Breaking News
Home / Saúde / Alcalose Metabólica

Alcalose Metabólica

PUBLICIDADE

Seu sangue é composto de ácidos e bases. A quantidade de ácidos e bases no seu sangue pode ser medida em uma escala de pH. É importante manter o equilíbrio correto entre ácidos e bases. Mesmo uma pequena alteração pode causar problemas de saúde. Normalmente, seu sangue deve ter uma quantidade de bases ligeiramente maior que os ácidos.

Alcalose ocorre quando seu corpo possui muitas bases. Pode ocorrer devido à diminuição dos níveis sanguíneos de dióxido de carbono, que é um ácido.

Também pode ocorrer devido ao aumento dos níveis sanguíneos de bicarbonato, que é uma base.

Esta condição também pode estar relacionada a outros problemas de saúde subjacentes, como baixo teor de potássio ou hipocalemia.

Alcalose Metabólica

Definição

alcalose metabólica é um desequilíbrio de pH em que o corpo tem acumulado demasiado de uma substância alcalina, tal como bicarbonato, e não tem ácido suficiente para neutralizar eficazmente os efeitos do alcalino.

O que é Alcalose Metabólica?

alcalose metabólica é um desequilíbrio no sistema ácido-base do corpo. O termo pH refere-se ao nível de acidez ou alcalinidade de uma substância, com uma leitura de 7.0 indicando neutralidade. O pH normal do corpo é ligeiramente alcalino, com uma faixa de pH de 7,36 a 7,44. O corpo é projetado para funcionar de forma ideal dentro desse intervalo, então, quando os fatores fazem com que o sangue se torne mais base do que ácido, ocorrerão efeitos adversos.

A gravidade dos sintomas manifestados dependerá do grau de alcalinidade presente dentro do corpo.

As causas desta condição podem incluir fatores que diminuem a quantidade de fluido corporal.

Os exemplos incluem o vômito, o uso excessivo de laxantes ou a micção excessiva produzida por medicamentos diuréticos. A perda de fluidos pode fazer com que os níveis de potássio e sódio diminuam acentuadamente, o que produz sinais de alcalose metabólica. Outras causas incluem o uso de esteróides, ou o uso excessivo de antiácidos ou medicamentos alcalinos, como o bicarbonato.

Existem vários sintomas que irão indicar a alcalose metabólica.

Um dos primeiros sintomas deste distúrbio é a respiração mais lenta.

Os sinais gastrointestinais podem incluir náuseas, vômitos e diarréia.

Os sintomas cardiovasculares envolvem uma frequência cardíaca rápida, uma frequência cardíaca irregular e uma queda na pressão sanguínea.

Confusão, irritabilidade e contração também podem ser manifestadas. A alcalose grave pode causar convulsões e coma.

O objetivo principal do tratamento para a alcalose metabólica é corrigir o desequilíbrio. Uma solução de água salgada e certos medicamentos serão administrados através de uma linha intravenosa. Os agentes administrados podem incluir medicamentos para normalizar a pressão arterial e a freqüência cardíaca, juntamente com cloreto de potássio para corrigir a hipocalemia, que é baixo teor de potássio no sangue.

Também podem ser dadas drogas que fornecem alívio de náuseas e vômitos. O tratamento de alguns casos pode exigir o uso de ácido clorídrico ou cloreto de amônio.

O prognóstico da alcalose metabólica depende do nível de gravidade da doença e quando a intervenção médica é iniciada. Se o tratamento for iniciado precocemente, o paciente pode se recuperar completamente e não experimentar efeitos adversos persistentes. Nos casos de alcalose grave, a falta de tratamento pode resultar em convulsões, insuficiência cardíaca e coma. Um bom prognóstico também depende de que os fatores subjacentes sejam identificados e tratados, bem como abordar os sintomas de apresentação.

As medidas preventivas podem incluir a observação de pacientes que estão recebendo alimentações por tubo ou alimentação intravenosa. Essas intervenções médicas têm o potencial de causar desequilíbrios em fluidos e minerais, como potássio e sódio. Outra estratégia preventiva é que os pacientes tenham cuidado de não usar drogas que podem precipitar essa condição.

