both domain controllers as global catalog servers Correct Answer: C QUESTION 6 How is the IBM Content Template Catalog delivered for installation? A. as an EXE file B. as a ZIP file of XML files C. as a Web Appli cati on Archive file D. as a Portal Application Archive file Correct Answer: D QUESTION 7 Your company has a data center. The data center contains a server that has Exchange Server 2016 and the Mailbox server role installed. Outlook 300-101 exam anywhere clients connect to the Mailbox server by using thename outlook.contoso.com. The company plans to open a second data center and to provision a database availability group (DAG) that spans both data centers. You need to ensure that Outlook Anywhere clients can connect if one of the data centers becomes unavailable. What should you add to DNS? A. one A record B. two TXT records C. two SRV records D. one MX record Correct Answer: A QUESTION 8 You have an Exchange Server 2016 EX300 exam organization. The organization contains a database availability group (DAG). You need to identify the number of transaction logs that are in replay queue. Which cmdlet should you use? A. Test-ServiceHealth B. Test-ReplicationHealth C. Get-DatabaseAvailabilityGroup D. Get-MailboxDatabaseCopyStatus Correct Answer: D QUESTION 9 All users access their email by using Microsoft Outlook 2013 From Performance Monitor, you discover that the MSExchange Database\I/O Database Reads Average Latency counter displays values that are higher than normal You need to identify the impact of the high counter values on user connections in the Exchange Server organization. What are two client connections 400-051 exam that will meet performance? A. Outlook on the web B. IMAP4 clients C. mobile devices using Exchange ActiveSync D. Outlook in Cached Exchange ModeE. Outlook in Online Mode Correct Answer: CE QUESTION 10 You work for a company named Litware, Inc. that hosts all email in Exchange Online. A user named User1 sends an email message to an Pass CISCO 300-115 exam - test questions external user User 1 discovers that the email message is delayed for two hours before being delivered. The external user sends you the message header of the delayed message You need to identify which host in the message path is responsible for the delivery delay. What should you do? A. Review the contents of the protocol logs. B. Search the message tracking logs. C. Search the delivery reports 200-355 exam for the message D. Review the contents of the application log E. Input the message header to the Exchange Remote Connectivity Analyzer Correct Answer: E QUESTION 11 You have an Exchange Server 2016 organization. The organization contains three Mailbox servers. The servers are configured as shown in the following table You have distribution group named Group1. Group1 contains three members. The members are configured as shown in the following table. You discover that when User1 sends email messages to Group1, all of the messages are delivered to EX02 first. You need to identify why the email messages sent to Group1 are sent to EX02 instead. What should you identify? A. EX02 is configured as an expansion server. B. The arbitration mailbox is hosted 300-320 exam on EX02.C. Site2 has universal group membership caching enabled. D. Site2 is configured as a hub site. Correct Answer: A
Home / Saúde / Retração Gengival

Retração Gengival

PUBLICIDADE

O que é Retração Gengival?

É o deslocamento da gengiva, provocando a exposição da raiz do dente. Isso pode ocorrer em um só dente ou em vários.

A causa não é fácil de determinar. Existem várias hipóteses: traumatismo por escovação (fricção exagerada com escova de cerdas duras); inflamação da gengiva pela presença da placa bacteriana; trauma oclusal (forças excessivas sobre o dente causadas por má posição dentária ou por restaurações “altas”); restaurações desadaptadas na região gengival; posição alta dos freios labiais e lingual; movimentos ortodônticos realizados de maneira incorreta; dentes apinhados (encavalados); pouca espessura do osso que recobre a raiz.

Por que nessa situação os dentes ficam mais sensíveis?

Devido à exposição da raiz, a camada que a reveste (cemento) desaparece, expondo a dentina, que é sensível. Bochechos com soluções fluoretadas podem amenizar o problema.

Tem relação com a idade?

Uma certa retração gengival generalizada é percebida com o passar dos anos e considerada normal. Algumas pessoas são mais susceptíveis que outras. A retração pode avançar em alguns períodos e, em outros, permanecer estacionária.

Existe tratamento? 0 que ocasiona essa retração?

Normalmente, o que se faz é evitar a evolução desse processo por intermédio de escovação adequada, limpeza profissional, ajuste oclusal, remoção de hábitos nocivos, remoção de excessos de materiais restauradores, se houver, e, se for o caso, corrigir a má posição do dente com aparelho ortodôntico.

É possível recobrir a raiz novamente?

Sim, por intermédio de técnicas cirúrgicas utilizadas principalmente em retração de um ou no máximo dois dentes. São cirurgias de resultados não previsíveis, em que, em determinadas situações, vale a pena tentar. São feitas principalmente visando à estética.

