Breaking News
Home / Saúde / Pinealoma

Pinealoma

PUBLICIDADE

Definição

Um pinealoma é um tipo de tumor cerebral que se forma na ou ao redor da glândula pineal (um minúsculo órgão próximo ao centro do cérebro).

Pinealomas podem ser benigno (não cancerígeno) ou maligno (câncer).

Eles incluem pineocitomas, pineoblastomas e germinomas pineais. Também chamado de tumor da região pineal.

O que é um Pinealoma?

Um pinealoma é um tumor da glândula pineal, que é uma pequena estrutura localizada no cérebro que desempenha um papel na regulação do sono e do despertar.

Os sintomas deste tumor podem incluir dores de cabeça, vômitos e incapacidade de mover os olhos para cima e para baixo.

O diagnóstico é tipicamente feito com base em estudos de imagem.

O tratamento geralmente consiste em remover cirurgicamente o tumor.

Pinealomas são causados pelo crescimento desregulado e replicação das células localizadas na glândula pineal.

Existem três tipos de pinealomas, incluindo o pineocitoma, o pinocitoma atípico e o pineoblastoma.

Às vezes, esses tumores são malignos, o que significa que eles têm a capacidade de crescer e invadir outras partes do corpo.

Outros tumores originados de outros tipos de células também podem ser encontrados na glândula pineal, incluindo gliomas e germinomas.

Os sintomas de ter um pinealoma podem variar dependendo do tamanho e localização do tumor.

Os pacientes podem apresentar sintomas inespecíficos, como dores de cabeça, náuseas e vômitos.

Se o tumor cresce tanto que perturba a função normal da glândula pineal, os pacientes podem sofrer de insônia devido a perturbações nos seus ritmos circadianos.

Às vezes, os tumores podem bloquear o fluxo do líquido cefalorraquidiano (CSF) do cérebro para a medula espinhal, causando hidrocefalia, uma condição na qual o acúmulo excessivo de LCR pode causar aumento da pressão no cérebro, resultando em vários sintomas diferentes.

Classicamente, ter um pinealoma está associado à síndrome de Parinaud. Os pacientes com esta síndrome não conseguem mover os olhos para cima e para baixo.

A síndrome se desenvolve porque a glândula pineal está localizada perto de uma região do cérebro que coordena o movimento para cima e para baixo dos olhos.

A destruição dessa região por um tumor originário da glândula pineal pode causar esse distúrbio visual.

O diagnóstico de um pinealoma pode ser sugerido pelos sintomas do paciente, particularmente se desenvolverem a síndrome de Parinaud. Estudos de imagem, no entanto, são necessários para confirmar o diagnóstico.

Normalmente, uma ressonância magnética do cérebro fornece os detalhes mais detalhados sobre a região pineal, e os médicos ou outros profissionais de saúde para chegar ao diagnóstico adequado.

Outras modalidades de imagem, como a tomografia computadorizada, também podem fornecer detalhes importantes sobre o crescimento.

O tratamento de um pinealoma envolve a remoção cirúrgica.

Como os tumores são tipicamente pequenos, removê-los requer o uso de microscópios para permitir que os neurocirurgiões removam apenas o tecido anormal e não removam o tecido cerebral normal que é importante para a função cerebral ideal.

Depois de remover o tumor, o tecido pode ser examinado por um patologista ao microscópio para determinar que tipos de células são responsáveis pelo tumor.

Outras opções de tratamento após a cirurgia podem incluir radiação e quimioterapia.

Pinealoma – Tumor

Os pineocitomas são tumores da linhagem parenquimatosa pineal histologicamente classificados como tumores grau I da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Eles são vistos principalmente em adultos e raramente ocorrem em crianças.

Os pineocitomas surgem tipicamente na área pineal. Eles podem se estender até o terceiro ventrículo posterior e comprimir estruturas adjacentes.

Os pineocitomas aparecem como massas hipodensas, globulares, bem definidas, com ocasionais componentes císticos, calcificações periféricas ou focos hemorrágicos observados na TC.

A ressonância magnética mostra uma massa bem circunscrita que é isointensa nas sequências ponderadas em T1 e hiperintensa nas sequências ponderadas em T2. Tumores demonstram realce homogêneo pelo contraste.

As características histopatológicas dos pineocitomas incluem células pequenas e bem diferenciadas que lembram os pineócitos que crescem em folhas ou lóbulos. Além disso, grandes rosetas pineocitomatosas são frequentemente vistas. O índice mitótico é geralmente baixo e as microcalcificações estão por vezes presentes.

Esse tumor cerebral se forma na glândula pineal ou ao redor dela, um minúsculo órgão próximo ao centro do cérebro responsável pela produção de melatonina.

Pinealomas pode ser benigno ou maligno.

Existem três tipos: pineocitomas, pineoblastomas e germinomas pineais.

Os sintomas incluem dor de cabeça, náusea, instabilidade, insônia e vômito.

Fonte: www.cancer.gov/www.wisegeek.org/www.sciencedirect.com/www.adventhealthneuroinstitute.com

 

 

 

Conteúdo Relacionado

Veja também

Viroides

PUBLICIDADE Definição Os viroides são os menores patógenos infecciosos conhecidos, constituídos apenas por um RNA circular …

Supernova

PUBLICIDADE Uma supernova é a explosão de uma estrela na qual a estrela pode atingir …

Animais Invertebrados

PUBLICIDADE Definição de Invertebrado Invertebrados são animais que não têm espinha dorsal. A coluna vertebral …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.