Breaking News
Home / Saúde / Febre Aftosa

Febre Aftosa

PUBLICIDADE

Definição

Febre Aftosa é uma doença epidêmica altamente contagiosa causada por um vírus (espécies Coxsackie, Grupo A 1, Tipo 16, o gênero frente-vírus da família picornavírus).

Este vírus é específico para o gado.

A contaminação (excepcional) no homem (afetado pela febre aftosa é benigna) ocorre através de uma ferida e excepcionalmente através do trato digestivo (absorção de leite cru infectado).

Esta doença (a maior praga gado) pode ser transmitida aos cães, ovelhas, carne de porco, a alpaca, antílopes, búfalos e outros.

Não há nenhuma evidência de contaminação entre seres humanos do sexo masculino.

Sintomas

O período de incubação (tempo entre a infecção e o início dos sintomas) é de cerca de 3 a 5 dias.

Febre
Bolhas na boca, mãos e pés
Presença de úlceras na mucosa da boca. Este sintoma é a estomatite aftosa. As aftas podem também estar presentes em e entre os dedos.
Há, por vezes cefaléia (dor de cabeça) acompanhada de tonturas.

Transmissão

A Febre Aftosa é uma doença infecciosa aguda que causa febre, seguida do aparecimento de vesículas (aftas), principalmente, na boca e nos pés de animais de casco fendido, como bovinos, búfalos, caprinos, ovinos e suínos.

A doença é causada por um vírus, com sete tipos diferentes, que pode se espalhar rapidamente, caso as medidas de controle e erradicação não sejam adotadas logo após sua detecção. O vírus está presente em grande quantidade no epitélio (tecido que reveste) e fluído das vesículas.

Também pode ser encontrado na saliva, no leite e nas fezes dos animais afetados. A contaminação de qualquer objeto com qualquer dessas fontes de infecção é uma fonte perigosa de transmissão da doença de um rebanho a outro. No pico da doença, o vírus está presente no sangue.

Nesse estágio, os animais infectados começam a excretar o vírus poucos dias antes do aparecimento dos sinais clínicos.

Os animais contraem o vírus por contato direto com outros animais infectados ou por alimentos e objetos contaminados. A doença é transmitida pela movimentação de animais, pessoas, veículos e outros objetos contaminados pelo vírus. Calçados, roupas e mãos das pessoas que lidaram com animais doentes também podem transmitir o vírus.

Tratamento

Desinfecção de lesões
Analgésicos (medicamentos contra a dor)
Eliminação dos animais infectados

A evolução da doença

A doença dura em média 2 a 3 dias.

Às vezes, ocorre um agravamento (maligno) caracterizado pelo comprometimento do sistema respiratória, sistema nervoso e sistema digestivo. Envolvimento do trato digestivo, resultando em diarréia e às vezes sangramento.

As formas graves atingem a glote e pulmões e pode causar problemas respiratórios.

Como combater a febre aftosa?

A vacinação dos bovinos e búfalos, seguindo o calendário oficial de cada estado ou região, tem papel fundamental na erradicação e prevenção da doença. No Brasil, a vacinação contra febre aftosa é praticada em todos os estados e no Distrito Federal, com exceção de Santa Catarina, considerado, desde 2007, pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), como livre de febre aftosa sem vacinação.

Para o combate à doença, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento conta com o Programa Nacional de Erradicação e Prevenção contra a Febre Aftosa (PNEFA) e atua em parceria com os serviços veterinários estaduais e a iniciativa privada.

Entre as estratégias do programa estão a manutenção e o fortalecimento das estruturas dos serviços veterinários oficiais e da infraestrutura para diagnóstico, normatização das ações, cadastramento do setor agropecuário, vigilância ostensiva, vacinação de animais, manutenção de programas de educação sanitária e comunicação social, organização e consolidação da participação comunitária.

Após a detecção da doença, a política de controle básica prioritária envolve o sacrifício sanitário de animais doentes e a eliminação de fontes de infecção, para conter seu possível avanço.

A Febre Aftosa

A febre aftosa é uma doença extremamente grave que ataca o gado. Esta é uma das doenças animais mais contagiosas. Ela pode causar perdas significativas de produção

A Febre Aftosa é uma enfermidade infectocontagiosa aguda com potencial de transmissibilidade extremamente alto entre os animais susceptíveis, podendo, em cerca de uma semana ou menos, acometer a totalidade dos componentes de um rebanho afetado.

Caracteriza-se por febre e formação de vesículas, erosões e ulceras na mucosa oral, epitélio linguinal, nasal e mamário e na região coronária dos cascos e espaços digitais.

Acomete animais biungulados, ou seja, bovinos, ovinos, caprinos e suínos,além de ruminantes silvestres, camelídeos e elefantes.

É considerada zoonose, porém com raros casos em humanos e em situações muito especiais.

A doença é causada por um vírus da família Picornaviridae do gênero aphthovirus.

A transmissão do vírus da febre aftosa ocorre por contato direto de animais susceptíveis com animais infectados e por contato indireto com fômites ou subprodutos contaminados.

A importância do controle da doença deriva das implicações socioeconômicas, pois a doença provoca perdas produtivas diretas como perda de carne eleite, abortos, mortes, menor capacidade produtiva, entre outras perdas físicas como também, perdas indiretas relacionadas como, por exemplo,a comercialização de carnes. Sendo que o maior prejuízo está relacionado com o mercado internacional de produtos de origem animal. Isso porque os países livres da Febre Aftosa (maiores importadores) impõem severas restrições aos produtos de origem animal provenientes de países onde existem surtos desta patologia.

Fonte: www.vulgaris-medical.com/www.agricultura.gov.br

Veja também

Afasia

PUBLICIDADE Definição de Afasia A afasia é um comprometimento da linguagem, afetando a produção ou …

Síncope Cardíaca

PUBLICIDADE Definição A síncope cardíaca é a perda súbita de consciência, seja com sintomas premonitórios momentâneos ou …

Coristoma

PUBLICIDADE Definição Uma massa formada pelo desenvolvimento defeituoso de tecido de um tipo normalmente não …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Time limit is exhausted. Please reload the CAPTCHA.