Quais são as diferentes causas da alquose metabólica?

A alcalose metabólica é uma condição em que o equilíbrio de ácidos e bases no corpo está desligado e caracteriza-se por um aumento do nível de pH sangüíneo e um aumento do nível de bicarbonato de sangue. Uma das causas da alcalose metabólica é a perda de fluido do corpo, seja por vômitos ou outros meios.

Anormalidades endocrinológicas, incluindo condições conhecidas como síndrome de Cushing e doença de Conn, podem causar essa condição. Outras causas podem incluir anormalidades eletrolíticas e ingestão de alcaçuz. Determinar a causa da alcalose metabólica em um determinado paciente depende da obtenção de uma história detalhada e da interpretação de diferentes estudos laboratoriais.

As condições em que o corpo perde fluido podem ser causas de alcalose metabólica. Por vômito, os pacientes perdem o fluido ácido normalmente encontrado no estômago, e isso pode transformá-los em um estado alcalóxico. Da mesma forma, a perda dos líquidos do estômago pelo uso de um tubo nasogástrico que esvazia o conteúdo do estômago também pode causar alcalose. O uso de diuréticos – medicamentos que aumentam a produção de urina – pode diminuir o volume sanguíneo do corpo e causar um aumento efetivo na concentração de bicarbonato no sangue, levando a uma alcalose metabólica.

Outra das causas da alcalose metabólica são desordens do sistema endócrino. Níveis elevados de hormônios com aldosterona ou cortisol podem levar ao aumento da excreção renal de íons de hidrogênio, que são ácidos, levando a uma alcalose. Pacientes com estas condições também tipicamente têm pressão arterial elevada. Quando os pacientes têm um estreitamento do vaso sanguíneo que leva ao rim, eles podem desenvolver uma imagem similar porque esta condição causa níveis aumentados de aldosterona no corpo.

Há uma série de outras causas de alcalose metabólica. Ter níveis baixos de magnésio ou potássio no sangue pode levar a essa condição. Uma desordem hereditária rara que afeta a função do rim, conhecida como síndrome de Bartter, é outra causa. O excesso de ingestão de alcaçuz também pode causar alcalose metabólica.

Determinar qual das causas da alcalose metabólica está presente em um dado paciente envolve a obtenção de uma história médica completa e a interpretação de vários estudos laboratoriais. A história recente do paciente, incluindo o uso de medicamentos e os sintomas experimentados, muitas vezes é muito útil para fazer um diagnóstico. Verificando a concentração de cloreto na urina também ajuda a distinguir entre diferentes causas de alcalose metabólica. Pacientes com baixo teor de urina são susceptíveis de ter uma condição em que o corpo está perdendo fluido. O alto teor de urina aponta para uma desordem do sistema endócrino.

Sintomas de alcalóide

Sintomas iniciais

Os sintomas da alcalose podem variar.

Nos estágios iniciais da condição, você pode ter:

Náusea
Entorpecimento
Espasmos musculares prolongados
Espamos musculares
Tremores nas mãos

Sintomas graves

Se a alcalose não é tratada imediatamente, podem ocorrer sintomas graves.

Estes sintomas podem levar a choque ou coma:

Tontura
Dificuldade ao respirar
Confusão
Estupor
Coma

Fonte: Portal São Francisco

Conteúdo Relacionado

 

Veja também

Adenite mesentérica

PUBLICIDADE A adenite mesentérica é um processo inflamatório autolimitante que afeta os linfonodos mesentéricos no …

Espondilite Anquilosante

Espondilite Anquilosante

PUBLICIDADE Definição A espondilite anquilosante é uma condição de longo prazo (crônica) na qual a coluna e …

Atetose

Atetose

PUBLICIDADE Definição A atetose é um sintoma de uma desordem cerebral que causa movimentos musculares repetitivos, lentos …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.