Se não se fizer a cirurgia, pode-se perder o dente?

A retração, por si só, não provoca a perda do dente, desde que as causas sejam eliminadas e que não haja inflamação.

Fonte: Revista da APCD

Retração Gengival

Retração Gengival Causa Sensibilidade e Comprometimento Estético

A retração ou recessão gengival é o deslocamento da margem da gengiva em direção à raiz do dente.

Tal situação pode promover a exposição da parte radicular do dente e daí resultar, eventualmente, em diversas consequências:

– Sensibilidade exagerada;

– Dificuldade de higienização (e perpetuação do problema);

– Inflamação gengival (propensão ao início de outras patologias gengivais);

– Comprometimento estético, levando a dentes muito alongados ou desproporcionais no arco.

Em casos extremos, a conjuntura dos efeitos das retrações pode levar o indivíduo até a implicações psicossociais, com queda de autoestima e inibição das interações sociais de seu portador. Por exemplo, uma pessoa que não consegue tomar um sorvete com um grupo por causa da dor (exacerbada por uma retração gengival). Ou alguém que não pode sorrir com segurança, pois mostraria dentes muito alongados ou com alturas gengivais desarmônicas.

Quais são os sintomas?

As recessões gengivais podem ou não apresentar sintomas, que seriam, especialmente, as sensibilidades aos estímulos térmicos ou mecânicos. Entretanto o sinal prevalente, objetivo, em todos os casos é a percepção do deslocamento do tecido gengival em direção à raiz do dente, com exposição da mesma.

Fisiopatologicamente, como ela acontece?

Via de regra, independente da causa, a fisiopatologia da retração é entendida como uma deficiência na irrigação do tecido gengival, que acaba por desaparecer até a altura, livre da etiologia, e consiga manter por si só sua própria homeostase (equilíbrio).

Quais são os motivos que levam a gengiva a ficar retraída? Por que ela fica assim?

Os fatores que levam a gengiva a ficar retraída são inflamatórios, mecânicos e iatrogênicos.

Os inflamatórios se enquadram no grupo das doenças periodontais destrutivas de origem bacteriana ou virótica.

Os fatores mecânicos são: escovação inadequada (força demasiada, dureza das cerdas ou mesmo a técnica errada), posicionamento errado do dente dentro do arco ósseo dentário e outros.

Fatores iatrogênicos (como movimentação ortodôntica, tratamentos restauradores, cirurgias, etc.), traumatismos mecânicos (piercings mal localizados ou hábitos nocivos), distúrbios oclusais, inserções musculares ou freios que tracionam a margem da gengiva e quantidades escassas de gengiva (em espessura e altura).

Como tratar a retração gengival? Quais são as técnicas?

Para o tratamento, o primeiro passo é o correto diagnóstico, que mostra a etiologia da retração em questão. Com a classificação do tipo de retração gengival e a resolução da etiologia, pode-se predizer com segurança o tipo de tratamento (cirúrgico na maioria das vezes) e a previsibilidade de recobrimento da retração.

As técnicas mais comuns são as cirúrgicas, conhecidas hoje como terapia de recobrimento radicular, que vão desde deslocamentos cirúrgicos da gengiva restante ou adjacente até enxertos de tecido doados comumente do palato (céu da boca) do próprio paciente ou regenerações com biomateriais específicos. O tipo deverá ser selecionado quanto à classificação da retração, ao número de dentes envolvidos, à quantidade (espessura e altura) de gengiva adjacente à área afetada, ao estado de saúde geral e local (oral) do paciente, à área doadora de gengiva (caso seja necessário transplante de tecido), entre outros.

Como prevenir as gengivas retraídas?

A prevenção da recessão gengival se dá através de um controle adequado da higienização e, claro, consulta regular ao dentista, que deverá identificar outras situações, como as inserções musculares ou freios que estejam aberrantes, mau posicionamento dental, traumas oclusais ou mecânicos de naturezas diversas. Enfim, um exame detalhado da gengiva e do histórico bucal do paciente, associado à correta higienização, é o melhor caminho para se prevenir a ocorrência das retrações gengivais.

Fonte: www.clinicaderezende.com.br

Retração Gengival

Retração gengival:
Observe este sinal de alerta da sua boca
As gengivas são responsáveis pela “estética vermelha do sorriso”, na visão da grande maioria das pessoas. Mais do que isso, elas representam os tecidos que revestem e protegem os ossos bucais que sustentam os dentes, ou implantes, nas arcadas dentárias. Qualquer variação na core, forma e textura, pode trazer reflexos para a estética e apontar problemas da saúde bucal.

Dentre as alterações mais comuns das gengivas, a retração gengival merece destaque. “Em geral está associada a perda do osso que sustenta os dentes e que funciona como uma espécie de “coluna vertebral” para as gengivas”, explica o cirurgião-dentista Rodrigo Guerreiro Bueno de Moraes.

O consultor técnico da TePe explica que essas perdas de ossos e gengivas podem ser motivadas por inúmeras causas. A mais tradicional é a doença periodontal, ou seja, pela ação destrutiva das bactérias da placa bacteriana depositada entre os dentes e as gengivas. Mas há casos associados à traumatismos repetidos e exagerados, como o da escovação dentária com força excessiva ou com cerdas mais duras ou pastas mais abrasivas.

Também há casos ocasionados pela inserção muscular de freios e bridas que tencionam as gengivas para longe dos dentes recobertos por elas ou por discrepâncias de alinhamento e tamanho dos dentes em relação ao osso que os reveste.

Alguns sintomas podem estar associados, como o caso da sensibilidade dos dentes e do crescimento excessivo deles. O tratamento das retrações pode envolver algumas opções. Caberá o dentista e ao paciente decidirem juntos a melhor terapia para o caso.

Dentre as opções veja as melhores alternativas de reabilitações: – Casos dos enxertos das gengivas para recobrimento das retrações e os restauros dos dentes, de forma a cobrir as retrações. – Outra opção é o controle das áreas dentárias com gengivas retraídas para não haver mais retração. Uma vez que haja saúde na região submetida a retração, especialmente após o tratamento das causas a ela associadas, ela poderá ser observada por longo período de tempo sem maior ônus ao paciente. – A utilização de escovas de dente com cerdas macias.

Assessoria de Comunicação
Fonte: www.dentistry.com.br

Retração gengival

Você Pode Evitar a Retração da Gengiva

Para prevenir qualquer doença é preciso conhecer suas causas. A desidratação, por exemplo, é causada pela falta de líquidos no organismo, sendo prevenida pela ingestão de água, sucos ou até mesmo soro caseiro. Seguindo o mesmo raciocínio, conhecendo as causas da retração gengival, teremos maior possibilidade de evitá-las.

Diversas são as causas da retração da gengiva. Porém, o mais importante é preveni-las pois, uma vez iniciada a retração, não será possível seu retorno à posição original.

As principais causas desta doença são a placa dental, a massa de restos alimentares e bactérias agregadas, que produzem substâncias com capacidade de agredir a gengiva induzindo seu afastamento da coroa do dente, com consequente exposição da raiz. Nestes casos a principal forma de prevenção é a escovação, ela deve ser executada sem pressão sobre os dentes e a gengiva.

As cerdas da escova devem ser macias e com pontas arrendondadas (tais características estão sempre impressas na embalagem). As próteses fixas, também podem causar retrações gengivais. Dificilmente a forma do dente das próteses recupera totalmente a anatomia dental, isto permite o acúmulo de placa dental e, futuramente, pode provocar a retração da gengiva. Com a utilização das próteses fixas, o cuidado com a higienização deve ser redobrado. O paciente deve usar escovas interdentais, utilizar sempre o fio dental e outros métodos de higiene recomendados pelo seu dentista. Além destas causas existe também a retração por excesso de força durante a escovação, ou ainda quando se utiliza uma escova dental com cerdas médias ou duras, que machucam a gengiva.

Não há dúvida de que a prevenção se faz com o uso de cerdas macias. Para diminuir a violência durante a higienização, recomenda-se segurar a escova como se fosse uma caneta, ou seja, utilizando apenas dois dedos. A idade também tem a sua influência na retração gengival.

A partir dos trinta anos os cuidados com a gengiva devem ser maiores, sangramentos persistentes devem ser motivo de preocupação a visita ao dentista.

Fonte: www.odontoweb.com.br

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Sudamina

PUBLICIDADE Sudamina é uma erupção transitória de pequenas vesículas translúcidas causada pela retenção de suor …

Midríase

PUBLICIDADE Definição Midríase é a dilatação da pupila do olho, especialmente quando excessiva ou prolongada, …

Distrofia Muscular

PUBLICIDADE Definição A distrofia muscular é um distúrbio genético que enfraquece gradualmente os músculos do corpo. É …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.

300-209 exam 70-461 exam hp0-s41 dumps 640-916 exam 200-125 dumps 200-105 dumps 100-105 dumps 210-260 dumps 300-101 dumps 300-206 dumps 400-201 dumps Professor Messer's CompTIA N10-006 exam Network+